icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Lute por Aquilo que Vale a Pena Lutar

Sempre odiei conflitos, desde pequena. Se pudesse não ter confrontos com pessoas era perfeito.

Discussões eu saia sempre a perder, acabava por dar razão a outra pessoa, mesmo quando ela não tinha. Era tão insegura que em minutos começava a acreditar que o erro era meu.

Com estranhos então….ui se acontecia alguma coisa, não conseguia defender-me, era incapaz de ripostar. Depois ia-me embora furiosa comigo por não ter tido coragem de dizer nada e imaginava na minha cabeça uma discussão que nunca iria acontecer.

Com o tempo  as coisas foram mudando, comecei a ter mais força, a acreditar mais em mim e a respeitar-me. Enfrentava tudo e todos e não tinha medo de lutar pelos meus interesses e pela minha honra. Só que passou a ser do 8 para o 80, quase me tornando arruaceira. Tudo era motivo para me defender, mesmo quando não estava a ser atacada. Tinha ganho algum respeito por mim, mas a insegurança continuava a estar presente e isso via-se na forma como falava e estava.

Nestes últimos anos tenho usado a balança emocional. Não deixo nada por dizer, mas peso antes o que os outros me estão a tentar dizer e o que devo dizer. Mesmo quando sou “atacada” hoje tento ser  politicamente correcta, ou ironicamente simpática. Garanto-vos que resulta e 99% das vezes cala a outra pessoa. Sou sem dúvida mais compreensiva e tento entender os motivos dos outros antes de explodir com os meus. Graças a isso vivo uma vida muito tranquilo e raramente tenho problemas e espero que assim o continue. Para além disso tento também entender se entrar numa discussão o que isso irá afectar no meu presente e futuro.

Outra coisa que aprendi a fazer é a saber esperar antes de avançar com tudo. Acalmar-me para não falar por falar ou perder a razão. Dormir sobre o assunto é perfeito para no dia seguinte agirmos com mais clareza e sofisticação.

Beijinhos e tenham uma excelente 6ª feira

Sofia

 

Globos de Ouro Look

Bom dia meus queridos,

Este fim-de-semana foi muito intenso nas redes sociais. O mediático casamento do Príncipe Harry com a linda Meghan, que irei falar em breve, que nos deixou a suspirar por mais. Foi realmente um casamento de sonho

Mas ontem, o Coliseu dos Recreios, recebeu mais uma vez os Globos de Ouro e como sempre foi um acontecimento único e muito glamoroso. Alias, cada vez está mais bonito o evento e os vestidos mais maravilhosos.

Este ano fui convidada pela 1ª vez e estava super entusiasmada por passar aquela passerele vermelha. Tinha o look perfeito e sentia-me linda graças ao meu vestido da Etxart Panno. Mas infelizmente o meu date ficou doente e acabei por não ir.

Acho que é daqueles eventos, que apesar de se encontrar imensas caras conhecidas, não apetece ir sozinho. Pelo menos a mim não apeteceu e vocês sabem como sou independente.

Mas ficaram as fotos para provar que o vestido é lindo e maravilhoso e que pode ser uma excelente escolha para um casamento e uma cerimonia muito  elegante. Em breve irei partilhar o video de maquilhagem com alguns novos truques e cores.

Fico a aguardar os vossos comentários 🙂 .

Quero pedir desculpa à organização dos Globos de Ouro pela minha falta, quem me conhece sabe que não gosto de dizer que vou e não ir, mas infelizmente foi um motivo de força maior.

Beijinhos e para o ano lá estaremos

Sofia

Escrevo este artigo porque estou ainda sem acreditar no que me aconteceu Hoje.

A Classe Médica (não são todos os médicos obviamente) tem que entender uma vez por todas que os pacientes merecem respeito e que devem ser tratados com dignidade. Por este motivo escrevo o que se passou comigo porque imagino a quantidade de pessoas inocentes que caíram neste esquema.

Há 2 tipos de médicos; os que fazem de tudo para nós curam e o que querem ganhar dinheiro às nossas custas (e da nos inocência e fragilidades)

No Domingo a voltar de Aveiro senti uma impressão no olho e começou a ficar vermelho. Achei que podia ter tido um problema com as lentes e mudei por umas novas. Mas os dias foram passando e a impressão continuava e ontem de noite sentia-me muito desconfortável e decidi hoje procurar um oftalmologista para ser vista.

