icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Rotinas

Quando comecei a ver vídeos motivacionais no Youtube de empreendedores, coachs, ateletas, actores, etc, todos recomendavam uma coisa “A ter Rotinas.”

Rotinas era coisa que tinha perdido há muitos anos. Desde dos tempos da depressão, acordar para mim era um problema grave, deitar-me cedo também, até que 99% das noites acabava por adormecer no sofá, já para nem falar das refeições que deixaram de ter hora marcada, já para nem falar das coisas que comia. Comia quando me apetecia e se fosse preciso jantava pipocas ou tremoços.

Este tema começou-me a preocupar, pois apercebi-me que seria uma mudança enorme a fazer na minha vida e até que ponto a minha mente estaria disposta a ajudar-me.

Vivi como uma hippie boêmia por mais de 15 anos e como um vicio eu teria que parar e começar tudo de novo. Tão cansativo e muito duro.

É claro que tudo o que se quer consegue-se o problema é saber esperar e encontrar um novo ritmo para a nossa vida.

Felizmente não sou mulher para desistir a coisa até pode demorar 1000 anos, mas um dia eu chego lá.

Um dos vídeos que vi e que mais marcou, era uma palestra com um almirante da Marinha que começava por dizer: “Comecem o vosso dia a fazer a vossa cama”. What? porque raio aquilo era tão importante?!

Mas é, muito importante.

Deixei de fazer a cama há muitos anos. De uma cama linda, de colcha amarela e com 1000 almofadas maravilhosas, passei a apenas a ter um edredon que ficava da forma como eu acordava. De noite chegava ao quarto e deitava-me…..Era uma rotina triste e pesada que tinha num quarto sem ligação emocional e sem compromisso para nada. Ali, eu apenas descansava como uma missão e não por amor a mim. Os meus sonhos não passavam de obsessões e de andar às voltas e voltas até descobrir o milagre de um dia acordar e ser feliz.

Lembrava-me no fundo da minha visão, como era acordar com vontade de viver. Cheia de energia, força ee determinação. Quantos anos se passaram desde o ultimo dia que isso aconteceu?! Uns 15, mas em mim foram milhares.

Bem então depois do video do Almirante eu comecei a fazer a cama todos os dias, E não é que ele tinha razão. Entrar num quarto arrumado e limpo e dedicado, faz sentir-nos em paz. E o meu quarto hoje e feito de paz, por aquilo que sinto por mim, pela minha vida e pelos pormenores que me rodeiam.

Então façam a vossa cama todos os dias. Começa aqui a Rotina nº1!

Aos poucos e à medida que os dias vão passando, outras coisas vão mudando assim como as vontades e as necessidades. Já não quero só a cama feita, quero acordar, olhar no espelho, sentir-me fantástica, linda, maravilhosa, cheia de garra e que os sonhos que ando ter comecem a acontecer.

Foi preciso mudar o corpo!!! Mas como arranjar vontade de acordar e treinar, ou terminar um dia de trabalho e andar 20 minutos de carro para ir ao ginásio?

Tive que encontrar um compromisso comigo. Ou vais a um sitio, ou fazes em casa. Ou treinas de manhã, ou treinas de noite. Se queres ter um corpo fit, não de basta sonhar e esperar acordar com um corpo de Vitoria’s Secret, vais ter que suar, vais ter que malhar, vais ter que descobrir uma forma de o fazer…caso contrário, vais continuar a olhar-te no espelho e a não gostar do que vês. Ou mudas ou aceitas.

Rotina nº 2 treinar todos os dias.

Encontrei uma pagina no youtube que adoro e mediante o tempo que tenho, ou o que me apetece fazer, escolho o treino. Às vezes só faço 100 agachamentos, ou estou 10 min dedicada a cardio, mas faço. Chama-se Roberta’s Gym

Pode não parecer muito, mas tem sido imenso para mim, e estou há quase 30 dias a fazer e sabem que mais, quando não faço sinto-me culpada e às vezes faço à 00h ou antes de me deitar.

E a rotina nº 3 é convencer-me que isto não é apenas uma missão de momento porque é Verão, é um compromisso para sempre, caso contrário o destino irá sobrepor-se à minha genética e a idade não perdoa e os músculos deixam de parecer músculos e as barriga aumenta e o rabo descai. E sabem sou a pior pessoa para mim mesma, quando não gosto de uma coisa em mim eu infernizo a minha cabeça.

Fui ao otorrino e ele sugeriu-me fazer um teste e mudar a minha alimentação. Quem sofre de alergias não deve comer determinados alimentos (leiam este artigo que escrevi sobre este tema). Azar o meu é que praticamente tudo o que gosto. A Rotina nº 4 tem sido a mais complicada, mas tem sido cumprida, não completamente a 100% porque se for jantar fora a coisa torna-se muito complicada, mas maioritariamente, em casa, larguei as latas de atum, espinafres, tomates, morangos, bananas, uvas, lacticínios, alfarroba, pão fermentado (posso comer pão indiano e estou a amar torrado na torradeira)

Aos poucos e nestas semanas que têm passado, a coisa tem se mantido, pareço uma pessoa normal e cheia de hábitos saudáveis e de vida.

O incrível é que me sinto muito bem comigo. A minha memória está mais activa, tenho mais energia, mais gosto para trabalhar e tenho mais tempo livre para mim.

Passo muito menos tempo, ou quase nenhum a lamentar-me pelo que não tenho, porque sinto uma luz enorme cá dentro, como se tivesse uma certeza que finalmente as coisas irão acontecer e que muito provavelmente entrei numa nova fase da minha vida que espero que se mantenha por muitos anos.

Para além de tudo, voltei a ser uma morning person (calma…em relação às horas que acordava, ainda não acordo às 7 da manhã, tudo a seu tempo) mas gosto de acordar cada vez mais cedo e aproveitar a manhã para cuidar de mim e da casa e ter mais momentos para estar com os meus cães.

Espero ajudar-vos a encontrar o vosso rumo e a vossa missão.

Beijinhos enormes e força nessa mudança que parece tão insignificante e é gigante.

Sofia