icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Semana do Vinho no Lidl

Sendo eu uma compradora assídua no Lidl e adorando praticamente tudo o vendem por lá (seja de alimentação como de acessórios, roupa, promoções, etc), venho deixar-vos a dica de que está a decorrer uma semana especial dedicada aos vinhos.

Podem encontrar vinhos para todas as ocasiões, gostos, zonas do pais, seja do Alentejo do Douro, seja branco, verde ou tinto e até deliciarem-se com dois dedos de conversa e um delicioso Porto.

Chegada de Viagem, preparei um jantar maravilhoso (com produtos LIDL) feito com muito amor e brindámos da melhor forma as minhas férias e o meu regresso. Uma boa refeição deve ter sempre um bom vinho a acompanhar, não concordam?

Beijinhos e deliciem-se com as fotos e corram a fazer o mesmo

Beijinhos

Sofia

As Alergias e a Alimentação

Há uns dias que comecei a fazer cortes e mudanças na minha alimentação.

Desta vez não tem a ver com dietas para emagrecer (mas era bom que conseguisse) mas para tentar entender até que ponto alguns alimentos e hábitos que tenho possam estar a activar os meus sintomas das alergias.

Na segunda feira fui ao otorrino e ele mandou-me cortar com alguns produtos na minha alimentação. Azar o meu, é que a maior parte como, senão todos os dias, quase todos os dias.

Mas nada de dramas, irei fazer uma experiência de 3 semana e depois logo vejo se me mantendo assim ou se volto à vida antiga.

Decidi copiar um texto da net para ser mais fácil para vocês entenderem do que falo e os motivos da minha mudança.

Se quiserem podem também fazer a experiência e entender se muda alguma coisa na vossa vida.

“ALIMENTOS QUE CONTÊM HISTAMINA OU QUE CAUSAM SUA LIBERAÇÃO PELO CORPO, INCLUINDO ALIMENTOS FERMENTADOS

(traduzido de publicação de Allergy & Immunology Associates of Michigan)

A histamina é uma substância natural produzida pelo corpo e está também presente em vários alimentos. Ela é liberada pelo corpo em situações de “stress” e alergia.

O que é a histamina?

Numa resposta alérgica, um alérgeno estimula a liberação de anticorpos que se aderem aos mastócitos. Quando a histamina é liberada pelos mastócitos, pode causar um ou mais dos seguintes sintomas:

– Olhos: coceira, queimação ou lacrimejamento

– Nariz: coceira, espirros, produção de mais muco

– Pele: coceira, erupções cutâneas, urticária

– Seios da face: congestão das cavidades, dores de cabeça

– Pulmões: sibilância (chiados no peito), falta de ar

– Trato digestivo: cólicas estomacais, diarreia

A histamina é uma amina vasoativa que causa dilatação de vasos sanguíneos (vermelhidão, erupção cutânea, coceira) e aumento da produção de muco (coriza, tosse produtiva), e broncoconstrição (sibilos, tosse). Como a histamina está presente em quase todos os tecidos do corpo, especialmente nos pulmões, nariz, seios da face, pele, mucosa intestinal e certas células do sangue (mastócitos, basófilos), ela é capaz de causar uma ampla gama de sintomas.

A liberação de histamina pode ser causada por quase qualquer alérgeno. Os exemplos incluem os alérgenos inalados (pólens, ácaros da poeira, epitélio de animais domésticos), drogas (penicilina, sulfa, aspirina), venenos de insetos que nos picam, e alimentos (ovo, trigo, leite, peixe, etc).

Existem vários alimentos que contêm histamina ou causam sua liberação pelo corpo quando ingeridos. Este tipo de reação é uma intolerância ao alimento, e é diferente da alergia ao alimento, já que o sistema imunológico não está envolvido na reação. Os sintomas, no entanto, podem ser os mesmos de uma alergia alimentar.

Alimentos que contenham a substância tiramina podem desencadear dores de cabeça. Alguns dos alimentos que têm grande quantidade de tiramina são: peixe, chocolate, bebidas alcoólicas, queijo, molho de soja, chucrute e carne processada.