Fiz uma consulta pelos meus amigos e alguns sugeriram-me as Clínicas Leite na Expo dizendo todos que os Dr. eram excelentes. Não duvidei e consegui por sorte uma consulta às 16h15.

Uma confusão para encontrar a porta de entrada cheguei à recepção às 16h20 cheia de pedidos de desculpa. Não foi o atendimento mais caloroso ou então estou mesmo mal acostumada a serem simpáticos comigo. Fui dirigida para uma sala de espera.

Esperei uns 30 min (coisa que me deixa logo irritada, pois em Portugal o tempo de espera em consultórios é surreal e a maior parte nem tem a cordialidade e avisar os pacientes/clientes que vão estar atrasados). Mais uma vez estou mal habituada.

Fui atendida por uma pré-Dra., que me fez imensos exames, observou-me tudo, mediu-me as graduações (e até acertou tão bem na dos óculos) eu estava muito satisfeita Bla, Bla, bla lá lhe expliquei a minha história e ela pergunta-me “Não pensou em ser operada?” (pronto vi logo que iria ser a insistência para ser operada….coisa que me irrita quando vou a estas consultas).

Voltei a sair e a aguarda numa nova sala que o Dr. me chamasse. Uns 5 min um senhor muito simpático, educado, consultório lindo, mandou-me entrar. Sentei-me numas cadeiras bem afastadas da sua secretária que deu uma estranha sensação de distância. Mas isso são pormenores que so eu sinto.

Lá falamos sobre a minha historia e voltou a perguntar-me “Não pensou em ser operada?!, com o seu caso, seria excelente uma lente intraocolar, etc. bla bla bla” e eu disse não pensei porque os meus médicos nunca me recomendaram. etc que nunca tinha estagnado ou deixado de crescer a graduação..que tinha medo de ficar cega, etc.

Ele sempre super tranquilo que era rotina, fácil a operação etc. Sentou-me novamente numa maquina, viu-me os olhos, mandou-me levantar, sentei-me nas distantes cadeiras e disse “vai fazer um exame e depois deste exame vai voltar logo logo a usar as lentes!”. E mandou-me sair uma porta nova e uma nova zona.

Estava um bocado baralhada e vejo uma senhora sentada numa secretária e pergunto “é para fazer o exame” e ela sim sim vou fazer-lhe as contas: “Contas? mas quer que pague já? “Não, é para saber quanto fica”.

– São 390€….

– 390?! € Perguntei eu – Mas que exame é esse pode explicar-me?!

– É o exame para o Dr. Ver o estado do seu olho….

– Mas isso custa 390€?! Mas como? nunca fiz um exame ocular que custasse isso. Mas alguem me pode explicar que exame é este?!

– Se a senhora quiser pode fazer ete exame noutro sitio.

– Como noutro sitio? mas marcam-me assim um exame, saio daqui e volto e depois?

– pois (a senhora sem a mínima emoção)

Peço então para ver o nome do exame para encontrar algum sitio que me cobrasse menos de 300€. Qual não é o meu espanto que quando leio o nome do exame na net – exame biometria c/ calculo era para saber a graduação da lente intraocolar – PARA UMA CIRURGIA!!!

– mas este exame é para ser operada e eu quero ser tratada dos meus olhos

…pois mas precisamos dele

– Oiça eu pago a consulta, dêm a receita dos óculos dos remédios e eu vou-me embora

– Só podemos dar a prescrição dos medicamentos depois apresentar este exame.

– Está a brincar comigo só pode. Quero o livro de reclamações s.f.f.

Paguei 90€ pela consulta

É assim o fiz muito nervosa mas escrevi. E estou agora aqui a partilhar convosco pois acho que nenhum médico deve fazer isto pela ganância de ganhar uma operação!

Não sou de fazer guerras e em nenhum dos artigos que desabafei sobre mais atendimentos partilhei os nomes dos estabelecimentos para proteger quem lá trabalha. Mas aqui trata-se de saúde. Hoje celebramos o Dia da Mulher para termos que ter os mesmo direitos como humanos, como indivíduos,

Sai daquele consultórios a chorar e baralhada com tudo. e no caminho para o escritório passei pelas Torres de Lisboa e lembrei-me de um oftalmologista que me tinha visto há muitos anos e que tinha gostado muito.

