icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Eu Amo o Meu País

Hoje é Dia de Portugal, como alias deveriam todos os dias. 

Eu amo o meu Pais de Norte a Sul. Somos uns sortudos por tudo o que temos, desde a história, a cultura, a beleza natural, o tempo, o clima e até os Portugueses.

Mas o que faz este Pais ser tão complicado e viver e hoje em Dia a maior parte tentar na realidade sobreviver?! Por sermos tão afortunados não deveríamos viver num paraíso? Um País cheio de génios e pessoas brilhantes, não seria o suficiente para estarmos à frente dos temas importantes no Mundo?!

Infelizmente o Português tem um antepassado que deixou uma marca fortíssima ainda hoje presente nos nossos genes, conhecido pelo Velho do Restelo, retratado muito bem por Camões nos seus famosos Lusiadas. Quase todos temos um bocadinho desse lado negativo, fatalista, pouco ambiciosos e aventureiro. Deixámos as grandes descobertas e batalhas para serem recordamos nos livros da escola.

Com esse velho nasceu a Burocracia, que condiciona a maior parte dos sonhadores, lutadores, iluminados a vingarem e a tentarem um crescimento para o Pais. E o que acontece a essas pessoas que tentam, que querem fazer a mudança e a evolução? ou desistem ou vão se embora daqui à procura de novos Portos que aceitem os seus desafios. E o que acontece? é que conseguem. Os Portugueses vão sempre deixam marcas positivas pelo Mundo por serem fantásticos e brilhantes. Não é À toa que temos o melhor jogador de futebol do Mundo, o melhor treinador, inúmeros cientistas que descobriram coisas fantásticas para a evolução da humanidade.

É Lamentável que isto aconteça, porque acredito que cada Português que se afastou de Portugal, por uma questão de necessidade, de ambição sente falta e preferia mil vezes estar aqui como nós.

Costumo dizer de brincadeira que Portugal é perfeito o que o estraga são os Portugueses. Infelizmente sofremos de uma falta de confiança geral que nos faz sempre cruzar os braços e esperar que algo mude ou algo melhor aconteça.

Há 12 anos quanto estive em Berlim, 2 amigos alemães, que adoravam fazer férias em Portugal, comentaram que o facto de sermos um País privilegiado em tudo: no tempo, na ausência de catástrofes e que as Guerras de certa forma nos passaram ao lado. Eramos um povo que não sabia ser unido, que não lutava pelo mesmo, que não sabia o que era recomeçar e lutar pelo bem geral a não ser por cada um.

Isso fez tanto sentido para mim, porque sinto que continua a haver a inveja por quem consegue, por quem vence. A inércia de tentar de ser diferente, a ausência de vontade e de sacrifício, o olhar de lado e não assumir que sabe que o próximo precisa de ajuda, a critica constante de quem faz e que humanamente erra…mas fez.

Adorava sentir que nestes momentos complicados, porque todos passamos, estamos mais unidos que nunca. Que acreditamos que tudo pode ser melhor, porque vamos fazer mais por isso. Que a farra é merecida depois do digno trabalho. Trabalho esse que vamos todos conseguir juntos para um Pais mais produtivo.

Nós Portugueses temos tanto para dar a Portugal e ao Mundo. Somos um povo excepcional que parece que ficou no tempo a viver às custas das memórias dos loucos dos passado e não entendemos que temos que ser os loucos do presente e do futuro. Temos tudo para marcar a diferença e sermos brilhantes.

Esqueçam a Politica, porque são todos iguais só muda o nome dos partidos. Façam por vocês, lutem pelo que acreditam, juntem-se a quem vos pode ajudar e dê valor. Sejam mais do que achem que são!! Se podem fazer grande, porquê fazer pequeno?!

Este texto é escrito também para mim, que a maior parte das vezes subestimo as minhas capacidades e tenho receio de arriscar. O que é certo é quando o faço, eu consigo.

Este texto não é uma critica, apenas um desabafo e uma chama de atenção.

Beijinhos Portugueses do meu coração, obrigada por me recebem tão bem nas vossas vidas, seja aqui em Portugal, seja em qualquer parte do Mundo.

Sofia