Alimentos fermentados podem causar sintomas alérgicos por serem ricos em histamina ou porque um fungo (mofo) ou levedura (fermento natural) estejam envolvidos no processo de fermentação.

Alimentos ricos em histamina (incluindo alimentos fermentados):

– Bebidas alcoólicas, especialmente cerveja e vinho.

– Anchovas

– Abacates

– Queijos, especialmente os envelhecidos ou fermentados, como o parmesão, gorgonzola ou roquefort.

– Frutas secas, como damascos, tâmaras, ameixas, figos, passas de uva (você pode ser capaz de comer estas frutas – sem reação – se a fruta for muito bem lavada).

– Berinjela

– Alimentos fermentados, como carnes defumadas ou carnes conservadas em vinagre, etc.

– Cavala, cavalinha (peixe)

– Cogumelos

– Carnes processadas: salsicha, “hot dogs”, salames, etc, etc.

– Sardinhas

– Peixe defumado: arenque, sardinha, etc.

– “Sour cream” (creme azedo), leite azedo, “buttermilk”, iogurte – especialmente se não forem frescos.

– Pães azedos, como o pumpernickel, bolos de café e outros alimentos feitos com grande quantidade de fermento natural.

– Espinafre, tomates

– Vinagre ou alimentos que contenham vinagre, como maionese, molhos de salada, ketchup, molho de pimenta, pickles, beterrabas em conserva, tempero tipo “relish” (à base de pepino em conserva), azeitonas.

– Iogurte

Alimentos que liberam histamina:

– Álcool

– Bananas

– Chocolate

– Ovos

– Peixe

– Leite

– Mamão, papaia

– Abacaxi

– Crustáceos

– Morangos

– Tomates

Envenenamento por histamina ou escombroide:

Às vezes a ingestão de altas concentrações de histamina pode levar a um envenenamento por histamina ou escombroide. O envenenamento escombroide geralmente ocorre com o apodrecimento de certos peixes, como atum, cavala, mahi-mahi (dourado) e arenque.”

Beijinhos e espero ajudar

Sofia

Pasta de Courgette

Já há muito tempo que não partilhava convosco uma receita 🙂

Mas eu gosto tanto desta que achei que mereciam saber. Não tem nada de especial, mas é delicioso e muito simples de fazer.

Basicamente é fazer um massa a partir da courgette. Dito assim até pode parecer algo dificil mas não é. Basta comprarem um afia, por exemplo na Tiger e afiar para fazer as tiras.

Colocam numa panela um fundo de azeite temperado ao vosso gosto. Eu uso alho, sal, pimenta caiena e ervas aromáticas.

Deitam a courgette desfiada e juntam outros ingredientes, como por exemplo tomate cherry, cenouras, etc.

Depois é deixar tudo fritar ate ficar no ponto. Eu não gosto de legumes muito cozinhados, por isso é bastante rápido.

No final ou comem apenas assim, ou juntam uma proteína a vosso gosto. Eu adoro atum em lata…pode parecer estranho mas adoro a combinação.

Se experimentarem partilhem comigo o resultado ou pelo menos se aprovaram.

Já agora aproveito para explicar-vos que nunca gostei de vegetais e tem sido uma batalha para mim, tentar descobri sabores e formas de os cozinhar para que se tornem apetitosos ao meu paladar. Por exemplo esta é a única forma que consigo comer courgette.

Todos os ingredientes desta receita vêm direitos da terra pelos Aromas da Horta

Beijinhos enormes e aproveitem o fim-de-semana ao máximo

Obrigada

Sofia

 

Sushi Lab

Em Lisboa há um novo Restaurante de Sushi que os verdadeiros apreciadores devem conhecer e deixarem-se levar por toda uma experiência gustativa. – Unique Sushi Lab

Um laboratório onde os sabores se misturam de forma harmoniosa. Pratos com uma beleza única e de extrema elegância. Ingredientes que não parecem saídos de um local comum mas de uma cultura cheia de história e tradições.

Não existe o conceito “All You Can Eat”, mas vai de certeza apetecer-lhe comer tudo.

Aproveitem ao máximo esta experiência e não a tenham sozinhos e por favor não deixem de provar os cocktails

Parabéns ao meu querido Edilson Soares por mais um sucesso “Unique”!

