icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Homem Perfeito vs Mulher Sonho

Sempre que estou com um amigo meu penso “Bolas este era o homem perfeito para mim!!!”. Mas depois cada um vai à sua vidinha e acabo por esquecer esse pequeno pormenor. Sinto um enorme carinho por ele e muito respeito pela sua família, mas não deixo de sentir que se fosse uma pessoa disponível eu iria com certeza ser uma das pretendentes

Apesar de saber que não há pessoas perfeitas e preciso explicar isso antes que alguém comece a barafustar, as pessoas podem ter determinadas características que as posicionam numa posição agradável em relação a nós, por isso, digo que é perfeito independentemente dos seus defeitos que deve ter de certeza como qualquer pessoa.

Continuar a ler

Dança Aérea

Estava entusiamadissima com a ideia de ir subir a um trapézio, mas quando cheguei ao Workshop de Dança Aérea na Jazzy no evento I’m a Woman o medo começou a interferir. 1º disse “já começaram! Não faz mal….”, ao que a professora Rose, uma brasileira pequenina como eu, mas muito bem tonificada disse “entra, vens a tempo” (bolas não tinha funcionado). Rose perguntou-me: Estás aquecida? (yes, não estava). Não faz mal, faz 30 abdominais ali no canto.

Enquanto tentava manter um ritmo simpático nos abdominais, via as minhas colegas a subir e a descer do trapézio entre medos e entusiasmos e muitas palmas para estimular a conquista. Comecei a ficar impaciente…afinal também queria estar ali a combater os meus medos. Ao vigésimo e dois abdominais (na esperança de terminar mais cedo disse)^: já fiz 22!!!!!! E a professora disse, boa, só te faltam 8 (lol), tramada mais uma vez, mas gosto de exigência e que puxem por mim.

Terminado os abdominais, fui para a fila do trapézio o passo agora já estava mais complexo, tínhamos que subir, sentar, e tirar as mãos da corda numa posição muito elegante. A ansiedade, o medo, o receio e a vontade tomavam conta de mim, já só queria ir lá para cima.

Na 1ª tentativa não consegui apanhar o trapézio. Nada de grave, tentava mais uma vez e se não conseguisse saia de fininho e juntava-me ao workshop de dança do Ventre da minha querida Yolanda Rebelo. Nem tudo estava perdido.

Mas na 2ª vez que me lançaram no ar, agarrei a barra e sabia que estava lá e que ia adorar. Dobrei as pernas e sentei-me no trapézio. Que sensação boa, não queria descer mais, queria ficar ali a explorar todos os cantos e possibilidades. Fiz tudo o que me foi pedido, sentei-me de lado, soltei as mãos e desci elegantemente. UAUUUUUUU, fiquei eufórica sai da aula a correr e a dar pulinhos de vitória. Liguei ao meu irmão a contar a novidade, parecia uma criança. A aula estava tão calma até eu ter chegado.

Os exercícios foram ficando mais difíceis, mas não menos estimulantes. Ficar em pe, abrir os braços. Ficar de costas em espargata de braços abertos presa pelas costas. Ficar de cabeça para baixo numa pose muito elegante. 

Nessa altura a Yolanda da dança do ventre juntara-se a nós e era mais uma mulher aos pulinhos e feliz por ter conseguido fazer o impensável e sem tirar o cinto das medalhas ainda parecia mais contente.

Estávamos rendidas ás acrobacias que até à data associávamos ao circo, mas agora entendíamos a vertente do espectáculo, da elegância, do equilíbrio e da força. A minha querida Yolanda que foi minha professora, que é minha amiga de coração partilhava comigo uma emoção forte, uma ideia, uma Vitoria.

Entendemos rapidamente que isto seria algo a continuar, por todos os motivos e pelo trabalho de corpo que acabaríamos por fazer (bem ela na realidade não precisa). A tonificação abdominal, nos ombros e no rabo 🙂 seria perfeita para qualquer praia deste pais.

Terminado trapézio, passamos para o pano vertical, que o que tem de lindo visualmente, tem de difícil. Aqui não temos o suporte da barra e das cordas, mas apenas de um pano que funciona conforme o nosso corpo manipula. É preciso muita força e jeito para subir, suspender. Os exercícios foram feitos as fotos foram tiradas, mas o corpo ficou moído e doloroso.

