icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Cavalheiros, Cavaleiros ou Cobardes?!

Quem afirmar que todos os homens são nojentos, horríveis, sacanas e todos iguais, está completamente enganado. Felizmente há uma pequena percentagem que são incríveis e únicos e que continuam a dar-nos esperança que mais se convertam à decência e aos verdadeiros valores.

Felizmente nos últimos meses decidi não me envolver com mais ninguém e cada vez sinto que é o caminho certo para evitar os desgostos, os traumas, as dores de cabeça e as mágoas.

No entanto através das minhas amigas vou acompanhando as vulgaridades, as faltas de ética e o pior de tudo a cobardia dos cavalheiros.

Digam-me quantas de vocês continuam sem saber o que realmente aconteceu? quantos namorados, casos, amigos coloridos desapareceram e até hoje não sabem o que lhes deu ou o que fizeram? Nos anos 80 eles saiam para comprar tabaco e agora saem para correr?! Mas será que a ideia de serem frontais, sinceros, limpos, custa assim tanto ou é mais fácil ficarem com a fama de cobardes. O que lhes vale é que aconteça o que acontecer nós ficamos sempre com fama de malucas, loucas, desequilibradas. Estamos tristes, vulneráveis, não dizemos nada de jeito, temos medo de os perder, por isso as loucas acaba sempre por anular o efeito da cobardia…”claro entendo-te eu também teria fugido de uma louca dessas!”. O que se esquecem é que ela ficou louca porque ele a humilhou, banalizou completamente aquilo que ela sentia por ele, o carinho que tinha, a sua disponibilidade e entrega.

Quando me perguntam o que gosto mais num homem, digo sempre “Gosto de um homem que seja Homem!”. Eu cresci com a ideia de que os homens são aqueles que protegem, que lutam, que conquistam, os que enfrentam, que dão a cara, que nos salvam, que nos ajudam, que nos amam. Hoje em dia a coisa parece que se inverteu, por isso é bom que comecem a mudar os filmes de hollywood e colocarem a mulher no cavalo branco e ele na torre a pentear os seus cabelos e a colocar creme nas mãos para deixa-las brilhantes e suaves.

Homem que é Homem não tem medo de usar cor-de-rosa.

Homem que é Homem, não tem medo de gostar de uma mulher e de a enfrentar, mesmo que seja para dizer “já não gosto de ti”.

Homem que é Homem, sabe que o respeito começa pela forma como é sincero na sua vontade e no seu desejo.

Homem que é Homem não precisa de florear, de inventar para chegar a um fim

Homem que é Homem tem valores, sabe o significado da entrega, do carinho e do compromisso

Homem que é Homem não desiste e não vira a cara à primeira dificuldade que vê

Homem que é Homem luta pelo o que quer e valoriza.

O mais importante de tudo é as meninas excluírem a ideia de que a culpa foi vossa. Muito provavelmente não fizeram nada de errado e o problema é dele, ele fartou-se, agoniou-se, não era para ser o que foi, mentiu etc.. Depois agradeçam a essa pessoa ter saído da vossa vida, porque mais cedo ou mais tarde, vos iria falhar, vos iria humilhar, vos iria decepcionar e acho que nenhuma mulher gosta de se apaixonar e relacionar por um cobarde, eu falo por mim, até teria vergonha.

Rapazes espero não ter sido muito dura com convosco. Vejam isto como um conselho, um abrir de olhos para atitudes que são muito pouco louváveis. Ninguém é obrigado a gostar de ninguém, mas todos merecem respeito principalmente aqueles que vos foram fieis, trataram-vos bem, deram-vos carinho e que até perderam o seu tempo a gostar de vocês. Sejam homenzinhos e digam a verdade e encerrem os casos como deve de ser. Isto dos casos e dos relacionamentos não conta só o tamanho o coiso, mas o tamanho das coisas que estão por baixo.

Isto para qualquer idade, essa coisa de culparem uns de serem miúdos novos e vai a ver-se os adultos parecem autenticas crianças parvas e birrentas. Cresçam!!!

Beijinhos

Sofia