icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Dançar é a minha Vida

Começo já por me desculpar, por qualquer erro de ortografia, ataque de dislexia, troca gramatical ou a mal a utilização do tempo verbal, mas eu dormir 2horas esta noite, por isso não me responsabilizo de algumas das falhas apontadas.

Mas valeu a pena todos os minutos em que fiquei acordada e todos os minutos que não dormi.

Noite de actuação é sempre uma agitação, há que ter tudo pronto, fazer ensaio geral, maquilhar de forma expressiva, tentar que os nervos não atrapalhem, manter a mesma vontade, em frente de milhares de pessoas como se estivéssemos sozinhas em frente ao espelho.

Naquele momento antes de entrar no palco é uma angustia, uns nervos assustadores, passa pela cabeça tanta coisa e ao mesmo tempo nada, as famosas brancas são alternadas com preocupações parvas. Começam as inseguranças de não ter treinado o suficiente, de um pé falhar de um tempo mal contado….abrem-se as luzes e acção…agora é dar tudo por tudo.

E dá-se, mesmo com a boca seca há que sorrir, mesmo com um coração aos pulos, há que manter a fluidez dos movimentos, mesmo com um cérebro descontrolado há que focar, manter a personagem e nunca desistir.

Dançar é a minha vida e foi das melhores decisões que tomei até hoje. Dançar faz-me atingir tantos pontos de satisfação como o mesmo de estar apaixonada, realizada, feliz. Faz mexer todo o meu corpo e acompanhar a música com expressões faciais e movimentos, atitudes, desejos e emoções.

Se há coisa que mais quero da vida é continuar a dançar, seja em casa, no carro, nas festas, na Jazzy, com a minha família, os meus amigos, com os meus animais e principalmente com a Vida.

Cabelo – Mad Moiselle Vintage Haistyle

Fotografia – Tozé Canaveira

Sofitel Lisbon Liberdade

Beijinhos e Showtime

Sofia