Agora em casa a ver se amanhã não tenho mazelas e cansadissima do dia que tive, continuo apaixonada pela ideia

de voltar ao trapézio. Vou ter que esperar para saber os horários que a Jazzy vai disponibilizar para esta disciplina e inscrever-me de imediato

Hoje foi um dia em que mais uma vez a frase “não consigo” foi substituída por “VOU TENTAR“. O não, o insucesso está sempre garantido, mas a vontade de tentar de superar dá-nos grandes surpresas na vida.

Beijinhos e tentem tudo antes de desistirem

Sofia

Mudar de Vida

Tenho andado impaciente comigo mesma. Perdi o controlo sobre imensas coisas e principalmente sobre mim. Deixei de ter horários para comer, de dormir, deixei de ter forças fisicas, sinto a cabeça dormente e ando demasiado triste para meu gosto.

Hoje deu-me para isto e estou furiosa comigo, porque me deixei completamente abandalhar. Deixei de fazer desporto porque estou fisicamente demasiado cansada, deixei de arrumar a casa, porque chego a casa e deprimo no sofá, etc. Sempre fui uma pessoa de fazer e não deixar para amanhã e esta pessoa que sou hoje em dia não a reconheço. Tenho que voltar a ser o que era.

Na realidade as coisas não têm andado fáceis e o facto de trabalhar a toda a hora não ajuda, assim como chegar a casa às tantas da noite, não ter paciência para cozinhar e “desmaiar” no sofá é o meu dia a dia. Claro que resume-se a um acordar tarde e torta e sem vontade para nada. Eu sei que quem vê de fora não percebe nada disto, mas eu sinto na pele o quando me custa muitas vezes levantar o braço, quanto mais limpar a casa, ou arrumar.

Para ajudar à festa os sonhos constantes (de uma cabeça que não pára um segundo de pensar) a rinite cronica não me dão o melhor dos sonos, mas seria sempre melhor estar na cama do que num sofá de luz ligada na cara e com a televisão a conversar a noite toda.

No entanto apesar da minha glamorosa actividade e dos bons resultados na minha vida profissional e pessoal, emocionalmente sinto-me fraca, triste, em baixo e sem brilho. Aumentei de peso e por muito que me digam que estou magra eu não me sinto bem. Gosto de usar roupa justa e sinto-me uma Kim Kardashiam e não gosto desse exagero. Estou a perder massa muscular porque estou sempre a arranjar desculpas para não ir ao Ballet, correr ou fazer exercícios em casa e acho que qualquer dia com este mau dormir vou acordar cheia de rugas e não convenço mais ninguém que tenho 20 anos lol.

Mas ontem houve mais um clic na minha vida, que mais uma vez me deixou muito triste e em baixo e claro a ter imensa pena de mim. Dormi de cabeça quente e muito aborrecida com os outros e com promessas e juras de nunca mais me envolver e de ter cuidado e das expectativas e etc, devo ter sonhado só parvoíces que felizmente nem me lembro, mas que me deixou de rastos toda a manhã. Aos poucos fui acordando para a vida graças a uns estímulos profissionais que é o que me move e que me faz sorrir hoje em dia. Então depois de fazer mais um video, de ter um almoço de negócios com um casal lindo (Mónica e Rubim) e depois de ter lamentado um pouco da minha vida….pensei “bolas” estou toda errada, ando a fazer tudo mal. Deixei de gostar de mim ao perder a força de vontade que tinha. Ando à espera de um romance para que alguém me ajude a ter regras, a comer melhor, a ter tempo a que acorde cedo e tantas outras coisas que faço mal. Ando a sofrer por não ter ninguém, porque me sinto sozinha quando me isolo de toda a gente. Sento-me à espera que me procurem, que parem o autocarro à minha frente para eu entrar. Não pode ser!!! Vou fazer pela vida, vou mudar alguns hábitos e vou voltar a ter a garra que tinha dentro de mim. Pensar, fazer e acontece é o ritmo, sem medos e sem receios porque tudo o resto está provado que consigo. Se não sou especial para ninguem que ao menos seja para mim. Se o sonho comanda a vida, eu vou fazer parte dele!!!

