icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

A Tasca Japonesa

2ª feira é um dia óptimo para jantar fora ou fazer um programinha mais calmo. Normalmente está tudo em casa, a ressacar do fim de semana e eu aproveito para treinar ou para estar com alguém com que goste muito ou experimentar um restaurante novo, longe da azafama, das festas do fim-de-semana

Já tinha saudades de ir ao Mercado de Campo de Ourique. Ficou tão giro e calmo e acolhedor. São vários os espaço que podemos degustar uma refeição deliciosa no meio das verdes couves, frescas alfaces, e colorida fruta.

Uma das vantagens de ir ao Mercado de Campo de Ourique é a boa frequência. Normalmente encontra-se pessoas muito giras, alternativas, da zona, novas, mais experientes e maduras.

Ontem foi um dia calmo e estava perfeito para degustar um Sushi da Tasca Japonesa. Inicio da semana, jantar fora, sem fazer grandes asneiras, mas entrar em contacto com diferentes e puros sabores.

Eu sou suspeita porque aprendi mesmo a gostar de sushi ao ponto de ter saudades semanalmente. Não dispenso as guiozas de frango e legumes quentinhas e tudo o que tiver queijo Philadélfia e morangos é motivo para ter várias explosões gustativas na minha boca.

Foi uma noite simples mas muito especial, com uma companhia perfeita, inesperada, que me deixa sempre com vontade de repetir e dizer quero mais!!

A vida é feita de surpresas e se deixarmos, se estivermos receptivos e relaxados conseguimos usufruir ao máximo dessa viagem. Eu deixei-me ir ao som das suas palavras e doces curiosidades e até agora continuo com o gostinho da noite de ontem.

Beijinhos

Sofia

PS. Este texto não podia ser mais inocente. Se acham que tem algum tipo de cariz sexual estão muito enganados. Uma boa conversa pode ser melhor que muitas coisa. Ontem conversei muito, assim como no dia anterior e no dia antes desse e acho que se pudesse nem teria parado até hoje. Falei como há muito tempo não falava, como nunca falei com ninguém e pensei que nunca mais viria a falar. Ao ponto de ficar horas sem tocar no telefone, nem ter curiosidade em saber o que se anda a passar em todas as minhas redes sociais, alias na realidade nem me lembrei ou apeteceu-me fazer nada disso, para não correr o risco de interromper ou cortar algo que estava a correr tão bem. Alias estou na hora de almoço a falar sobre um jantar de ontem…onde está a espontaneidade do momento?!

Ainda vou pensar se vou escrever mais sobre este assunto ou se o vou querer guarda-lo só para mim. Por enquanto não tenho mais nada a dizer