icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Cá te Espero!!

Sou Sofia Novais de Paula, nascida em Novembro de 74, filha de Boa Colheita e escorpião até não poder mais.

Dizem que sou ruim, mas sou normal, sou humana como todos vocês. Por isso há dias que erro, há dias que acerto, há dias que vivo intensamente e há dias que quero morrer. Sou intensa em tudo o que faço e entro de peito aberto para tudo. Se disser que sim vou até ao fim e vou dar  meu melhor e não vou descansar enquanto não for um sucesso. Se disser que não, que é raro, é mesmo para ser Não.

Não sou vingativa, nem penso só em sexo como todos afirmam quando descobrem o meu signo. Sou competitiva e por isso quando me fazem mal, gosto de saber que estou melhor. Não é a minha melhor característica, mas não mato ninguém com uma ferroada e sou inofensiva, deixo que o destino se encarregue de ajustar contas. Quando ao resto, só alguns terão ou tiveram a sorte de confirmar.

Tenho como estado civil “Ser Feliz”, mas vivo sempre com um buraco no peito. Nasci para amar e ser amada e durante quase toda a minha vida as minhas histórias de amor tiveram tudo menos finais felizes. Alias olhando bem para trás, deviam todas ter terminado no 1º paragrafo “Era Uma Vez”. Mas havia uma enorme necessidade em mim de ter alguém e por isso aceitava quem fosse, independentemente de me fazerem feliz ou não. E não fui feliz e tantas e tantas vezes que até perdi a conta. Cheguei ao Ponto de ser miserável, ser ridícula e de implorar por amor,

Estranho pois o que devia ser simples e natural é simplesmente a nossa base para tudo. Agarramo-nos ao facto de termos que ter alguém para toda a nossa existência fazer sentido. Estou a falar de homens e mulheres, nisso somos todos iguais.

Estou quase a fazer 5 anos de solteira, com alguns dissabores à mistura, como seria de prever, mas com muita história cómica por contar e por muitas coisas engraçadas pelo caminho e imensa aprendizagem. Então neste ultimo ano foi quando se deu a luz. Os meus príncipes viraram sapos, os meus cavaleiros cobardes, os meus românticos mentirosos, os meus sonhadores em pesadelo. Não é uma questão de sorte, mas uma questão de atracão. Continuava, definitivamente, a haver algo errado em mim: Carência, Insegurança, Medo e falta de amor próprio.

No Verão de 2015 decidi tirar tudo o que era tóxico da minha vida incluindo os homens. Fiz uma limpeza nos contactos, nas saídas e nas “amizades”. Acabei sozinha mas bem, tranquila e sem a paranóia de que “vou acabar sozinha”. Aprendi que para ser feliz não dependo de ninguém, mas apenas de mim e que a outra pessoa apenas irá preencher o que falta. Sou Exigente, sou Prática, sou Assertiva, sou Directa, sou Negociadora, sou Meiga, sou Dedicada, sou Intuitiva, sou Fiel, sou Coerente, sou Humana e sou Mulher e garanto-vos que sou muito Mulher!!!

Ficou-se no verbo mais que passado quem me tratou mal, quem não me honrou, quem teve vergonha de mim, quem me quis mudar, quem me ofendeu, que me magoou, quem me explorou, quem me humilhou, quem não me deu valor, quem me maltratou. Vivo um presente, cheio de vida, cheia de magia, de risos e felicidade, não vou nunca perder isso pelo amor de ninguém.

Sei que chegou o momento em que finalmente o querer se pode transformar em poder e que me sinto preparada para que uma pessoa muito especial entre na minha vida e que ambos nos entreguemos de alma e corpo. Basta dar tempo ao tempo para que ele organize os astros, os planetas, os anjos, as energias, os guias, os cupidos, os Deuses, e o nosso timming. Até lá irei continuar a regar o meu jardim e ajudar que o buraco que existe no lugar do coração cada dia feche mais um bocadinho.

Beijinhos

Sofia