icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Quem está mesmo do outro lado?

Confesso que isto das redes sociais por vezes assustam-me. As pessoas perderam completamente a noção da realidade.

Vejo coisas diariamente que me deixam preocupada. Não tem nada a ver com os post e o que escrevem nos seus murais, nem as partilhas. Isso até entendo e faço o mesmo, para quem me segue no meu perfil pessoal. Dá um certo conforto os likes e os comentários que temos. Não digam o contrário porque sim.

Mas as abordagens, as raivas, os perfils falsos, as fáceis traições, o abuso do espaço alheio, os engates acho que revela muito a personalidade de cada um.

A expressão “amigo” foi completamente banalizada e queremos ser todos amigos uns dos outros, como se isso fosse possível.

Os engates sem qualquer selecção. Bora lá tentar mais uma…ou todas e todos!! E não der amuo e bloqueio…ridiculo

As tentativas de traição chega a ser ofensivo. Homens e mulheres casados, procuram sexo fácil, amizades falsas e ocas. Mas o que é isto?! Felizmente já nem escondem e assumem que são comprometidos assim também não enganam ninguém.

As pessoas são assim na vida real, tão agressivas? tão taradas? tão desesperadas? Ou a desculpa do computador revela um perfil pseudo-psicopata que na vida real é abafado por umas roupas normais, um trabalho, uma familia? Isso é assustador. Faz-me pensar o que realmente se passa quando a porta de casa fecha, será que somos assim tão fantásticos como as fotos que temos, tão divertidos como as piadas que partilhamos? será que somos assim tão genuínos como as musicas que ouvimos?

Onde pára a nossa máscara social e começa a verdadeira, crua e pura identidade?

Beijinhos

Sofia

20 Longos Minutos

Hoje acordei super bem disposta, fiz a minha meditação matinal. Cheguei relativamente cedo ao escritório e apesar ter alguma fome, porque tinha que ficar 4 horas em jejum e 2 horas antes ainda estava na cama, estava bem tranquila.

Ainda consegui ver os emails e tratar de algumas coisas antes de ir fazer a minha

Ressonância Magnética ao Joelho.

Continuava muito feliz e bem disposta e isso vê-se pelo nível do meu sentido de humor e a ter necessidade de fazer piadinhas a tudo. Uma característica um pouco infantil eu sei, mas que não consigo controlar lá muito bem.

Chego ao Centro e pedem-me para despir e para tirar tudo o que tivesse metal. Começa o descasque, pior que aeroporto, não se pode esquecer de nada!. Tiram-se fotos com o look da bata, ah ah ah muito animadinha ainda.calçam-se os sapatinhos de plástico…

Entro na sala onde está uma máquina gigante e a menina, um pouco rebiteza, pede-me para deitar, ajeita-me na distancia pretendida e começa a fazer as recomendações:

“Não se pode mexer, caso contrário tenho que repetir o exame”, “Vai ouvir um barulho muito alto, por isso coloque estes phones”, “Volto a repetir tem que ficar imóvel!”, “coloque os braços ao longo do corpo e em caso de urgência e aperte esta buzina que todo o Hospital ouvirá o alarme!”….”Volto daqui a 20 min”….

Tranquilo, tudo controlado na minha cabeça. Phones é porque vou ouvir musica e vou aproveitar para meditar um pouco….A menina bate a porta e começo sozinha na sala a ser engolida para dentro do túnel da máquina….e sou engolida até a cabeça ficar de fora….menos mal é só o corpo a cabeça continua no ar…com ar…tenho ar. Respira Sofia, está tudo bem a cabeça está de fora e tens uma buzina na mão. Porque é que é ela foi falar na buzina. Será que é normal ter que tocar, será que alguém já a tocou, serei a primeira?! Calma está tudo bem, são apenas 20 min de cabeça de fora ainda com ar para respirar.

Talvez seja importante referir que sou claustrofobia. Que entro facilmente em pânico se me apertam os braços, o pescoço, se fico fechada num elevador. Quando fazia solário ficava com um braço de fora nos botões caso fosse preciso parar aquilo tudo.

O barulho começa e a menina não estava a brincar. Nem quero imaginar como seria se não tivesse os phones nos ouvidos. Musica nem ouvi-la, já percebi que vai ser tudo a cru. Começo a tentar abstrair-me. Não tinha feito um plano no que pensar. Não consigo meditar com este barulho, é impossível, nenhum dos meus anjinhos vai ouvir e nem posso abrir a boca para dizer que seja o que seja. Estou a começar a ficar muito impaciente.