O menú de ontem (nas fotos) consistiu:

1 – Avocado (fruta irmã do abacate) com tartare de salmão. Ovo de codorniz e pimenta togarashi japonesa.
2 – Ramen Paitan base de caldo de peixe shoyu, algas Pimenta branca, camarão e massa fresca.
3 – seleção do chef, sashimi marinado em shoyu, niguiri de enguia com ovo de codorniz escalfado, tataki de atum spicy, niguiri de salmão selado, niguiri de pargo.

Beijinhos

Sofia

Mais Vida com MorLife

Na 3ª feira passada terminou uma fantástica experiência que tive durante 5 semanas com a minha querida Danah MorLive.

Fiz um curso de Lifestyle, Saúde e Alimentação saudável que mudou as minhas rotinas. Penso de forma completamente diferente em relação à minha alimentação e garanto-vos que penso de uma forma muito mais saudável e equilibrada.

A primeira dica da Danah é para não cairmos na tentação e nos disparates das modas. Mais do que tudo aprendam a ouvir o vosso corpo e saber o que ele gosta ou não, ao que ele reage de forma positiva e negativa. É claro que dentro de todos os produtos alimentares há uns que fazem muito melhor do que outros, assim como também surgiram alguns mitos urbanos que não valem de nada, mas que não passam das ditas “Modas” que a maior parte dos seres humanos precisam de se agarrar para sentir que estão a mudar algo-

Eu não vou, neste texto, dar-vos todas as dicas que aprendi, até porque assim iria tirar toda a piada para o próximo curso da Danah – 11 e 12 de Nov – ver mais aqui. Estar lá é sentir e experiência o que faz bem na vossa vida e senda ela uma apaixonada por toda esta matéria vocês vão entender o sentido que faz.

Comer é um acto natural e normal, mas já pensaram que está complemente associado à vossa fome sentimental?! Comem porque estão tristes, comem porque estão felizes. E será que precisamos estar sempre a comer ou a pensar em comida ou é apenas um desafio de uma das maiores industrias do Mundo?…a Alimentar para nos encher de ilusões?

Mudar o nosso estado de emocional é mudar a nossa relação com a comida. Amar o nosso corpo antes de amar aquilo que ingerimos.

E atenção não estou aqui a falar de dietas, de sacrifícios, de “veganismo”. Estou apenas a recomendar que aprendam a ouvir o vosso corpo, a vossa mente, as vossas necessidades. Reaprendam a roda alimentar, mas de forma mais verde, mais natural e com muitas dicas dos nossos antepassados e até de outras culturas.

Mudei muita coisa nestas ultimas 2 semanas, foi apenas mudar a minha lista de compras, os alimentos que escolhia, os ingredientes e até novas receitas, o que pode ser bastante divertido. Sem fazer sacrifícios e sem necessidade de cortar outras coisas que eu gosto e que me dão prazer. até porque de vez enquanto não faz mal uma batata frita 🙂

Façam um favor a vocês mesmos e escolhem Mais Vida – MorLife Project

Beijinhos

Sofia

Já agora: limão, pepino, folhas verdes, coentros, quinoa, arroz integral, pimenta caiena, foram algumas das compras que passei a incluir na minha lista

 

 

 

Mudar para o Biológico

Dizem que somos aquilo que comemos e começo a ter certeza que sim.

De há 2 mêses para cá que optei por mudar e após ouvir várias pessoas a testemunhos comecei a minha caminhada pelo mundo biológico.

Todas as 6ªs feiras recebo o meu cabaz vindo directamente da Quinta da Pedra Branca. Um saco cheio de vitaminas, fruta, legumes, especiarias tudo vindo directamente da Terra…e às vezes ainda trás uns caracóis que são soltos na natureza.

Sem aditivos, sem corantes e nem conservantes o mais rico que podemos ter da nossa mesa, nos nossos pratos, receitas, sobremesas, dia-a-dia.

