icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Os Palhaços das Estradas

Natal e Passagem de Ano, para além de toda a folia,  festa, felicidade, presentes, animação, também é uma época famoso pela quantidade de acidentes que há nas estradas.

Podem achar que é porque as pessoas estarem mais alcoolizadas (que óbvio não ajuda), mas grande parte é porque as pessoas simplesmente conduzem sem qualquer influência das regras de condução.

Eu vivo sempre com o coração nas mãos com os idiotas que mudam de faixa e não olham para os lados (eu olho mesmo para os vidros até mais do que os espelhos) apenas para garantir que o caminho está livre. Já para nem falar que fazem essa mudança e como se acham os melhores condutores do mundo não precisam de pôr pisca.

Nesta época pôr o pisca até podia combinar com as luzes de Natal e nem assim, as pessoas sabem usá-lo e não entendem que não tem a ver com a pinta com que conduzem, mas para mostrar aos outros condutores o que lhes passa pela cabeça.

Já agora, deviam retirar os sinais de perda de prioridade, stops…já ninguém os usa, a maior nem abranda, simplesmente aceleram para se colocarem à frente, até podia até ser para andarem mais depressa, mas não, a maior parte é apenas para ficar na frente, como se tratasse de uma competição. Até porque quem vai numa autoestrada a 120km/h é super tranquilo ter que abrandar, travar ou até parar para um carro entre a 60 km/h

O incrível de tudo é que a educação das pessoas na estrada passou a ser completamente inexistente. Quem se coloca na frente é incapaz de agradecer ao carro detrás. Se buzinas para alertar que estás perto ou o outro o condutor não te está a ver, corres o risco que o outro saia do carro para te bater e não te escapas de uns palavrões, umas ameaças ou até uma espera. No pára arranca (e aqui as mulheres são as piores), as pessoas com o medo de perder o lugar não deixam os carros das outras vias passarem, nem que seja para irem para outro caminho. Sentem-se os donos  do mundo a travar a circulação, só para  que ninguém lhes passe a frente. Já agora há uma regra de educação, que se diz…deixar entrar 1 depois passamos nós.

Não posso também deixar de referir o perigo dos peões que estão no passeio e do nada atravessam na passadeira. Mesmo que um carro vá a 20km/h já é o suficiente para doer muito uma pancada. O Peão deve parar para ser visto e depois atravessar.  Estou apenas a dar uma dica, melhor parar e estar vivo, do que impor uma obrigação e acabar ferido ou até morto.

Ahhh já agora quem passa na passadeira como se estivesse a  passear no campo a gozar com quem está no carro…sim passá-nos muitas coisas pela cabeça…

Telemóveis…please. comprem um auricular, são tão baratinhos e parem de escrever mensagens no carro, ou menos façam das gravadas que é menos arriscado do que olhar para o ecran a escrever. Tudo isto contribui para que se distraiam e podem provocar muitos acidentes, assim como conduzir com muito sono. Mais vale parar um pouco e descansar, do que dormir mais tarde no hosital.

Não pastelem na faixa do meio. Querem ir na boa, encostem-se à direita e deixem os outros circularem ao seu ritmo, ou então vão para casa.

Um lembre-te para quem anda de bicicleta. Montados nas mesmas vocês são veículos. Querem passar na passadeira é ao lado da vossa menina, em cima vocês não sao peões.

Motas…tanto a dizer sobre as motas e não sei mesmo como não morrem mais. A coragem que é passarem entre os carros a altas velocidades ou entre os raides. Não temos as mesmas regras de condução ou para eles é diferente?

Acredito que por andarem de mota não têm a noção do sustos que nós, os que  vamos dentro do carro apanhamos convosco. Ou por causa do barulho que só chega no momento em que passam por nós. Ou porque há ângulos que os motociclistas desaparecem por completo. Ou quando olhas pelo espelho e não vem ninguém e em segundos tens uma mota atrás de ti ou a ultrapassar-te a velocidades assustadoras!! Medo.

Eu sei que os motociclistas vivem zangados com os condutores, porque não temos cuidado com eles, mas muitos de vocês vivem numa estrada imaginária que só vocês conhecem. Se andassem nas faixas como todos nós, acredito que tudo iria ser mais tranquilo. E não estou a desculpar os condutores, porque há muitos que são umas bestas e azelhas e ordinários, mas se não arriscassem tanto a vida em ultrapassagens loucas, provavelmente iria correr tudo melhor.

E para quem anda de t-shit e calções de mota, nas AE …gabo-vos a coragem…até doí só de ver.

Bem aqui fica o meu contributo para um época com menos acidentes!!! Por favor tenham cuidado e não se considerem o melhores condutor do Mundo, nem sejam arrogantes e egoístas atrás do volante, senão não passam de uns palhaços que acham que são os maiores e apenas são os maiores idiotas de sempre.

Temos imenso tempo para chegar e mais vale vivo no nosso carro do que de ambulância.

Já agora as rotundas, quando entras vais para dentro e quando vais sair, colocas o pisca a começar a ir para a faixa de fora. Eu sei que custa quando ninguém faz isso, mas garanto se o fizeres vais-te senti muito melhor.

(por falar em ambulâncias dêem-lhes passagem quando elas vão em marcha de urgência!! Tenho assistido a imensas situações em que os carros simplesmente não saem da frente).

Beijinhos e boas festas e sejam felizes e conduzam em segurança

Sofia