Espera…calma, estou a ter ataques de comichão em tudo o que corpo. Dedos dos pés, ponta do nariz, costas…..esquece Sofia, esquece, pensa em algo bom. Por favor abstrai-te!!! Tenho este efeito das comichões sempre que alguém diz que não me posso mexer. Calma acabei de abrir a boca de sono!!! Será que isto é considerado mexer….Ohhh não há ninguém a quem perguntar e começo a ter espasmos na perna e nos pés. O meu corpo está a trair-me.

A maquina mexeu, juro que entrei mais um bocadinho, agora só tenho a testa de fora. Ohhhh falta quanto tempo?! Ainda muito?! Respira, respira, fecha os olhos e pensa em coisas boas e tranquilas ao ritmo de um barulho ensurdecedor! Será que podem baixar o volume um bocadinho, não me consigo ouvir pensar…acho que vou desmaiar de nervos, se a máquina voltar a mexer aperto a buzina. A máquina volta a mexer, fecho os olhos e começo a contar, a imaginar, cada vez com mais força. Não quero mesmo apertar a buzina, nem muito menos ter que repetir o exame.

A máquina cala-se, a porta abre-se, eu tiro os phones e sento-me a tremer, nem perguntei se já podia. Acho que vou desmaiar de nervos. A menina não me parece muito preocupada com isso e eu vou tentando acalmar-me e a pensar que felizmente era no joelho, caso contrário não teria corrido tão bem

As piadas acabaram, ainda a tremer fui-me vestir. Sai e liguei de imediato à minha mãe….a fazer queixinhas, seja lá o que for.

Somos adultos em tanta coisa, mas há sempre o momento em que temos todo o direito em ser crianças. Hoje foi o meu…

Beijinhos

Sofia

 

 

A Justiceira!!!!

Imaginem andarem a sair com um rapaz e em conversa descobrirem que ele andou a s

air com uma amiga ou conhecida vossa?!

Uma situação um pouco chata, porque ao falarem com ela pode ficar sempre aquela ideia de “cabra” que está a fazer joguinho para a afastar do caminho.

Engolir em seco e tentar entender o que se passou, por via de outros amigos até se ter a certeza que não entráram no meio de nada.

Agora continuem a imaginar que esse rapaz, aproxima-se de vocês, como caído do céu, no momento certo, na hora certa, a dizer as coisas que sempre quiseram ouvir.

Faz acreditar que somos únicas e especiais, envia mensagens lindas de morrer e apenas quer estar connosco!! No ar há uma sensação de amor, criada por ele e cheia de romance e longe de serem clichés e foleiras. Usa a imagem de pai babado que nenhum mulher resiste e facilmente caímos que nem uma mosquinha na teia da aranha de um homem interessante, muito giro, culto e com uma vida normal e pronta para nos receber.

Na visão das tolas, a imaginação começa a crescer por entre os fantásticos passeios de mota, os fins-de-semana inesquecível e os piqueniques selvagens preparados por ele.

Não foi uma amiga, foram 2 conhecidas e sabe-se lá mais quem. A forma como actua é sempre a mesma. É bastante rápida a relação, o amor, o romance, o namoro dura apenas 1 semana, o suficiente para leva-las onde ele realmente quer. Quando está com outra, envia mensagem de noite a dizer “Beijinhos vou dormir” e encerra a conversa e possíveis trocas de mensagens. Está tudo altamente controlado

Depois morre tudo….as conversas tornam-se secas, inexistentes, os assuntos baços, cada vez as procura menos e menos e menos e menos até deixar de as procurar completamente….estamos a falar de 2 dias depois.

Fâ-las sentir como nada, como se fosse tudo das suas tristes e ridículas imaginações….e desaparece como água entre dedos. Alias será que ele alguém vez ali esteve?!

Puff quando damos conta, ele não faz mais parte da nossa vida, há um vazio, uma falta de interesse, as mensagens nem vê-las, os likes nem senti-los. Morreu….matámos a relação perfeita….sempre culpa nossa, porque na realidade aquilo nunca existiu.

Ao tentar chama-lo à razão é bruto, frio, assertivo e cruel. Como se fosse outra pessoa a falar por ele. Se sente? se tem dor? se lhe custa? os motivos? o prazer que tem? Não vos consigo dizer. Não consigo entender qual o gosto de se magoar alguém que nunca nos fez mal e sempre nos quis bem. Que orgulho movem estes homens que apenas atacam para se aproveitarem de mulheres vulneráveis e carentes?

Talvez vingança, ou porque precisam de se sentir mais homens porque na realidade são uns frustrados e infelizes. E espero mesmo que sejam infelizes e que este vazio os invada e os magoe tanto como nos magoa a nós.