Sinto-me mais saudável, com melhor pele, mais resistente e o próximo passo será comprar as carnes brancas biológicas, assim como os ovos, porque não deve haver coisa coisa que faça pior do que um frango cheio de hormonas (coitadinhos :()

Se entrarem no site da Quinta da Pedra Branca.pt para além de poderem encomendar o vosso cabaz consoante as vossas necessidades, podem encontrar milhares de receitas deliciosas com os ingredientes da semana. Eu estou desejosa de experimentar a maior parte delas, pois vai abrir um leque de possibilidades na minha gastronomia.

Bem melhor que eu falar é vocês mesmo experimentarem

Beijinhos

Sofia

cof
cof

Enroladinhos de Espargos Verdes

Em tempos vi um video com uma receita que me deixou maravilhada.

Na altura não consegui fazê-la e acabei por perder o video e nunca mais o voltei a ver, nem encontrar.

Dependente da minha memoria e de uma vontade descontrolada de comer o  que tinha visto, ontem enchi-me de coragem e comecei.

Ingredientes:

  • Espargos Verdes (adoro os do Lidl)
  • Massa Folhada
  • Queijo Flamengo ( ou outro, depende do vosso gosto, mas o fatiado ajuda)
  • Bacon fatiado
  • 1 gema

Lavar muito bem os espargos verdes e retirar a base do talo pois é a zona mais amarga. Quem quiser que grelhe os espargos antes em sal. Eu não o fiz porque achei que o bacon ja iria dar esse sabor

Enrolar cada espargo com 1 fatia de queijo flamengo e depois com 1 fatia de bacon

Desenrolar a massa folhada e cortar tiras finas e enrolar género Lolipop esticando até um bocadinho para chegar 1 tira por espargo.

Colocar os espargos num pirex e pincelar com a gema de ovo.

Ir ao forno até a massa estar cozinhada e o bacon tostado e o queijo derretido….ok estou a salivar só de me lembrar da delicia que isto é.

Boas receitas e em breve faço o video, quando dominar melhor a técnica

Beijinhos

Sofia

 

Água, já Bebo Água!!!!

Como sabem, alguns de vocês no ano passado, em Agosto, mais precisamente, 1 mês antes de deixar de fumar, deixei de beber 1,5 litro de Coca-cola por dia.

Exacto, foi uma luta muito complicada pois eu era completamente viciada, ao ponto de comprar para ter sempre no escritório e se não tivesse começava literalmente a ressacar e a subir paredes.

Para quem não sabe não é só a coca a única droga branca, existe também o sal (coisa que também adoro), a farinha e o açúcar. Todas elas causam dependência e péssimos hábitos.

Água existia na minha vida, para lavar a loiça, tomar banho, dar mergulhos na praia e costumava brincar que bebia água sim, quando lavava os dentes “acaba sempre por cair uma gotinha”. Na realidade odiava beber água. Lá havia uns dias em que tinha um bocadinho de sede e deitava a baixo sem piedade uma garrafita de 0,55 e achava que estava muito mais saudável.

Mas apesar de ter deixado de beber o exagero que deixei de beber de coca-cola por dia e permitir-me a beber em jantares, saídas à noite, eventos, etc, mas apenas 1 copo a vontade de beber água não veio logo. Aliás posso dizer-vos que durante o ano de recuperação eu praticamente não bebi água. Arranjava uns chás, uns sumos, inventava umas águas com sabores e pouco mais, mas sempre em quantidades iguais a 1 copo.

Na minha viagem aos Açores tive no 1º dia um ataque de pânico. Um dos efeitos secundários é ficar sem saliva, secar a boca e eventualmente deixar de engolir…o que me deixa muito muito atrapalhada e com apneias, enfim o horror e uso líquidos para manter os fluidos da boca e facilitar tudo o resto e evitar o pior. Naquele dia de noite, perdida no meio do nada, sem rede, sem ver pessoas, casas, vacas e sem entender onde estava debaixo de chuva, nevoeiro e todos os maus pensamentos de uma cabeça em pânico, eu não tinha água….nem 1 gota. Para quem ainda tem dúvidas, eu sobrevivi :D.

No dia seguinte decidi comprar uma garrafa de 1,5L e prometi-me beber essa quantia todos os dias da minha estadia e manter-me sempre hidratada. Assim o fiz. Todos os dias comprava uma garrafa e de noite terminava-a de beber. É claro que as idas à casa de banho aumentaram ao ponto de ser quase de 5 em 5 min. O que nos vale é que todos os miradouros de S. Miguel estão equipados de uma vista deslumbrante e de um WC.

