icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Solteirices

Mas alguém hoje em dia sabe sabe o que quer de uma relação? É dizer que quer isto e aquilo e depois não cumprir, não conta :).

Olho à minha volta e vejo tudo perdido. São os casamentos massacrados, os relacionamentos gastos, os solteiros desesperados sabem lá por quê e por quem.

Mesmo em mim que tanta ciência tenho sobre relações e sobre “affaires”, que depois dou por mim a bater a cabeça contra as paredes pelo que não tenho e acho que quero, ou as que tenho e que acho que estão erradas. Na realidade o ser humano anda descontente e as inseguranças do dia-a-dia também não ajudam. Somos mais exigentes, mas queremos que ninguém nos peça nada.

O importante a cima de tudo é, seja qual for a relação, manter o respeito, a nossa essência e ser-se sincero, para nós mesmos e para quem entra na aventura de um relacionamento. Os joguinhos não levam a NADAAAAAA!!!! Parem com isso já…sejam autênticos e digam o que querem à pessoa com quem estão, mesmo que venham a chocar algumas cabeças, mas antes saber o que se passa na vossa.

Para além disso ando tudo a sentir-se sozinho e deprimido. Mesmo os que estão acompanhados não se sentem preenchidos e acabam por procurar algum conforto em quem não devem, em vez de resolver o problema mais obvio que é a sua relação. Quanto aos solteiros….fujammm que andam todos loucos!!! Os homens viraram gajas e as mulheres viraram gajos e cabrões/ tarados. Juro, elas atacam e eles falam de amor lol., muito cómico.

Mas o típico destas disfunção é que na realidade ninguém sabe quem quer. Ninguém quer assumir grande coisa, não vá o do lado querer ou estar disponível…entendem o que quero dizer…”Não me beijes em publico assim continuo a ser visto como solteiro”….ok sem problema, mas isso faz de mim o quê…parva?!

No outro dia falava com mais um amigo que se queixava que se sentia sozinho. Disse-lhe, tens que arranjar o perfeito, alguém que queira estar contigo sem qualquer tipo de compromisso. Alguém que não assumas publicamente e assim mantêm ambos os estados de solteiros, mas que depois enrosquem-se no sofá, que partilhem momentos íntimos e deliciosos, algumas aventuras mais picantes, vejam uns bons filmes e series e que depois não precisem de estar todos os dias juntos, mas apenas aqueles que conseguirem. O difícil é encontrar alguém que alinhe neste esquema 🙂 e que ninguém se apaixone, porque quando o 2º acontece é natural que se queira manter a ideia inicial, mas os ciumes e a insegurança aumente em relação ao outro e fica uma grande confusão e depois a relação torna-se no “nem……nem sai de cima”. Uma relação insegura seja lá qual for nunca é boa :). É preciso saber ligar e desligar. Liga na hora em que estão juntos, desliga quando o outro vai-se embora, difícil mas não é impossível.

A pessoa certa há de chegar um dia até lá vivam os momentos divirtam-se sem magoa ninguém…ahhh e principalmente não mintam que não só é feio como desonesto.

Beijinhos

Sofia