Neste caso concreto, desta pessoa em concreto, para agravar este perfil de lobo em pele de cordeiro giro e cool, tem uma pagina do facebook com textos intensos em que faz as mulheres morrerem de desejo por ele…..e escreve…e caça…e escreve e caça….sem piedade de ninguém.

A mim ao ver este tipo de homem a actuar sem consideração nenhuma pelas mulheres, pelas filhas de alguém, pelas irmãs de outros, pelas amigas dos seus amigos, pela uma pessoa que sente e que sente por ele, dá nojo e repulsa e faça um esforço gigante em não revelar a sua identidade, por isso deixo aquilo um perfil de comportamento e não um perfil de imagem. Odeio homens assim.

Espero mesmo que as suas filhas tenham melhor sorte do que nós tivemos a cruzarmos com homens e que o karma que o seu pai criou não passe por elas, porque ninguém sabe o que isto magoa e humilha uma mulher. É um género de violação consentida….que nos faz sentir como nada nem ninguém

Beijinhos

A Justiceira

 

Mostro-vos o Meu Lado Mais Perfeito, a minha Imperfeição

Como blogger sinto uma certa pressão e não devo ser a única, tenho a certeza.

Quero assumir-me como mulher completa na sua plenitude, seja com falhas, com rugas, com momentos, com ataques, com inseguranças, com medos, com frustrações e hormonas etc.

O meu blog está relacionado e direccionados para pessoas reais, que sentem, que vivem, que procuram, que encontram, que amam, que sofrem, que riem e que choram.

A evolução do Blog passa mais na partilha de valores, de tendências, de amores, de vitórias, de caminhos e alternativas que às vezes não são fáceis de encontrar. Quero ajudar-vos a descomplicar a vida, a procurarem a vossa felicidade, a se libertarem de pressões e medos e sentirem-se lindos por vocês mesmos, por dentro e por fora.

Eu dedico-me a um mundo virtual para chegar a cada pessoa que está por trás do meu computador. Não sofri mais que ninguém, não sou a melhor do mundo, mas tenho uma história para contar que quero que ajude outras pessoas. Eu tenho um passado que faz do mim hoje a pessoa que sou, um passado que nem sempre foi bonito, risonho, feliz, lutador, vencedor, glorioso e que foi a maior parte das vezes foi sofrido, em silêncio, com lágrimas e com medo de tudo de todos e principalmente de ser Feliz!!!

Isto tudo para dizer que ainda sinto uma pressão de alguns seguidores que procuram a todo custo o momento em que falho, o momento em que erro, como se não me fosse permitido ser humano…como ser blogger é preciso ser perfeita: as fotos, a aparência, a imagem, as minhas atitudes, os meus gostos, os meus looks, as minhas escolhas.

Eu estou longe de ser perfeito e cada vez gosto mais das minhas imperfeições. Eu trato de mim da melhor maneira que posso e consigo. Não tenho tempo para tudo e há dias que não tenho tempo para nada. Eu trabalho, sou blogger, sou dona de casa, tenho uma família, vários animais, amigos, seguidores, eventos, obrigações e há 4 anos não tiro férias (tirando os 4 dias em Cabo Verde, o que foi uma perfeita loucura) e faço dos fins de semana as minhas férias, por isso chego a Domingo estafada e sem tempo para pintar unhas, depilações, preparar a semana, fazer os looks que nunca fiz com a roupa que tenho, as receitas que gostaria de comer e partilhar, etc E apesar de super vaidosa, eu odeio ser dondoca.

Talvez o que me diferencia de tantos blogs é ser assim. É provar que o imperfeito pode ser moda, que as falhas podem ter graça, que os erros têm charme e que as gralhas são boas para rir.

Espero continuar por aqui por muito tempo e um dia quem sabe transformar toda esta minha história louca, cómica e desfucional num livro!

Beijinhos, sejam felizes e rodeiem-se de pessoas que vos façam rir, sonhar, acreditar, lutar e vencer

(tirei mais 2 dias de férias…ando a abusar eu sei :))

Sofia

Caímos um Bocado no Rídiculo

Hoje estava mais uma vez a tentar entender algumas atitudes e alguns comportamentos de algumas pessoas através do facebook.

Dei por mim a pensar, o quão ridículo que era o que estava a fazer e ao ponto em que chegámos!!

E isto não se passa só comigo, mas é normal tentar ver se a pessoa está feliz pelos post, se a está a enganar pelos likes e que se o que escreve pelo chat é sincero?!

Mas agora fazemos tudo por aqui?! O 1º beijo é online? o sentir é virtual?!

