icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

A Bica é Linda até de Carro

Ontem depois da minha aula de dança, fui passar no jantar de uma grande amiga minha.

Estava toda gira e preparadíssima para estar numa festa gira, com gente gira num restaurante giro que infelizmente fica numa zona muito complicada de estacionar, mas que tem a vantagem de ter estacionamento de garagem. Pharmácia

O plano era perfeito, chegava tarde, mas a tempo de passar a meia noite com ela.

Chego a uma das entradas do Miradouro do Adamastor e o carro da frente comenta que o sistema da Emel (do pino) estava avariado. Nada funcionava, tocávamos e ninguém atendia, enfim. Liguei para os meus amigos e perguntei se no restaurante podiam fazer alguma coisa….e nada. Ao fim de uns 10 min. tivemos todos que tirar os carros, num chiado caótico de turista, bêbados, taxis nervosos…e foi o caos.

Decidi dar uma volta e tentar novamente entrar. Mais uma vez tinha um carro na minha frente que tentava que lhe abrissem o pino e nada. Em conversa a Senhora tentou-me explicar como chegar ao restaurante por um atalho. Lá voltámos às manobras e decido experimentar o dito caminho por ruas nunca antes circulas por mim. Resumindo decidi inventar.

Reparo pelo retrovisor que a dita senhora atrás de mim agora, virará numa rua à direita. Então fiz marcha atrás com toda a velocidade e faço o mesmo e começo a descer a pique.. Até que fico em cima dos carris do Elevador da Bica. Com toda a gente a olhar para mim, porque o meu carro não tem cara de eléctrico…Finjo que tenho tudo controlado e continuo a andar por ruas mínimas e sem carros (o que dá logo o frio na barriga em certas zonas de Lisboa).

Finalmente na esquina de um bar está um rapaz com cara de Português e pergunto “desculpe como saio daqui?” Com admiração ele pergunta….”como é que chegaste até aqui?!”. Junta-se à conversa um amigo dele muito divertido e começam a tentar ajudar-me com indicações no meio de risos e piadas.

De repente o rapaz diz:

– mas eu conheço-te!

– Conheces?!

– Sim jantámos juntos (entrei em pânico, teria sido tão mau que não me lembrava dele, em momento algum), No ano passado com um grupo no sushi com os amigos.

– AHHHHH (disse eu que me lembrava apenas do jantar e dos meus amigos)

Entretanto o amigo, muito divertido nem queria acreditar na coincidência e disse:

– Já que vocês se conhecem, podias dar-nos boleia até a um ATM e nós ajudamos-te a sair daqui

Uns segundos depois estávamos os 3 dentro do carro a rir, enquanto subíamos de carro, feito elevador, os carris da Bica.

Todos olhavam, mas nós tínhamos a situação toda controlada…até fazermos a curva e respirarmos de alivio…Ufa…lá nos safámos lol.

Os meninos foram deixados em bom Porto e eu fui para casa divertida com o acontecimento.

Fica a foto para a posteridade de uma noite, em que uma avaria levou a uma infracção, que por sua vez

levou para uns momentos divertidos.

Beijinhos

Sofia