E ao contrário de que todos pensam que estou cansada porque trabalho demais é mentira. Cansa-me mais depressa estar sem fazer nada do que fazer o que gosto. O que me cansa e destrói esta minha cabeça e força, é as dormidas no sofá, as idas para cama a meio da noite o não conseguir adormecer, etc. Isso sim, perdi o tino e quero voltar a ser uma miúda saudável com força, desportista com bom astral que sempre fui e que não está sempre a fugir a tudo e arranjar desculpas para não fazer nada

Hoje é o dia que começo a trabalhar-me, a mimar-me e a ter tempo para mim e para as minhas coisas. É a altura em que vou mesmo decidir tirar umas férias para descansar mesmo que seja sozinha. Quero ver coisa giras e conhecer pessoas novas.

É o dia em que vou fazer um plano alimentar e tentar cumprir ao máximo.

Hoje é o dia em que vou planear arrumar a minha casa e terminar o que ficou a meio. Limpar o espaço e mudar algumas coisas.

Hoje é o dia em que partilho convosco que quero mudar e que gostaria que mais pessoas aproveitassem a minha explosão para fazerem o mesmo. Precisamos de nos organizar, estruturar, de ter força e coragem. Somos lutadores e conquistadores por natureza e por gene, não podemos deixar cair na tentação da depressão.

Eu hoje começo a mudar!! e vocês?

Beijinhos grandes

Sofia

 

 

 

 

“Que a Felicidade Vire Rotina” by Nita Domingos

Quem a conhece sabe mesmo que o que mais deseja é que a Felicidade faça parte das nossas vidas e do nosso dia-a-dia

É uma pessoa que entra nas nossas vidas de diferentes formas e é impossível ficar-lhe indiferente.

Apesar das poucas vezes que estivemos juntas, é das pessoas mais importantes para mim. Foi uma pessoa que apareceu do nada e que me ajudou muito num momento muito difícil da minha vida. Apesar das suas limitações físicas preocupava-se diariamente comigo, durante meses, perguntava-me se eu andava a dormir bem, a comer? e diz-me sempre ” Minha Queen quero se sejas muito feliz”

Continuar a ler

Manchas na Cara o Pior inimigo do Verão

Já passei por isto e foi tortura.

O Verão sempre representou para mim felicidade, liberdade, boa disposição, alegria, amigos, praia, saias, flirts etc.

Quando comecei a ter as manchas escuras no rosto, nem queria acreditar. As zonas parecem escolhidas a dedo: Buço, maças do rosto e eu ainda conseguia ter uma risca larga na testa. Por muito protector que aplicasse não havia nada a fazer estava marcada para sempre.

Parecia a típica mulher de bigode que todos acham que ainda existe em Portugal. Era de fugir. De repente o bom do Verão passava a ser tortura do ano. E já não basta acharmo-nos feias e ainda são o que os outros pensam quando no vêm de longe…olha o bigode :S

Na altura, quando isto começou, há uns 15 anos atrás nem sabia bem de maquilhagem para saber disfarçar e nem sei se os produtos existentes eram bons o suficiente para esconder as minhas manchas.

E lá andei eu a sofrer durante uns 10 anos e a tentar esconder a cara em vez de curtir o Verão.

É normal achar que as manchas aparecem apenas nas grávidas, mas o uso da pílula faz o mesmo e eu felizmente só tomei durante 1 ano.

Depois para completar o panorama apareceu-me acne aos 28 anos, mas graças a ele fui ao dermatologista que acabou por me tratar dos 2 males. Não foram tempos fáceis porque tive que ficar o Junho em casa sem apanhar o mínimo sol, porque o manipulado que colocava e o roacutan (remédio para o acne) faziam-me um peeling e eu estava muito sensível e só o calor incomodava-me parecia que a cara ia explodir. Mas passado esse mês fiquei linda e maravilhosa e graças a esses esforço as manchas desapareceram e apenas tenho uns risquinhos a contornar a boca.

Deixo-vos o contacto do médico dermatologista que quando vos vê é logo dos pés á cabeça e aproveitam e fazem o teste aos sinais. O manipulado é feito apenas na farmácia que ele indica. Quem quiser fazer agora já sabe que durante um tempo não pode ir à praia quem quiser que espero pelo inverno. – Luiz Leite – 213617210

Para manutenção ele recomendou-me o protector solar e eu abuso no uso no rosto principalmente nas zonas que já tiveram as manchas e felizmente não me preocupo há muito tempo.

