icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

O Pedido de Desculpa

Já vos aconteceu falharem com os vossos amigos?

A mim aconteceu-me há pouco tempo. Uns amigos de coração, pediram-me ajuda para pintar a casa deles e por causa de um romance bobo, não cumpri com as minhas obrigações de trolha. Fui bater perna para a feira da ladra enquanto eles se enfrascavam em tintas, rolos e trinchas.

No final do dia passei para ver a casa, mas a vergonha foi mais forte que a curiosidade e acabei por deixa-los de cabeça baixa. Atenção que nunca falaram sobre o assunto, ou demonstraram decepção comigo. Acho que a verdadeira vergonha foi de mim para mim.

Há medida que o tempo passava ia sentido-me mais culpada e pesada. O medo de perder a amizade deles ou que se afastassem-se de mim apoderou-se da minha mente e da minha realidade. Era possível, era provavelmente, era o futuro.

Pesei em todas as balanças da minha consciência e todas apontavam para o mesmo resultado…Falha = Perda

Comecei a bolar um plano não só para os conquistar, mas principalmente para salvar a nossa relação.

Escrevi uma Carta anónima que lhes pedia desculpa, sem nunca revelar o assunto (da pintura da casa) ou quem era. Criei um email no gmail, dobrei, coloquei num envelope e no dia da festa em que levei o vestido de lantejoulas preto até aos pés, lembram-se?, fui até casa deles para colocar na caixa do correio (isto eram 3 da manhã). Imaginem a figura pela rua de vestido a brilhar às 3 da manhã…quando não é o meu espanto o prédio deles não tinha a caixa de correio por fora. Coloquei a carta por baixo da porta do prédio a ver se alguém lhes entregava.

Mas no dia seguinte fiquei a pensar, Eles são novos no prédio e se a carta desapareceu….então bora lá enviar um email com a mesma imagem e conteúdo. E assim o fiz. Durante 2 dias via e revia o email e nada, até que de repente recebo uma mensagem escrita a confirmar o jantar….mensagem pelo telemóvel porque a tótó aqui, no hábito de enviar emails assinou :(….Bua parte do plano mistério foi por água a baixo.

Não interessa, vamos lá por em prática ao resto. Marquei tudo com o restaurante – Tágide Wine & Tapas. Cheguei mais cedo e pedi-lhes ajuda a decorar a mesa. por cima de cada guardanapo estaria um rolo de pintar paredes e as entradas seriam servidas no prato de pintura.

Vocês não têm ideia do que foi. Eles amaram a ideia, a originalidade e até que eu tivesse falhado (e pediram-me para falhar mais vezes lol). Pedi desculpas pelo meu comportamento, pela minha falta de tempo e agradeci por todas as vezes que estiveram do meu lado e por não serem como eu.

Custou pedir desculpas, não vou mentir que sim, mas foi o melhor do que fiz e farei as vezes que forem precisas, principalmente para salvar as amizades puras. Os romances parvos…ohhh, já nem falo com a pessoa que me fez causar isto tudo (atenção a culpa é exclusivamente minha, ninguém me obrigou a nada).

Quanto ao jantar para além das excelentes recordações e das gargalhadas, das lágrimas dos abraços, das mensagens, dos mimos, dos presentes ficou na recordação as memoráveis tapas que degustamos e o vinho com mais de 20 anos que bebemos e o Porto com que finalizámos o jantar e a vista sobre Lisboa.

Beijinhos

A Dama Arrependida (private joke)