Quando cheguei a Lisboa decidi, mesmo achando que a água me engorda LOL…ou incha para os especialistas a manter o mesmo ritmo de consumo de água.

E assim tem sido, de há 2 meses para cá 1,5 L de água por dia. Com isto, não só passei a conhecer todas as casas de banho publicas do País e até experimentei os “buracos” chiques na auto-estrada a caminho de Lamego, eu e mais alguns camionistas; mas a minha pele está linda e maravilhosa, mais hidratada. Eu passei a suar no ginásio e passei a ter sede e necessidade de beber água.

Por isso confirmo quase a terminar este longo texto que Água é Vida e que eu estou a gostar de Viver!!!

Nota importante, só gosto de água se beber de uma garrafa, por um copo já me sabe mal. Eu nunca disse que era normal 😀

Bebam água e muita

Beijinhos

Sofia

PS. Usem a água com moderação e valorizem a sua utilização no vosso dia-a-dia. A água está em vias de extinção e quanto mais pouparmos, mais ela dura e a mais pessoas ela pode chegar

Pouring water from bottle into glass on blue background
Pouring water from bottle into glass on blue background

 

O que comer nas Férias

Ir de férias coloca-se a questão de onde comer e o que comer.

No meu caso fui de férias para um destino, que não fica longe de Lisboa, mas mais isolado da civilização e a ultima coisa que queria era sair dali, apanhar em carros e andar de um lado para o outro…enfim. Queria paz e sossego. –

Optei por levar muita comida, fruta, sumos e snacks para estar entretida caso a fome chegasse. Mas o importante era manter a minha alimentação saudável, hidratada (por causa do calor), rica em nutrientes, vitaminas e vegetais.

Cozinhei, todos os dias com amor, dedicação, carinho como se fosse para uma família inteira. Foram saladas, grelhados, cozidos, e águas amoralizadas, etc:

  • Melancia do Lidl plantada por mim, a acompanhar a salada e para fazer sumos naturais.
  • Rolinhos de salmão fumado com queijo creme light e cebolinho
  • Água aromatizada com limão, limão, manjericão e mel
  • Sumo de Romã e camomila – Pleno
  • Novas gelatinas com iogurte da Mimosa – sabor framboesa (juntar cereais, granola e mirtilos)

Beijinhos e Bom apetite

Sofia

Teste de Intolerância Alimentar

Já tinha ouvido falar do teste da Intolerância Alimentar, mas nunca tinha feito e aproveitei o meu Cartão Medicare Club para ir a uma Consulta nas Clínicas em Forma em Telheiras.

Começo já por explicar que isto não tem a ver com testes de alergias. É um teste que mede como o nosso organismo e como ele reage a determinados alimentos, condimentos, bebidas etc. Nunca vos aconteceu ter azia, má hálito, gazes, dores abdominais, cólicas, diarreias, dores de estomago, vómitos?! Pode ser que sejam intolerantes a algo na vossa alimentação e como todas as infecções o corpo manifesta-se ou tentar expelir

Através de uns choques (que não se sentem), mede-se a frequencia e ligado a um computador é nos dado os resultados.

No meu teste achei que iria ser bem pior do que foi, porque faço azia facilmente e sofro de crises horríveis de dores de estômago, mas descobri umas intolerâncias que me deixaram muito triste porque eventualmente não vou poder consumi-los da forma habitual como fazia.

O que devo evitar na minha alimentação: Bacalhau, dourada e pescada :(, pimenta, espinafres e soja :(, carne vermelha :(, nectarinas, chá de camomila, iogurte magro, massas italianas, Buaaaaaa etc.

Quando ao Gluten como disse o Dr. Soares Neto é de evitar, porque de bem não faz a ninguém.

O milho também me foi recomendado a tirar da minha alimentação, porque não faz bem a ninguem.

Beijinhos e pensem em fazer o vosso teste. Hoje começo a retirar e a evitar alguns destes alimentos

Beijinhos e boas comidas

Sofia