icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

O Mal de Querer Agradar a Todos

Nasci com um mal horrível que não desejo a ninguém, chamado de síndrome de querer agradar a todos!

Pode parecer uma realidade muito romântica, mas infelizmente é o principio da nossa destruição.

Achar que os outros vão gostar mais de nós pela vossa serventia é um erro, um engano crasso.

As pessoas aproveitam-se dessas acções e dessa vulnerabilidade. Elas não se tornam mais boazinhas, mas sim bem mais mazinhas e egoístas. Vão ficar mais exigentes e começar a dar ordens e mais cedo ou mais tarde, vais passar a fazer tudo o que elas querem.

A serventia gratuita  enche os egos dos outros, como uma bomba de oxigénio e fá-las crescer e voar como se estivessem cheia de hélio. Infelizmente quem fica cá em baixo somos nós a ver os outros darem-nos com os pés e a gozarem como Reis graças às nossas bonitas acções.

Para além disso se acham que alguém vos irá valorizar mais por isso estão super enganados, provavelmente irão ser esquecidos na parte dos agradecimentos, das validações, dos prémios, dos bónus, das festas da cabeça e nem com uma palmadinha no rabo se safam.

Atenção, não confundir esta características com lambe egos. Os  1ºs são pessoas inseguras e precisam da validação de quem admiram ou querem conquistar, os 2ºs podem ser até aproveitadores, manipuladores, pessoas má intencionadas com o intuito de ganharem alguma coisa.

Os que querem agradar, querem fazer parte, querem ser amados, querem a validação. Precisam de agradar, precisam de conforto, precisam de amor e de um agradecimento. Infelizmente não iram ter nada disso, porque ninguém que se faz de tapete é admirado, apenas serve para ser passado por cima e os outros limparem os pés.

Vocês só terão o que pretendem no dia em que deixarem de ser assim e começarem a se respeitar mais. O primeiro amor da vida tem que ser aquele que temos por nós mesmos depois vem o amor dos outros.

Para agradar os outros, vais mudando a tua maneira de ser, vais-te tornando outra pessoa também. Espero que não seja tarde demais quando chegares à conclusão que já não sabes quem és.

Agora toca a deixar a deixar essa serventia desmedida e comecem a tratar da vossa auto-estima e amor próprio

Beijinhos e sejam muito felizes

Sofia