Sai da 2ª circular muito nernosa ainda, estacionei o carro procurei o Instituto de Microcirurgia Ocular o mais depressa antes que fechasse. Na recepção contei o que se tinha passado e pedi se era possível ainda atenderem-me (estava a chorar muito nervosa)

Foram tão simpáticos e atenciosos comigo e em menos de 15 min estava a falar com o Dr. José Roque e a contar novamente tudo o que se tinha passado. Receitou-me umas gotas, mandou-me estar 10 dias sem lentes e fui à minha vida. Graças ao meu cartão Medicare paguei 35€ e não tive que fazer nenhum exame de 300€.

Agora nos próximos dias vão ver-me de óculos 🤓 por isso habituem-se e cuidado com as burlas

Beijinhos enormes e obrigada

Sofia

Em Breve…Aveiro

Estou tão feliz por voltar a Aveiro e desta vez com uma palestra tão intima, onde vou poder falar convosco cara a cara sobre assuntos Nossos.

A ideia é, juntas, ganharem forças para dar uma volta na vossa auto-estima e destino. Não gostavas disso?

Com algumas soluções motivadoras, relacionadas com experiências nossas pessoais podemos mudar muita coisa na nossa forma de pensar e no nosso dia a dia.

Lá te espero em Aveiro para construirmos um futuro mais inspirador e que te faça sentir mais realizada e Feliz

Beijinhos enormes

Sofia

3ª Feira Com Muita Luz no Coração

Penso já ter partilhado convosco que estou a fazer hipnoterapia na – hypnobalance. 

Se ainda não o fiz irei fazer em breve através de um video em que converso com a Directora de Clínica e uma das terapeutas sobre o processo e qual a importância para nos tratar e os receios que temos e que podemos ultrapassar sobe o método.

O método de relaxamento feito na Clínica é muito bonito e por isso passei a adoptá-lo para fazer em casa, principalmente nos dias mais cinzentos e difíceis. Aqueles que acordamos pesados, tristes, fracos e instáveis.

Sentem-se num sitio confortável e quentinho, coloquem uma música calma e de meditação. Fechem os olhos e imaginem-se num sitio lindo e tranquilo, ou lembrem-se de um sitio onde foram muito felizes. Levem a vossa mente até esse local e estejam por lá um bocadinho. Passeiem e contemplem tudo à vossa volta. A paz, o silencio, as cores, e como o sol vos aquece. Sintam esse sol a aquecer e vão se deixando ficar cada vez mais confortáveis.

Há medida em que se entregam na meditação (isto não é a técnica de hipnose mas sim de meditação. A de hipnose é preciso outras informações, por isso não se preocupem. apenas quero que entrem em sintonia convosco mesmos), gostava que libertassem do vosso corpo tudo o que sentem de mal e negro na vossa vida. “Vomitem” essa dor e mal estar e imaginem mesmo a fazerem essa limpeza seja de que forma for, dure o tempo que durar!

Quando terminarem deixem que o sol e a luz vos percorra as pernas, os braços, o tronco, a cara, as mãos e com ela vão sentindo-se mais leves e mais especiais. Como se deixassem de haver problemas e tudo se tornará mais claro e transparente.

Terminem a vossa meditação com um bom espreguiçar e quem sabe um farto pequeno-almoço.

Beijinhos e sejam felizes e mais humanos

Sofia

 

Passatempo Kiabi

Olá meus queridos,

Tiveram boas entradas e Boas Festas? As minhas felizmente foram optimas

Quero começar o ano a presentar-vos e por isso, juntamente com a Kiabi vamos oferecer a 1 pessoa um vale de 50€ em compras na loja (seja a do Forum Sintra ou do Mar Shopping)

Como participar:


Atenção:

  • Só podem participar 1 vez por perfil (homens e mulheres)
  • Só podem participar pessoas com moradas em Portugal
  • o vencedor pode gastar o vale até 31 de Maio de 2018 e deve usar o vale de uma só vez
  • passatempo começa a 03 de Janeiro de 2018 e termina a 6 de Janeiro de 2018
  • Sorteio a partir de 8 de Janeiro
  • Caso o vencedor não responda em 3 semanas o sorteio realizar-se há novamente

Beijinhos e Boa Sorte

Sofia

deixo-vos alguns dos looks que criei com peças da Kiabi

Eu e os Meus 43 Anos

Xii tantos anos, que para aqui vão. Cheguei aos 43 com a mentalidade de uma jovem inconsciente, o corpo de alguém muito estragado, o feitio de uma solteirona lol e a maturidade de uma mulher madura cheia de classe e que só grita quando é mesmo necessário (como quase sempre).

