icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

A Bipolaridade do Corpo

Hoje estava a ver uma foto muito sincera de uma seguidora que mostrava o seu esforço há 2 anos atrás quando decidiu emagrecer, a sua foto de hoje depois de ter engordado novamente alguns quilos. Pelo que percebi deixou de treinar durante uns tempos e o corpo lá voltou ao que era.

Realmente é duro e muito ingrato esta bipolaridade do corpo. Já para nem falar desta tralha das hormonas e das complicações que a cabeça inventa e as vezes que ela nos destrói em vez de ajudar.

Vejo por mim, desde que o meu peso passou a mandar em mim e a definir quem realmente sou. Sou uma fraca que deixou de puder contar com a genética e passou a ter que mudar tudo o que era hábitos e gostos e prazeres para tentar não ganhar quilos atrás de quilos.

Fiz uma dieta aos 12 anos por ordem do médico. Ele dizia que se não emagrecesse nessa altura iria sempre ter tendência para engordar (*). Ele tinha razão. consegui ser elegante até aos meus 40 anos, o que ele não estava a prever é que a minha cabeça iria pregar-me inúmeras partidas emocionais. Ora estou triste, ora estou feliz. ora estou a comer como se não houvesse amanhã, ora estou arrependida e a pensar “o que raio fiz eu!”.

Infelizmente basta uma pequena instabilidade, um tremelique, uma brisa para abanar o sistema de uma mulher. Para ela ter uma necessidade tola de se punir, maltratar e depois viver de arrependimento.

Quantas de vos não passam horas a pensar nas dietas que vão fazer e de como vai ser o método mais rápido de perderem peso até serem pessoas elegante e de como isso vai mudar a vossa vida para melhor.

Não sei dizer se melhora ou não, mas acredito que não passa tudo por  perder “o peso”, mas pela boa relação que passam a ter com corpo e confiança que ganham para tudo o resto. A aceitação é o primeiro passo para a felicidade, seja com o peso certo ou com uns quilos a mais.

Mas chega o dia em que decides fazer uma dieta, provar a ti que consegues e que és mais forte que as tuas carências e inseguranças e que te apercebes que ter uma vida saudável não é assim tão impossivel e pode ser o principio de muita coisa boa. A única questão é que se essas mudanças não forem para sempre, mais cedo ou mais tarde, quando voltares a cometer alguns pecados estás a um bolo de voltar ao que eras, porque o corpo não esquece tão facilmente o passado.

Nestes últimos 3 anos tentei de tudo e fiz muita coisa (tudo super saudável, não tomo nada) e consegui finalmente este verão ao incluir treinos diários, perder uns 3 ou 4 quilos, até ao dia em que comecei a sentir falta dos doces, das batatas fritas, dos chocolates, do pão cheio de manteiga e a pensar para mim é só mais um, é só mais hoje e tem sido um descontrolo.

Continuo a treinar diariamente e tem-me ajudado a manter a forma, a tonificar e até a queimar algum excesso, mas já volto a sentir a roupa mais apertada, a cara mais redonda, o meu corpo mais pesado e a minha consciência mais insegura e com vontade de comer ainda mais.

Já lá vai o tempo em que almoçava uma sopita e ficava cheia lol agora isso só acontece depois de ter comido um cozido à Portuguesa lol.

Quero que pensem neste texto porque para quem tem tendência para engordar fazer 1 dieta única só irá resultar nos primeiros tempos até vocês voltarem aos maus hábitos.

Beijinhos enormes e não deixem que os outros ou as redes sociais definam a vossa felicidade

Sofia

(*) acho que nunca agradeci à minha mãe a força de vontade dela de me ter ajudado nessa dieta. Eu era uma miúda, sabia lá dizer que não aos doces e foi preciso um braço de ferro para me impedir de comer até rebentar. Bastou 1 mês para perder 5 quilos e enjoar de comida quase por 20 anos. Vejo imensas crianças demasiado peso para a idade delas e tamanho, penso com tristeza será que algum dia vão deixar de ser assim? será que a vida delas será uma luta constate com o corpo a sonharem ser diferente.

Não acho que todas as pessoas a cima do peso são infelizes, mas acredito que quem se aceita com uns quilos a mais e gosta do ser corpo assim, é uma minoria que Graças a Deus é muito bem resolvida.