icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

A Verdade sobre o Natal

Feliz Natal a todos!!!!

Esta é uma época muito ingrata e de sentimentos mistos. Continuo com as maravilhosas recordações de criança, misturadas com as desilusões típicas de um adulto. Continuo a ficar fascinada com o conceito do Natal, com as decorações, os brilhos, as musicas, os jantares, os presentes, mas continuo sem entender porque as pessoas só tentam ser boas nesta época e esquecem de tudo no resto do ano.

Ver o Natal com olhos de adulto não é muito bom e agora entendo quando se diz que o Natal é das crianças, isto porque os adultos sabem que tudo é mentira, o Pai Natal não existe, impossível que o menino Jesus consiga distribuir presentes, que os amigos que se esqueceram de nos durante todo o ano de repente desejam-nos o melhor, das pessoas que não fizeram um esforço para nos fazerem felizes, ou que nos mentiram, ou traíram desejem-nos genuinamente um Santo Natal.

É triste ver que o Natal é um período de tréguas ou então uma época muito cínica, em que as pessoas concentram as suas boas acções e esquecem que os bons valores devem permanecer durante todo o ano.

Não quero com esta mensagem estragar o Natal de ninguém e garanto-vos que estou muito feliz e sou muito abençoada pela família que tenho, pelos meus amigos e até pelo meus seguidores, mas estas falsidades dão sempre cabo da minha cabeça, talvez por viver de forma transparente sem 2ªas intensões e sem maldade.

Sou uma pessoa igual a muitas que sabe que o Natal é da família, que serve para nos estragarmos em comida e mimos e que adora dar e receber presentes (sim não vou mentir muito menos quando estou a escrever um post sobre a verdade de Natal). O Natal para mim também é uma época de agradecimento de todos os “presentes” extra que recebo durante o ano e mesmo aproximando-me de 2013 sem ter o melhor presente de todos, a minha família, os meus filhos, continuo sempre a achar que sou uma sortuda e que tudo virá a seu tempo e que por algum motivo o “Pai Natal” ainda não falou com o Cupido sobre esta minha situação lol.

Espero que com este artigo algumas pessoas pensem um bocadinho mais sobre a sua forma de estar na vida durante todo o Ano. Não precisamos de ser maus, cruéis, fúteis, injustos, arrogantes, agressivos, mentirosos, manipuladores, vingativos, trafulhas para termos uma vida boa. A maravilha de estar neste mundo a viver a vida que nos foi dada é podermos ser íntegros, sinceros, bondosos, genuínos, simpáticos, educados, responsáveis, entre outras coisas boas, só assim faremos a diferença neste mundo horrível. Para sofrer já bastam os outros.

Beijinhos e BOAS FESTAS FELIZES e volto a pedir para que conduzam com muito cuidado

Sofia