Mas estou feliz de estar aqui e ter chegado a um ponto em que finalmente me sinto em paz comigo. Ainda existem alguns ajustes a fazer no meu carácter, mas a cambalhota que dei era necessária e não podia estar mais orgulhosa.

A viagem começou quando há uns 2 anos e uns bons meses, desliguei o telefone a chorar por estar a falar com um idiota que não merecia nenhuma das minhas lágrimas. Tinha passado 7 meses a tentar ganhar o amor dele, o respeito e o carinho. A única coisa que consegui ter era uma espécie de desprezo fofinho (coisa que ninguém merece, a não ser os que se colocam a jeito…como eu).

Desliguei o telefone com imensa raiva e disse para mim “nunca mais ninguém me vai fazer mal” “Vou tirar tudo o que é tóxico da minha vida”. E isso incluía, tabaco, coca-cola em excesso, pessoas e homens…etc

Vi-me sem chão, sem saber o que fazer e para onde ir, mas muito convicta das minhas decisões. Esperava sei lá, que uma placa se atravessasse no meu caminho com as soluções de vida, ou com alguma dica que fosse, uma previsão do futuro, uma luz.

Lá ia me virando como uma barata tonta (ia para todo o lado mas não chegava a lado algum)

Sentada numa palestra, sem saber para o que ia, começou a falar um Monge Budista. As suas palavras entravam em mim como balas, furando todos os meus sentidos e mantendo-me mais acordada como nunca.

Amor Incondicional e universal,

Ama-te a ti para poderes amar o próximo.

Ilumina-te com conhecimento

Dá sem esperar nada

Confia no coração.

Era isto!!!! Era tão isto. Fui ao templo e adorei andar descalça, já me tinha esquecido o que era sentir a terra, não ter que me preocupar com quem era e com o que tinha que ser. Meditei pela primeira vez e adorei, mesmo sem ter fechado completamente os olhos e não tenha deixado de pensar nas milhares de perguntas que tinha a fazer sobre o Budismo entre outras coisas, eu estava ali numa missão: “Encontrar a Verdadeira Sofia”.

Mas calma que ainda estamos no inicio…a partir de aqui foi duro e tive momentos horríveis de dor e solidão. de comer como se não houvesse amanhã, de olhar para o meu corpo e não me reconhecer, de sorrir com os lábios e nunca com o olhar, de chorar muito, de querer um fim, de me odiar, de odiar os outros, de querer uma resposta e não ter “MAS AFINAL QUEM SOU EU?”

Mas também tive momentos bons em que me ia descobrindo aos pouquinhos e fui andando devagarinho e 1 ano depois estava a fazer a minha 1ª viagem sozinha e a amar todos os segundos e quis fazer a 2ª e a 3ª e neste momento não hesito em agarrar o carro, colocar os cães lá dentro e ir para onde for.

Decidi não estar disponível para toda a gente e cortei com imensas pessoas. Não sou serviço público e que me perdoem os mais sensíveis mas tenho mais que fazer. Adoro e respeito o carinho, mas há tanto mais no mundo a fazer do que passar a vida num chat com gajos que não sabem o que querem da vida ou que não têm mais nada para fazer.

O voluntariado entrou na minha vida e ficou “Amor Universal”: Ama os outros e não esperes um agradecimento.

Doi ver a realidade mas doí mais sentir que ninguém faz nada. A ajuda na AMIAMA tem-me feito melhor a mim do que a todos os cães que por lá passaram e estão. Porque é o meu abrigo também. Relembra-me todas as vezes em que fui abandonada, castigada por ser demasiado fiel, ajudada por pena e solta mesmo sem saber para o que ia, ansiosa, com medo mas cheia de vontade “é desta que é que é de vez”! Mas nunca foi e volto sempre a sentir-me só.

Estar lá ajuda-me a conhecer-me melhor, a entender os outros, a ser menos reactiva e mais compreensiva. Tenho aprendido valiosas lições com os animais, como eles estão preparados para perdoar quem lhes fez mal, ou dar uma nova oportunidade para serem amados e felizes.

A meio deste ano ainda sem saber o que fazer da minha vida e a colocar em causa tudo e principalmente as minhas capacidades, fiz um curso de Coach, para ser coach, mas pensei usar aquilo para mim e contra mim LOL. Fui a cobaia de todos e deixei dissecarem-me dos pés à cabeça, chorei que me fartei, mas foi bom, muito bom. Acabei uns meses depois limpa, revigorada e com uma palavra no destino: PERMITE-TE! a Amar, a Sonhar, a Realizar, a Alcançar, a Seres quem és e quem queres ser, a ser Feliz e a Gostar de ti!!!

