icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Tia Alice

Uma vez em Fátima era quase que obrigatório ir conhecer a Tia Alice.

Para além de todas as Aparições, os Milagres, as Fés, os Pedidos, as Romarias, as Peregrinações, qualquer caminho vai dar ao Restaurante da Tia Alice e são todos caminhos de Deus.

O Restaurante foi altamente recomendado por familiares, amigos, conhecidos, estranhos e até alguns ateus. Todos juraram ser o melhor restaurante em Fátima e os seus pratos umas verdadeiras Relíquias.

Fui para confirmar, ainda para mais sendo tão perto do Hotel e da Igreja Matriz.

Não tive dificuldades em encontrar o local, nem muito menos a estacionar, até porque fiquei à Porta. Apesar do frio que estava na rua, ao entrar dentro do espaço notava-se o conforto de um calor agradável e acolhedor.

Fui muito bem recebida, e sentaram-me na minha mesinha. Mesmo sentada de costas para todos, sentia os olhares de quem estava a tentar perceber se eu iria mesmo jantar sozinha….SIM VOUUUUU, sem dramas.

Atendimento muito simpático, eficaz, educado e discreto. O ambiente em si é muito clean e sossegado.

Enquanto me empanturrava de pão com manteiga (não consigo resistir ao pão da entrada e mal sabia eu que era feito e amassado diariamente pela Tia Alice às 5h30 da manhã),  escolhi o afamado Bacalhau gratinado que em 15 min me foi servido o que me impediu de comer o pão todo…ufa.

A meio do jantar pedi se podia conhecer e tirar uma foto com a Tia Alice e disseram-me logo que sim. Que antes de ela se recolher viria ter comigo.

A meio da minha sobremesa chamaram-me e levaram-me até à cozinha. Ao fundo vinha uma sorridente e simpática imagem que à medida que a luz lhe dava na cara iria conhecendo os seu lindo sorriso que começavam a partir dos seus transparentes olhos azuis.

Cumprimentamo-nos com um abracinho e apresentou-me as suas Filhas Odete e Filipa, igualmente encantadoras e ficámos todas à conversa durante muito muito tempo. Elogiamos tudo o que tínhamos a elogiar umas às outras, o jantar, o espaço, a coragem, a força de ainda estar a trabalhar aos 80 anos, a dedicação, o meu look, a elegância, a simpatia, energias, a união da família. Trocámos histórias, partilhamos risos, recordámos momentos e algumas mágoas e aplaudimos vitórias.

Foi uma noite deliciosa que me deixou tão cheia no coração. Adoro conhecer pessoas que me fazem repensar na vida. Que me mostram que há sempre 2 caminhos e podemos escolher entre o desistir e o da luta e continuar em frente. Que podemos baixar os braços ou mante-los sempre activos. Que o trabalho pode ser motivo de rejuvenescimento e que a felicidade está associada à união da família, às nossas crenças e na Fé em nos mesmos.

Casaco de pêlo Sintético – Zara

Biker Jacket – Newyorker

Leggings – Shop1one

Mala – Jumbo Moda

Brincos – O Guarda-Joias

Beijinhos cheios de Amor

Sofia

com a Tia Alice
com a Tia Alice