Outros produtos que devem experimentar é a linha da Vichy Idéalia – Corrector Intenso de Manchas/ Creme alisador de rugas e o BB Cream. Eu estou a usar há 1 semana e estou a adorar a hidratação do meu rosto, a uniformização do tom e durabilidade da maquilhagem.

– O Ideália Pro é um creme mesmo especifico para as manchas escuras, solares, de envelhecimento  e às vermelhas. Aplica-se de manha e de noite.

– Ideália  é um creme ilumina e alisa a pele. Ajuda a apagar os sinais de stress na pele e de envelhecimento (vou ficar nova!!!!!!), renova a luz natural

– Ideália BB Cream é o toque final a cereja no topo do bolo. Muito fácil de espalhar cobre completamente todas as zonas. Tem um aroma muiot agradável e ajuda-se ao tom de pele natural. Coloquem correcto na zona manchada para aclarar e depois passem o bbcream para uniformizar.

 

Ontem falaram num creme de uma marca portuguesa muito antiga que ainda se vendem nas drogarias e em todas as farmácias, chamado Benamõr que dizem que faz maravilhas pelas manchas da pele e pelas rugas. Eu vou experimentar dentro em breve e depois também vos posso dar feed-back sobre este assunto

 

Para além de tudo cuidado com o sol protejam-se, cuidem-se. Vão ao dermatologista com regularidade para verem se está tudo bem.

Beijinhos enormes e boa sorte na luta contra as manchas

Sofia

 

De volta à Má lingua

Achava eu que a má língua a meu respeito tinha ficado pela semana passada, mas lá continuam a aparecer uns post por ai.

Quando são de pessoas seguidoras, não me admira, mas agora de colegas de profissão, como blogger e maquilhadoras choca-me profundamente, a lata e a coragem de fazer tal coisas.

Nunca em 4 anos me passou pela cabeça fazer tal coisas por um “colega de profissão”. É claro que não temos que gostar uns dos outros, nem acho que tudo o que os outros fazem é bonito, mas dai a expor as pessoas, a ridiculariza-las o seu esforço e trabalho é muito baixo.

Numa fase da vida onde as pessoas precisam de estímulos para avançar, em que nos deveríamos unir por um pais melhor e mais profissional, anda tudo louco a partir as pernas uns dos outros.

Entristece-me que não entendam que não é a dizer mal dos outros que vão chegar mais depressa, mas sim pelo seu trabalho e profissionalismo. Assim se diferenciam os profissionais dos fracos. Só espero que nunca se engasguem no seu próprio veneno.

Quando falam mal de mim é da maneira que vão mostrando o quem realmente são como pessoas e de uma coisa eu garanto, não irei fazer o mesmo porque sou muito melhor.

Hoje acredito numa coisa que até ao ano passado parecia-me impossível, a inveja é uma doença horrível e faz mal a muitas pessoas. Não tenham medo que só é transmitida a quem tem muito poucos valores 😉

Beijinhos

Sofia

 

 

 

 

Bolas da Praia

Eu adoro Bolas de Berlim e na praia é onde sabem melhor.
Mas hoje encomendei as melhores de todas e apesar de estar a trabalhar a suavidade da massa e o encanto do açúcar transportaram-me durante uns segundos para o areal e quase ouvi o mar.

Deliciosas as “Bolas da Praia” e valeu a pena encomenda e a experiência.

Podem saber mais como pedir as vossas e recebe-las de norte a sul, em casa, no escritório ou numa festa e tenho a certeza que vão fazer muita gente muito feliz

Beijinhos

PS. Não posso falar mais tenho a boca cheia 😛

Procurem no facebook – Bolas da Praia e vejam como tudo acontece

 

Conhecer Pessoas

As pessoas não acreditam, mas eu sou tímida em algumas situações. Por exemplo, quando desconhecidos se metem comigo sem eu estar à espera, quando me elogiam, quando olham muito para mim.

Mas tenho feito algumas coisas para lutar contra isso. Adoro conhecer pessoas novas e a timidez muitas vezes impede-me. Há 10 anos que vou para a mesma praia  e todos os anos vejo as mesmas pessoas e tenho vergonha de lhes dizer olá mesmo de longe e todos os anos penso…este ano vou falar e depois não falo lol. Bem na realidade eles também não lol.