Comecei a fazer consultas de coach e funcionava!! Eu ajudava os outros a encontrarem um caminho, a passarem a ter uma certeza “eu preciso gostar de mim e cuidar de mim””eu sou a prioridade na minha vida e só assim posso ajudar os outros”.

E estou agora aqui, com o cabelo pelos ombros, com os saltos mais baixos, com os meus defeitos e feitios mas com a certeza de que gosto de mim e quero gostar sempre. Estou mais contida em tudo e principalmente no que partilho. Deixei de usar a carta de blogger e passei a sentir-me novamente uma pessoa que adora partilhar e ensinar os outros. Continuo a sofrer e a ter dúvidas porque isso faz parte da condição do ser humano. Mas não sofro mais por antecipação, deixei de fazer filmes e adoro a sinceridade e não suporto que me façam perder tempo. Quando alguem afasta-se de mim deixo ir e não me arrendo de nada a não ser de algumas coisas do passado porque olho para trás e pergunto-me “Quem foi aquela pessoa? porquê tomou aquelas decisões e porque gostava tão pouco de si mesma?!”

Afinal de contas, não eram os outros que me faziam mal, era eu que me fazia mal em permitir que me magoassem. Não nasci para sofrer, nasci com uma missão de sorrir e fazer sorrir, de ajudar os outros pelos meus erros e de transformar vidas tristes em alegrias constantes.

Hoje é o meu primeiro dia com 43 anos e com orgulho digo “Gosto de Mim”

Beijinhos e muito obrigada pelas vossas mensagens carinho e por favor sejam mais felizes e mais humanos.

Sofia

Assédio sexual virou moda?

Ui há tanto a dizer sobre este assunto.

Como sabem, em Hollywood as acusações de assédio sexual explodiram e milhares de casos finalmente vieram a público. Alguns dos piores nomes já foram presos, outros tiveram que pedir desculpas publicamente e tenho a certeza que ainda mais casos virão.

Coisas destas não é novidade para ninguém. Sempre houve e sempre haverá aquele parasita que acha que para além de pagar um salário tem que ser recompensados fisicamente pelos seus funcionários.

Vou tentar ao máximo não generalizar este texto e não cair no cliché de que só os homens se aproveitam das mulheres, pois apesar de as estatísticas serem bem menores, também há casos de abusos de mulheres em cargos superiores.

Mas tudo começa com uma simpatia excessiva para deixar a vitima confortável e feliz, depois passa por um toque, uma piada mais ao lado e depois começam as ameaças: “se contas eu desminto”, “se contas eu mando-te embora”, “ninguém vai acreditar em ti”…enfim.

É claro que a possibilidade de virar costas, fazer queixa é o óbvio e mais sensato, mas não é assim tão fácil. Queixas? é a tua palavra contra a dessa pessoa (e vão acreditar em quem?!) e mesmo que acreditem em ti, o que é feito depois disso? a justiça, muito menos a portuguesa, está preparada para actuar. vai tudo para casa com um sermão e mais nada. Depois fica tudo à solta a fazer o mesmo senão pior.

Sim porque alguém que abusa dos seus poderes para se aproveitar de outra é uma pessoa bastante desequilibrada.

E quem são as vitimas? pessoas inseguras, vulneráveis, assustadas e necessitadas. Só essas têm medo, têm vergonha, acham que merecem o castigo ou não acham que têm voz para dizer NÃO!

Não quer dizer que alinhem, mas custa horrores lidar com uma situação dessas. Tens na imagem uma boa pessoa que te tratou muito bem e que decidiu cobrar algo “dar um docinho ao daddy!”e estás sozinho com este monstro e vais contar a quem? e como contas? e o desconforto que é?

A sociedade está preparada para apontar o dedo as mulheres que se vestem de forma sedutora “estavas a por-te a jeito” em vez de as proteger. Os homens acham que qualquer roupa mais atrevida é um sinal que ela está interessada, disponível e cheia de vontade e que merece o que ele quer. Coisa que só na mentalidade machista isso acontece.