Vou fazer os possíveis para não me sentir influenciada por isso, ter o facebook ou como qualquer outra rede apenas para diversão, entretenimento, conhecimento, partilha, manter contactos, etc.

Quem quiser ter relações reais comigo, terão que ser ao vivo e a cores, com olhos nos olhos, a tocar na mão, a fazer loucuras e a rir até doer a barriga.

Agora pessoas que não se ligam, que resolvem a sua vida toda pela internet não é normal!!!! Quem nao passa do face para um telefonema ou para um conhecimento pessoal tem algum problema ou algo a esconder.

Beijinhos e sejam felizes na realidade

Sofia

Carta de Despedida ao meu Grande Amor

Ao entrar naquela grande superfície, tive a tentação de te ver e de te procurar.

Ainda me lembro a última vez que nos encontrámos e a forma como a nossa adrenalina borbulhou. Eu queria-te e tu chamavas por mim…levei-te comigo, como se de uma musica pimba se tratasse.

Percorremos juntos aqueles corredores e orgulhosamento nos mostrámos “estávamos juntos para sempre”. Os curiosos olhavam para nós e com inveja da nossa ligação comentavam baixinho “olha ela com 4?!”.

Hoje suspirei várias vezes por ti. Sabia que estavas ali a 2 passos de mim e também deves ter sentido a minha presença. Mas já te disse que decidi avançar.

Não funcionou, desculpa, sabias-me muito bem, mas não me fazias bem. Era porque não tinha que ser. Tenho a certeza que em breve irás encontrar outra.

Agora temos que avançar e aprender a viver um sem o outro. Mesmo que olhes para mim com esse olhar doce e que o teu sabor fresco me refresque no verão e a tua cafeína me desperte nos dias mais sonolentos, eu vou ser forte e vou resistir!

Hoje senti-te perto de mim e foram tantas as recordações, mas deixei-te, virei as costas e sai de cabeça erguida e apenas com os resguardos, o desodorizante e umas flores para a minha mãe.

Vai ser tudo melhor e não te preocupes que vou ficar bem. Pernas com menos celulite, corpo mais hidratado, dentes com menos tártaro, mais dinheiro na carteira, menos stress e adrenalina.

Espero que sejas muito feliz, eu sei que vou ser

Beijinhos

Ex viciada Sofia

 

 

Hoje!!!!

Hoje dormi na cama, deitei-me cedo, dormi directa e sem interrupções.

Acordei cedo, bem disposta, fiz agachamentos e meditei um bocadinho.

Já bebi água, reguei as plantas, passeei as minhas meninas.

Partilhei sorrisos, enviei emails, dei um beijinho e um abraço muito grande à minha Mãe.

Agora pergunto-me PORQUÊ NÃO FAÇO ISTO TODOS OS DIAS?!

ao invés de andar cheia de sono e torta e mal humorada e preocupada e tonta e angustiada e sem luz?!

Sinto-me outra pessoa, mais leve, mais despreocupada, mais bem disposta, mais bonita, mais luminosa.

Eu quero partilhar convosco este meu dia e esta minha luz e ajudar a iluminar quem não sente o mesmo.

Beijinhos e procuram a vossa felicidade

Sofia

I’m Not For Sale

Prometo que no dia em que me virem numa montra ou numa prateleira eu deixo comprarem-me e levarem-me sem emitir qualquer som, até lá, continuo a ser eu a escolher, a decidir com quem vou, quando vou e para onde vou!

Quando é que mundo vai entender que as mulheres não são dados adquiridos, que não somos propriedade de ninguém e que temos cabeça, inteligência e coração para tomar decisões.

Custa-me ainda assistir à vulgaridade com que alguns homens tratam algumas mulheres e o facto de não entenderem que simpatia não significa interesse, que simpatia e interesse não significa sexo e que e a beleza e a sedução não significa “abusem de mim que estou disponível”.

Tem que haver modos, princípios, respeito e valores que não devem, nem podem ser quebrados. O nosso corpo é o nosso templo e a nossa inteligência a nossa força.

Se custa entender o que isto significa para uma mulher, basta colocarem na nossa posição a mulher que vocês mais adoram e respeitam na vossa vida, seja a Mãe, irmã, filha…imaginem ela ser abusada, desrepeitada, humilhada por um homem…

O Mundo vive uma evolução tecnologica incrivel do qual todos nos orgulhamos e continuamos a saber de historias sobre tráfego de mulheres, violações dos seus direitos, genocídio, etc. Actos que deviam ter ficado no passado juntamente com as culturas mais pobres e menos desenvolvidas.

A Mulher é a fonte da Luz, da Esperança, da Beleza, e da Vida e que nunca se esqueçam disso.

