icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Diário de uma Franja

Ora faz precisamente 2 semanas que aventurei-me numa mudança radical de cabelo. Fiz franja e alisei o cabelo e acho que chegou altura de partilhar convosco as minhas rotinas e sentimentos sobre esta drástica mudança.

1º Dia….Dia do Corte

Nervos e mais nervos, mas muito segura que tinha chegado a hora de mudar. À medida que avançávamos no processo tinha espasmos bipolares sobre o que sentia. Ora ria, ora ficava tensa, ora quase saia de lá a correr aos berros.

Mas decidi ser corajosa e manter-me fiel à minha determinação e nada me conseguia travar (por isso decidi não contar a minha mãe para ela não me dissuadir lol)

Quando tudo terminou foi como a coca-cola, primeiro estranha-se…

Eu estranhei e estranhei e continuei a estranhar. Talvez porque não tinha ficado rigorosamente igual à peruca inspiradora de todo o processo.

2º Dia 

Confiante, determinada e muito eufórica. Acordei e corri para o 1º espelho que encontrei e tive um ataque…a franja parecia que tinha apanhado um choque eléctrico…Gelei e pensei “F…Lixei isto tudo”. Mas penteie-me, acalmei e sai de casa. Mas continuava com a ideia de que a coisa não estava perfeita e foi então, que umas boas horas depois de me olhar a todos os segundos ao espelho, decidi passar com a chapinha e ficou lindoooooooo.

À hora de almoço ninguém diria que tinha tido aquele momento de tensão e arrependimento logo pela manhã. Era uma mulher de franja e cabelo esticada seguríssima de si.

3º Dia

O ângulo do meu rosto mudou. O meu pai diz que estou mais bolachuda e apesar de não concordar com ele, à sua frente, também sinto o mesmo no meu intimo. Já não conheço o rosto como conhecia e estou a aprender a ver-me de outra maneira, posições, caras, por isso as sefies já não ficam boas à centésima fotografia, mas sim na milésima primeira. Felizmente já não precisamos de rolos, só de apagar todas as fotos importantes que religiosamente guardava. o 1º banho da Maggie, as férias com as miudas, etc.

4ª Dia

Ok confesso que me sinto mais nova e jovial. Os piropos têm me ajudado a olhar para e mim e a gostar. O cabelo está lindo e sedoso do alisamento e brilhante, muito brilhante. A franja faz-mee dor de cabeça e imenso calor, então vai na volta coloco-a para o lado e suspiro um bocadinho de alivio. Estou ansiosa que cresça mais um bocadinho para fazer mais coisas dela.

5º Dia

Dia de natação….ai que nervos que vou molhar o cabelo pela 1ª vez. Na ultima aula pedi para ficar na piscina dos pequeninos a correr de touca na cabeça, enquanto os meus colegas nadavam. Mas agora era preciso lavar, até porque andar a mexer na franja constantemente deixa-a oleosa (felizmente o champo seco de carteira da Batiste tem-me salvo o penteado e ajudado a dar volume à franja). Adorei ver-me de cabelo apanhado e de franja, senti-me uma miúda. Lavar o cabelo foi tranquilo, secar foi rápido e imediato e ficou lisinho como antes. Alisamento mais que aprovado

6º Dia

Pergunto-me se algum dia vou voltar aos caracóis, ou se isto do alisamento se irá tornar um vicio para mim? A franja sei dentro de mim, que irá ser temporária, posso ter cara para ela, mas acho que não tenho perfil

7º Dia

Decidi deixar o cabelo secar ao natural e adoro as ondas e os jeitos com que ficou. Acho que para um estilo Verão Boémio fica tão giro um cabelo ondulado…ficaria perfeito se crescesse…mas ainda vai demorar tantooooooooooo.

8º Dia

Libertar-me desta pressão toda e simplesmente viver o dia-a-dia e logo se vê o dia de amanhã. Agora estou assim, quem sabe como vou estar daqui a uns tempos. Uma coisa é certa, é que a beleza não deve dominar a nossa existência. Há que aproveitar o que Deus nos deu e se ele nos deu Cabeleireiros e produtos há que fazer experiências (risos….fiz um trocadilho aqui, era para ter piada, espero ter conseguido). Sejam felizes com o que têm de natural ou como vos apetecer.

Beijinhos enormes e espero que se tenham divertido com o texto, quis dar um tom engraçado ao processo de mudança. Penso que muitas de vocês já passaram por isto e outras fazem da mudança uma coisa do dia-a-dia, mas eu fui sempre igual a vida toda e por isso ainda não absorvi tudo isto.

Sofia a franjinhas