Não guardem isso para vocês, não tenham medo. Reportem as situações, porque mais cedo ou mais tarde vêm-se a descobrir. Estúpida fui eu, todas as vezes que isso me aconteceu, achar que ninguém iria acreditar em mim e tive medo de expor os monstros que se acharam no direito de me ter, tocar, seduzir sem eu querer.

Se acham que alguém que comete assédio sexual é importante, grande, inteligente, feliz, superior a vocês que fique claro que ninguém confiante, seguro, feliz, normal, precisa de ameaçar outra pessoa para te-la fisicamente. Só as pessoas muito desequilibradas e infelizes o fazem. Imponham-se e lutem sempre contra essa pessoa, lutem pelos vossos direitos!!

Estes traumas podem afectar uma pessoa para sempre…#euqueodiga

Beijinhos e sejam felizes e mais humanos e respeitem os outros

Sofia

 

 

Novo Look e o lado Emocional da Coisa

Primeiro de tudo e antes de começar a minha analise sobre o corte de cabelo que fiz ontem. Quero agradecer do fundo do coração ao carinho dos vossos comentários e às inúmeras mensagens que recebi. Vocês são realmente incríveis.

É muito engraçado estar deste lado e observar como as pessoas encaram os diferentes pormenores da vida. O que para uns um corte de cabelo é algo fun, divertido, uma mudança super natural, para outros, como eu, precisam de muita coragem para o fazer.

Este corte está a ser adiado há mais de um ano. Eu não tinha duvidas que iria ficar bem, porque primeiro confio a 100% no Edilson Soares e em toda a sua equipa – Unique e depois porque eu até sou gira :D.

O medo era do dia em que acordasse e me arrependesse ou sentisse falta do meu cabelo comprido. Por muito que falem em extensões não tem comparação em ter o cabelo naturalmente comprido. Ainda não estou livre de isso acontecer, mas já tenho as ferramentas para mudar essa sensação.

Então eu decidi há uns meses que isto iria acontecer, para além de outras coisas que em breve irei mostrar.

A ideia no corte era sentir-me bem, mais leve, diferente sem que isso afectasse a minha confiança e auto-estima. Então eu tive que dar a cambalhota final. O cabelo não me controla a mim, mas sim eu ao cabelo. Tenho vindo a fortalecer nestes últimos meses, para me sentir mais poderosa, mais confiante de que forma for. E este é o processo e caminho.

No passado já fiz o corte de cabelo radical (cortar um cabelo que estava pelo fim das costas para rapaz). Estava no inicio da minha depressão e achei, como a maior parte das mulheres, que a mudança de visual iria mudar o que sentia e dar um rumo À minha vida. Big Mistake!!! Passou a ser a minha tortura nos meses que se passaram até voltar a crescer, coisa que demorou 2 anos.

Os cabelos, quando deixamos de gostar deles, transformam-se nos alfinetes que me picam e relembram a todos o momento a dor, a impotência, a insegurança, os medos, etc. Eu estava gira (porque me ficou muito bem) mas sentia-me a mulher mais sem sex appel do mundo. Foi ai que descobrir que não podemos colocar nestes actos a responsabilidade de mudar ou de nos curarmos.

É igual à necessidade de encontrar alguém nas nossas vidas para que sejamos felizes. Isso não é justo para essa pessoa. Temos que encontrar primeiro essa felicidade em nós e depois o resto é só acrescentar :).

Em relação aos vossos cortes, testem primeiro e aconselhem-se para terem certeza que vão gostar. Eu já andava a tirar imensas fotos a simular o cabelo curto para ver como me sentia.

o melhor de tudo é que mesmo curtinho ainda consigo fazer um rabo de cavalo e um coque.

Beijinhos grandes e sejam felizes e mais humanos

Sofia

 

 

 

 

Sessão de Fotos por Monsaraz

Vou deixar-vos uma dica que vale imensa a pena.

Nunca desejaram fazer uma sessão de fotos individual, em família ou com os vossos animais?

Eu adoro e sempre que posso não perco essa oportunidade de me fotografar.

Imaginem o cenário: Monsaraz, Castelo, As minhas meninas e de férias, que panorama maravilhoso para fazer uma sessão de fotos que vão ficar para sempre nas nossas recordações.

O fotógrafo Rúben Carrilho da Fotolis Évora consegui captar a nossa ligação, tranquilidade e alguns momentos fofinhos, assim como os meus looks e a magia de Monsaraz

Vejam as fotos porque valem por mais de 1000 palavras

Beijinhos, sejam felizes e mais humanos

Sofia