icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Não confirmo nem desminto

Se estou apaixonada não confirmo nem desminto, se tenho alguém também não, mas posso garantir que gostar de outra pessoa é bom e se formos correspondidos é ainda mais melhor. Nos tempos que correm 2 pessoas que se complementam, que se fazem felizes, que se entendem por muitas diferenças que tenham, é raro e especial. Se acrescentarmos o respeito um pelo o outro,  a admiração, a partilha, o prazer, a amizade o companheirismo estamos a falar de 2 pessoas com muita sorte por se terem cruzado no caminho uma da outra. “it takes two to tango”, actualizando à minha realidade “it takes two to Kizomba” :).

Mesmo sabendo que amar nos dias de hoje é difícil e com a mesma segurança que se diz “Eu Amo-te” trai-se com outras pessoas. Ainda tem que existir a vontade e força de respeitar quem nos faz feliz.

Talvez por ter sido uma pessoa traída e viver com este lindo karma que me deixaram de herança, que acredito que toda a gente um dia me vai enganar e que me mente e que é impossível que gostem de mim, como outras pessoas têm a sorte de serem amadas. Nunca perdi a esperança de viver uma linda história de amor e achar lá no fundo, no fundinho que um dia isso será possível e que todas as minhas inseguranças vão desaparecer porque não têm qualquer motivo de existir.

Por agora fica aqui a dúvida se realmente chegou o momento de ser feliz ao lado de outra pessoa, mas isso não confirmo, nem desminto até porque nem eu sei o que o futuro me reserva.

Beijinhos com certezas absolutas 🙂

Sofia