icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

The Closet!! Parte 1

O momento mais esperado deste Agosto é a revelação do meu Closet. Lol, Estou a brincar, mas sei que vocês estão muito curiosas de saber como ficou.! Mas para chegarmos até à revelação final, preciso contar a história que está por detrás para verem o Antes e Revelar o Depois:

No ano em que comprei a minha casinha, a minha avó faleceu, inesperadamente, no dia de anos do meu irmão. Apesar dos seus 94 anos, ninguém esperava tal coisa, porque era uma mulher completamente independente, que vivia sozinha no Porto, numa casa de 3 andares e fazia tudo: cozinhar, limpar, tratar do jardim, ir à feira, às compras, etc.

Tinha todas as suas capacidades perfeitas, como a cabeça, fala, audição, memória, etc. Ninguém a conhecia sem ser a correr de um lado para o outro, era um dos seus “passos”característicos. Adorava mimar-nos e receber-nos na sua casa, na sua cozinha e na sua vida. Era das mulheres mais vaidosas que conheci e tenho bem a quem sair. Sempre cheirosa, maquilhada e muito elegante e com uma força interior enorme.

Nas partilhas, foi permitido aos filhos e netos escolherem na sua casa, o que queriam ficar. Então para a minha casinha nova escolhi vários moveis, cadeiras, mesinhas e armários dos meus avós que iriam ser deitados ao lixo e eu decidi ficar com eles para me ajudar a dar vida à minha casa e a recordar-me da infância e de tantos momentos felizes que tive em casa deles.

E assim tenho vivido nos últimos anos cheia de recordações, porque cada móvel que fiquei tem um bocadinho da nossa história. Não me arrependo nada, e adoro o estilo artdeco de algumas das peças e acho que a minha casa tem imensa personalidade por causa disso.

Um dos armários que fiquei foi um guarda-fatos muito bonito, anos 50 que fazia de roupeiro no meu quarto de vestir. Mas há medida que eu fui crescendo em tralha o espaço foi ficando reduzido. Para além disso sonhava em ter um quarto de vestir branquinho para contrastar com o rosa da parede (pintado sozinha por mim há 5 anos atrás) e os pormenores prata e brilhantes.

Nos últimos tempos confesso que comecei a ficar claustrofóbica e a precisar de espaço e de arrumar e deitar coisas fora e colocar outras de parte. Não estava a conseguir organizar-me e sentia-me cansada e sem ar entre tanta coisa. Porque o meu problema, não é o comprar muito, é o não conseguir desfazer-me do antigo. Acho que vai fazer-me falta, ou vou precisar, etc.

Mas como não queria desfazer-me do móvel da minha Avó e não sabia onde o encaixar na minha casa, ia adiando essa decisão, até ao dia em que a Filipa Monteiro – Interior com Alma foi a minha casa tirar as medidas para mudarmos a casa de banho e entrou no meu quarto de vestir, olhou à volta e disse….”esquece Sofia a casa de banho, o teu problema está aqui”. Temos que resolve-lo antes de fazer a casa de banho”.

Nestes últimos meses tenho estado a poupar, a estudar alternativas, a ver os projectos que a Filipa vai construindo à minha medida. Até que….sem pensar muito marcamos uma data e não quis saber…..não voltei atrás e disse “AGORA É QUE É”.

Beijinhos

Sofia