icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Dança Comigo e Dança Todos os Dias

Eu ando mesmo desorganizada, anda-me a passar ao lado todos os dias Mundiais de qualquer coisa.

Falhei o Dia Mundial do Beijo, o Dia Mundial do sorriso e ontem falhei o da Dança. O pior de tudo é que têm tudo a ver comigo, mas felizmente existe um ditado que me ajuda a manter a o Blogue como Diário “Antes tarde do que nunca”.

A dança foi das melhores coisas que fiz nada vida. Comecei um bocadinho mais tarde do que o normal, aos 30 anos, mas nunca é tarde demais, para fazer aquilo que gostamos.

Passaram-se 9 anos e continua a ser o que me faz feliz. Seja lá qual o estilo que dance. E já fiz muita coisa, Salsa, Kizomba, Ritmos Latinos, Africanos, Ballet clássico, Lyrical Jazz, Contemporâneo, Hip Hop, Bollywood, Sapateado, Dança do ventre, Tribal, Tango, dança aérea, etc.

A dança é fantástico como aula, porque trabalha o corpo, estamos ligados ao movimento, à musica. Faz bem à auto-estima e estimula o ritmo, a sedução e desinibe. Para quem é descoordenado isso trabalha-se assim como a memoria coreográfica, eu sou o exemplo vivo disso, não podia ser mais descoordenada e uma coreografia demorava séculos a decorar.

Recomendo a toda a gente a salsa e está provado que para as mulheres faz muito bem à auto-estima, porque o homem conduz para que ela seja o centro das atenções e linda. Para quem está sozinho é óptimo para conhecer pessoas nas aulas porque não é necessário ter par fixo. Toda a gente dança com toda a gente e as turmas combinam saídas e para as festas não é preciso combinar com ningum…basta aparecer.

Kizomba está super na moda, mas é um pouco mais intimo, há que saber manter a distancia ou até a proximidade que se pretende. É mais fácil para um homem aprender e existe muito mais liberdade no movimento.

Eu tenho aulas de Ladie Styling que é um estilo que a mulher desenvolve para dançar salsa e ser mais feminina e libertar-se do homem. Também sou viciada no Burlesque um estilo muito feminino, sedutor que faz com as mulheres se soltem e aprendam a seduzir.

Agora tenho também aulas de Broadway que adoro, faz-me feliz e diverte-me imenso.

Para além do que falei aqui a dança trouxe-me grandes amigos, amizades, momentos, risos, felicidade e auto-estima. Dedico este meu artigo a todos aqueles que fizeram parte deste meu mundo e que ainda fazem e a todos aqueles que farão: Ana Cartaxo, Vanda Gameiro. Guima Rosário, Nuno Furtado, André Novais de Paula (o meu irmão foi quem me iniciou a dançar), João Moura (a primeira pessoa com quem dancei), Vilma Gracias, Yolanda Rebelo, Sara Claro, Daniela, Piny, Álvaro Lopes, Ana Gasparinho, Raquel Cruz, Kelly Maiolle, Filipe Afonso, às Vondivas, etc.

É claro que não podia deixar de agradecer à Jazzy Dance Studios por me permitir brilhar e aprender com os melhores e ser uma pessoa e mulher muito feliz.

Beijinhos grandes e dancem muito

Sofia

deixo-vos alguns dos vídeos que fiz nas aulas e de actuações