Hoje em dia o networking é importantíssimo e nem tudo tem que ser negócio, mas conhecer pessoas faz bem por 2 motivos:

– Acredito que podemos aprender sempre alguma coisa com qualquer pessoa no mundo, seja em valores, experiências, matéria, filosofias, etc

– No futuro essa pessoa pode vir a ajudar-nos de alguma maneira dentro da sua especialidade ou mesmo com a sua amizade.

Para quem viveu no estrangeiro isto até é bastante fácil. Quando se trabalha em negócios as pessoas têm imensa lata e perguntam-nos coisas, viram o badge para lerem o nome, quando se sentam numa mesa apresentam-se, etc. Mas como portuguesa fico acanhada e depois se entro em modo timidez….ui nunca mais lá de saio. O telemóvel ajuda a passar o tempo.

Mas para combater isto comecei a:

– Quando entro numa sala, entro bem disposta e digo bem alto Olá a toda a gente.

– Quando vejo uma miúda com qualquer coisa muito gira ou ela mesmo é muito gira, tendo dizer-lhe mesmo que não a conheça de lado nenhum. Também ajudo a que ela se sinta mais bonita.

– Tento fazer “small talk” e piadas com toda a gente. Se vir que temos ligações menciono os meus contactos e faço cruzamento de informação, etc

– Despeço-me de toda a gente mostrando que sei o nome delas e que vou gostar de as rever (o que é muita verdade, porque caso contrário não diria, não sou cínica )

Ainda ontem, estava a tirar as fotos do catálogo. O dono do bar da costa era muito bem disposto, meteu-se comigo e eu com ele e no final fui despedir-me a agradecer a simpatia. Ele ofereceu-me logo um copo de sangria que estava a desfrutar com uns amigos. Tenho a certeza quando lá voltar já me irá conhecer e será muito mais divertido.

Façam isso e aumentem os vossos relacionamentos e contactos. Não é necessário ficarem íntimos ou melhores amigos de toda a gente nem muito menos é para namorar, mas conhecer faz bem!!!

Beijinhos e bom Networking

Sofia

 

 

Queda do Cabelo

Hoje fiz um video sobre a queda do cabelo

Quem passou ou passa por isso sabe como é preocupante e doloroso

Afecta tanto homens como mulheres de qualquer idade e qualquer um deles sofre com essa mudança. Felizmente os carecas passou a ser moda e quando é preciso os meninos rapam o cabelo e até lhes dá imenso charme. Mas o cabelo para uma mulher da-lhe a força a moldura do rosto, sem ele sentem-se impotentes como Sansão.

Podem ser vários os motivos da queda, como hereditários, genéticos, alimentação, dermatológico, psicológico, etc. O importante é não deixar agravar porque depois pode ser tarde demais e nada fará voltar a crescer o cabelo.

Quando se começa a sentir a queda do cabelo em demasia, recomendo a ida imediata ao dermatologista, para entender qual o motivo e saber qual o melhor tratamento.

Mas como sei que algumas pessoas não gostam de ir aos médicos fiz a recomendação do champô da Visviscal, porque já o consumi (para hidratar) e conheço muitas pessoas que o fizeram e os resultados foram e são muito bons. Mas isto não quer dizer que vá funcionar com qualquer pessoa, mas se não testarem nunca saberão.

www.lifes2good.pt

https://www.facebook.com/Lifes2good.Portugal

Lavem o cabelo com o champô e deixem actuar durante um tempo, depois passar muito bem por água e colocar o condicionador e deixar actuar e passar muito bem por agua. Quanto aos comprimidos tomar um por dia.

Espero que este post ajude algumas pessoas que sei que sofrem muito com este assunto.

Beijinhos enormes e muita força

Sofia

Não Matam mas Chateiam muito

Infelizmente há infecções, bactérias  vírus e fungos que uma vez iniciados, ficam para a vida. Não matam mais moem, em quem os tem e em quem os vê. Vou falar dos mais óbvios como o pé de atleta e o herpes e até porque os conheço melhor, infelizmente.

