icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Quais os teus Sonhos?

Sempre fui uma miúda muito activa, Desde criança que ficar na cama não era coisa para mim (coisa que infelizmente veio a mudar, desde que tive a depressão).

Era a 1ª a acordar e começava logo a pintar, ou a brincar, ou fazer coisas da escola. O que eu gostava estava sempre associado ao acto de criar e inventar coisas novas.

As 15 tinha um negócio de pintura que correu muito bem. E para criança ganhei muito dinheiro a pintar roupa, sapatos, paredes, quadros, etc. E era 2 coisas que adorava fazer trabalhar e ganhar dinheiro.

Mas havia outros mundos que me seduziam, como o desporto, a aventura, a música e a dança. Fiz tudo o que possam imaginar. Montei a cavalo durante anos até cair e a passar a ter pânico de montar, joguei de ténis, fiz vela, andebol, futebol, volei, basket, atirei pesos, patins, natação, corri, remei, sky de água, fiz aeróbica e bimpa 1 meses depois tive uma ruptura de ligamentos e o meu sonho de dançar ficou por aqui e tive que parar durante anos tudo o que estivesse relacionado com o desporto….achava eu.

Toquei guitarra clássica, apesar de ter começado em criança com o piano. Toquei em bares, com amigos, na praia e para a família e cantei tudo e brilhei com o meu famoso “Pearls a Singer”, mas aos 20 e poucos tive que parar porque a rouquidão e afonia estavam apoderar-se de mim e o passo seguinte era operar as cordas vocais….achava eu que o meu sonho de cantar tinha terminado aqui…

Os meus sonhos foram interrompidos por muitos médicos que me disseram “vais ter que parar” a partir de agora já não podes fazer….

Mas a vontade de me mexer sempre foi mais forte do que eu. Há quem diga que sou hiperactiva, acho que o que gosto mesmo é de Viver. Não sei se faz parte do meu signo, mas aproveitar tudo ao máximo é o meu lema. O que para uns é um luxo, como estar sem fazer nada, para mim é uma perda de tempo. Sabe bem, mas fez-se alguma coisa?!

Nunca fui de cruzar os braços e considero-me uma lutadora e resistente. Felizmente sou muito saudável apesar de todos os probleminhas que me tentam limitar e travar, mas até dar eu vou.

Depois da ruptura de ligamentos decidi parar como o médico mandou e no final de 6 anos completamente desligada do desporto comecei a desesperar e pensei alguma coisa posso fazer. Inscrevi-me no ginásio, fiz ioga e tudo e mais alguma coisa. Foi aqui que aprendi a ouvir o meu corpo, quando doí ou arde para e descansa e depois retomas.

Quando deixei de falar porque as cordas vocais já não aguentavam, liguei para o médico e com a voz rouca e inexistente que já me era habitual perguntei “Posso tentar ter aulas de canto?”! E o médico deixou e depois de 2 anos e muitas mudanças de timbre e voz, coisa que só acontece aos rapazes, comecei a perder o habito de estar rouca, aos poucos entendi como funciona a respiração e que as virgulas existem não só na escrita mas também quando falamos e há que relaxar os ombros e colocar a voz e já agora também saber ouvir. Raramente estou rouca e cantei 10 anos intensos de Gospel.

O sonho de dançar aconteceu aos 30 e até hoje sem parar e não quero deixar nunca até ao fim. Fiz tudo e todos os estilos que possam imaginar. Uns melhores outros piores, outros até parecia comédia, mas amei todos os momentos.

Partilho isto convosco para vos incentivar a não travarem os vossos sonhos e desejos. Em tantos comentários leio, também gostaria, mas…… Mas Nada, façam!!! Vão experimentem, ultrapassem as vossas barreiras e limitações. Tenham vergonha é de não ter feito e não de ter. Vivam e digam eu tentei, eu fiz, eu consegui. Mudem a história o fado e sintam-se vitoriosos por aqui que ultrapassaram mesmo que seja um pequenino medo transformem-no numa enorme vitória!!!

Tudo isso se irá reflectir na vossa vida e nas vossas ambições.

Façam a lista dos “Must Do”. A minha está sempre activa e a reciclar-se. Este ano, foi, fazer MuayThai, viajar sozinha e pretendo voltar a estudar Francês e a tocar piano e tantas mais outras coisas que ainda estão por fazer. Umas serão passageiras e ficarão como a experiências outras será para o resto da vida!!!!

Beijinhos e sejam felizes

Sofia