“I’m Not For Sale!” é a mensagem que quero deixar hoje aqui como voz de tantas mulheres que passaram por situações assustadoras, como rapto, violações, abusos sexuais, abusos físicos, torturas, massacres, humilhações, silencio, etc

Partilhem esta mensagem e caso achem importante, criem as vossas próprias fotos “I’m Not For Sale” como homenagem a tantas outras e até como vossa protecção futura!

Beijinhos e sejam felizes sempre

Sofia

Assim deixamos de ir ao Circo!!!

Eu odeio circo!! Até gostava em criança, mas cresci a odiar circo. Acho uma falsa riqueza que me

deprime. É como o palhaço feliz, que tem sempre os olhos tristes. Não me imagino a levar os meus filhos, ou qualquer criança ao circo e tenho sempre pena dos pais que o têm que o fazer.

Mas isso tudo é uma realidade com que vivo muito bem. Ninguém me obrigada e acho óptimo que outras pessoas gostem, são apenas gostos e quero que os circos tenham imenso sucesso.

O que continuo sem entender, é como continua a ser permitido por lei, em qualquer parte do mundo a utilização de animais amestrados nos espectáculos. Com tanta protecção e campanha continua a haver circos com animais selvagens e domésticos a viverem em condições medonhas e completamente fora do seu ambiente natural, a terem uma rotina de obrigação, mais tratos e exploração.

A mim não me impressiona que o domador coloque a cabeça dentro da boca do leão, impressiona-me é que o leão não lhe arranque a cabeça!!!

Felizmente, há pessoas com coração e bom senso que entenderam que os circos podem ser espectáculos de entretenimento, cujo malabarismo das pessoas é o suficiente para embelezar o sorriso das crianças e os olhares mais atentos.

Sem dúvida o circo de soleil veio a dar imensos exemplos nesse sentido e tem sido maravilhoso como têm espalhado essa magia pelo mundo.

Queremos os palhaços mais fashion e engraçados, a mulher de barba, o malabarista, os trapezistas e até o homem bala, mas não queremos mais animais!!! Usem peluches e fantoches!!!!

Fica aqui a boa noticia que no distrito de Évora os circos com animais já não poderão apresentar os seus espectáculos.

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.216116401803178.52295.170975529650599&type=3&uploaded=1

Isto é apenas a minha opinião e o próximo passo será o fim das Touradas com Touros…O resto até se pode manter que é bonito: os cavalos, as roupas, as arenas, a banda, as flores, o capote….mas sem o sacrifício do Touro

Beijinhos

Sofia

 

Vamos Falar de Modas ou de Amor?

Numa época de tantas conquistas sociais, onde as diferenças se tornam igualdades e o amor pode ir mais longe ao ponto de pessoas do mesmo sexo poderem casar pelo simples facto de se amarem. Pergunto-me onde fica a luta pelos valores e a fidelidade seja de que género, sexo ou opção?

Vivemos um período em que um dia somos tratados uma peça única de alta costura e no dia seguinte somos abandonados como um trapo velho. Em que a nossa existência na vida da outra pessoa não passou mais do que um luxo e um capricho de se sentir bem com ela mesma, num determinado momento ou evento.

Os falsos acessórios colocados para esconder a verdadeira pobreza dos sentimentos, fazem ofuscar os mais sensíveis e carentes e facilmente iludem os tolos. Somos usados, abusados, enganados e largados.

Eu sou tolo, trapo velho mas peça única e acabo sempre, por entre sedas e toules, conseguir, mais cedo ou mais tarde ver a transparência da verdade. Mas isso não me evita cair sempre na rede feita pela aranha mais requintada.

Onde fica a conquista dos bons valores, que em tempos foram tão preciosos pelos nossos antepassados. Onde fica a vitória do amor único e especial feito à medida dos nosso sonhos e vontades?! Será que alguém se dá ao luxo de os ter?

Quero dedicar este texto a quem um dia me fez sentir tudo e logo de seguida, menos do que alguma vez me senti. Sou trapo velho que nunca sairá de moda e muito menos voltará a servir num corpo que não me mereça. Embora a minha revolta e alguma dor, não vou deixar de nunca de acreditar que um dia encontrarei o meu par perfeito.

Está será a ultima vez que falo nesta situação em particular. Posso andar rota, esfarrapada, mas não me deixo pisar porque ninguém, muito menos por quem não fez nada para me merecer,

Beijinhos e força a todos os outros trapos velhos que andam por ai. Sacudam a poeira, coloquem-se ao sol para o mofo sair e voltem a brilhar, mesmo que sozinhos

Beijinhos

Sofia