Como é que uma coisinha de nada se transforma em algo que incomoda tanto e que é tão feio e que afasta tanto as pessoas de nós? Depois da coisa começar não há como fugir pimba é aguentar 1 semana ou até bem mais.

Pé de atleta tenho deste pequena por causa da piscina, ambiente fantástico para partilha-lo. Os cools não usavam as chinelas medonhas da speedo e claro que com o pézinho no chão difícil era não apanha-lo. Mas achava eu que esse meu mal tinha ficado no passado quando há uns atrás volto a ter por causa da praia. E todos os anos é a mesma coisa. :(. Felizmente, no meu caso, ninguem vê, a tortura mantém se nos cortes dos dedos. Não se espalha pela frente nem pelas unhas. O que é preciso é ter cuidado e deixar de colocar o pé no chão em ambientes públicos  secar muito bem depois do banho, colocar canestene algumas vezes ao dia e limpar os sapatos com álcool para matar a bactéria.

Quanto ao Herpes, tinha pânico de o ter. Chegou a ser tortura só de imaginar. Não bebi dos copos de ninguém  na discoteca (pois diziam que era o melhor sitio para se ter) pedia as bebidas em copo de plástico e parti-os de seguida. E tinha imenso cuidado em quem beijava 🙂

Um belo dia alguém comentou comigo que o seu herpes estava a nascer, já tinha a bolhinha….umas horas depois perguntei-lhe…de que copo estás a beber?! e o meu amigo disse: “não sei qualquer um”!! OMG todos os meus alarmes tocaram, será que tinha chegado a minha hora de ter herpes. Ele tinha bebido do meu copo e será que eu teria bebido depois?!

Dois dias depois comecei a coçar-me muito em cima do lábio, estava vermelho. Pensava que era apenas uma borbulhinha até que uma expert no assunto disse…”isso é Herpes minha querida!”. Meu mundo caiu, vi a minha vida a andar para atrás, estava marcada para sempre e naquele momento nem sabia como o tratar, era meia noite e tive que dormir com a minha nova sina. Agoirei o meu amigo durante meses….chamei-o de tudo, estava furiosa com o descuido dele. Ainda se tivesse sido através do beijo da minha vida, ainda teria valido a pena, mas de um copo!!! Um Copo!!!! que raiva

No dia seguinte depois de chorar muito ao ver a minha bolhinha crescer, fui logo à farmácia comprar tudo, zolvirax, o pensinho que tapa, etc. Para além disso um médico amigo meu receitou-me um antibiótico caríssimo que tinha que tomar durante 3 semanas.

E assim passei 3 semanas a sentir-me mal comigo mesma sentia-me uma leprosa, não dava beijinhos a ninguem, não olhava para niguem, tinha panico que descobrissem que eu estava com herpes, porque as pessoas no geral têm medo, nojo e panico de passarem a ter. De bolhinha passou a ferida e ficou horrível. Toda a gente nos olha de lado e têm medo de ser contaminado, esteja em que fase estiver. O penso ajuda a disfarçar a mostrar alguma higiene. Imaginem eu que maquilho, até cheguei a usar máscara e luvas.

Mas mesmo em relação a nós temos que ter cuidado, porque o herpes mais comum é o labial e o vaginal, mas o herpes pode estar em qualquer lado. Tinha uma amiga que tinha herpes nas costas. Por isso há que deitar fora ou lavar muito bem tudo em que mexemos ou tocamos. tentar não contaminar outra zona do corpo e passar a ter uma família de herpes. Tenham também esse cuidado em relação às outras pessoas, principalmente quando vão ser maquilhadas por elas (já me aconteceu e se eu não perguntasse não me teriam dito). Levem os vossos pincéis, ou avisem de imediato atenção eu tenho herpes. Não se limpem nas toalhas de pano mas de papel e deitem fora. Não custa nada.

Felizmente o meu herpes só rebentou daquela vez e tive umas 2 ou 3 ameaças que foram logo atacadas com o zolvirax ou com outro creme que se dêem melhor.

E para conhecimento geral e para não terem tanto medo. O Herpes só se pega na fase da bolha. Quando rebenta e fica naquele lindo estado, já não faz mal a ninguém, apenas a quem tem, porque doi e mexe na auto-estima.

Cuidem-se e estimem-se e respeitem os outros

Beijinhos

Sofia