icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

7 Rotinas que Podem Matar o Seu Animal

Olá meus queridos,

Hoje escrevo-vos sobre um tema muito importante e sensível que são os nossos animais e os riscos que correm nas nossas rotinas.

Infelizmente algumas das situações que irei partilhar como alerta, são muito comuns e normais que aconteçam por causa de distracções, porque não a vemos como perigosas até acontecerem.

Há dias que não são dias e infelizmente um cão, mesmo os mais treinados um dia pode fazer algo que coloque a sua vida em risco:

  1. Plantas em casa – Sabia que muitas plantas são venenosas para os nossos amigos principalmente para os Gatos?! Muito cuidado com elas, podem ser muito bonitas e alegrar a casa, mas podem ser mortais
  2. Medicamentos – Doi-lhe a cabeça e toma um ben-u-ron mas nem pense em dar o mesmo ao seu animal. Há medicamentos nossos que podem ser usados na medicina animal, mas outros que podem ser mortais, por isso falem sempre com o veterinário antes de medicarem o vosso cachorro ou gato.
  3. Elevadores. Até me arrepio só de pensar neles. A mim aconteceu-me 2 vezes com uma das minhas meninas felizmente ela era muito pesada e a coleira partiu-se antes de ela enforcar, mas cães pequenos é super comum, Os donos estão descansados, acha que o cão entrou e está seguro, tem a trela posta o cão decide sair, as portas fecham e pode ser o fim :(, O melhor mesmo é o cão andar sem trela no elevador ou então garantir sempre que ele não. Eu costumo baixar-me (porque tenho 4) e cair com as mãos nelas e garantir que não saem.
  4. Varandas – Tenho imenso medo delas e os cães e ainda mais medo delas e dos gatos. No outro dia passeava os meus cães e vi um gato debruçado numa varanda. Gritei até a dona vir a janela e disse “o seu gato está prestes a cair” “Ela não faz mal, ele não cai e se cair é baixinho”, ao que perguntei “e se ele cair e não morrer da queda, acha que ele vai dar a volta ao prédio e tocar na campainha para voltar a entrar em casa?”, ela ficou uns segundos em silencio e levou o gato da varanda. As pessoas não pensam nisso, uma vez um gato na rua, no mundo gigante, o que acham que ele vai fazer? Esconde-se, ou foge ou morre atropelado, ou é roubado. Eu sei que posso ser dramática, mas tudo isto pode acontecer e nunca mais voltar a ver o seu amiguinho. Eu nem os cães tenho deixado na varanda sobre a minha supervisão, basta uma distracção, um pássaro, um cheiro, uma curiosidade que saltam sem saber para onde vão. Muita atenção
  5. Cães no Carro – Para nem falar que a multa de um cão solto pode chegar aos 600€. Sabe que uma travagem transforma o seu cão numa bala que o pode magoar a si, como partir o vidro da frente e ser projectado a muitos metros? É super cute ter os cães soltos no carro, mas são uma ameaça enorme para si, para a sua condução e para eles. Se forem pequenos podem viajar dentro de uma transportadora, se forem maiores podem ir presos pelo cinto de segurança
  6. Cães soltos na rua e trelas extensivas – Eu nisto sou culpada porque adoro soltar os meus cães (menos a gloss) e deixa-los livres a passear em zonas que me parecem seguras. Infelizmente os parques próprios para cães não me dão segurança. São em zonas muito movimentadas e têm a sede demasiado baixa. Digo isso porque um dia levei a blush a um em Algés, a dinâmica dos carros assustou-a imenso e começou a saltar para ir embora (e tivemos que ir embora mesmo. Mas mesmo assim são melhores que nada. Embora tenha medo dos envenenamentos de pessoas horríveis que odeiam animais e escolhem as zonas mais frequentadas por eles para os matar.
  7. Frutinha e legumes pode ser bom, mas nem todas são indicadas para eles. Por isso se comerem uvas não partilhem com o vosso cão mesmo que ele peça muito. Não dêem ossos de frango que partem e podem rasgar alguma. Perguntem ao vosso veterinário quais as mais indicadas e as que não convém eles comerem

E pronto meus amigos é tudo, espero ter-vos ajudado e salvo os vossos melhorres amigos

Beijinhos e até breve

Sofia

 

Como Mudei toda a Minha Vida!!!!!

Ui tem sido uma viagem estes últimos 3 anos, mas sinto que finalmente estou a chegar onde sempre pretendi! Equilíbrio e estabilidade emocional, física e profissional.

Tudo começou num dia quente de Verão, em que um rapaz com que andava há 6 meses me humilhou depois de ter visto um video meu. Lembro-me de estar a chorar e de desligar o telefone e fazer um pacto comigo: Vou tirar todas as coisas tóxicas da minha vida!” Quando disse isso não tinha a menor ideia da viagem alucinante e desgastante que iria ter, mas neste momento digo-vos, valeu a pena tudo. Por muitos duros os momentos que passei, lembro-me apenas dos bons!!!!

1º Passo deixei de beber coca-cola no ritmo a que bebia. 1,5 L por dia. Assumi o compromisso de só beber socialmente (isto há 3 anos atrás). Primeiros tempos foi de loucos, o mau feitio com que fiquei, o stress, a ansiedade. Mas o tempo tudo cura. Há 1 ano deixei de beber definitivamente (podem ler este artigo sobre o tema) e custou-me apenas a habituar-me a agua nas refeições e agora é tudo super natura como a minha sede.

2º Passo – 1 mês depois de deixar de beber coca-cola deixei de fumar (podem ler o artigo sobre este tema aqui). Devia estar maluca, mas sinceramente nem pensei que perder 2 vícios ao mesmo tempo iria ser tão duro como foi.

Hoje entendo que me deixei sem boiá. (Ao ler sobre o tema que escrevi ontem (seretonina e dopamina). Ao largar os meus 2 vícios mais antigos e mais agarrados a mim vi-me à deriva de tudo. Fiquei sem forças, energias, sem vontade própria para gostar de mim. Vi literalmente a minha auto-estima a descer ribanceira a baixo e eu sentada na beira do precipício a pensar… e agora só falto eu.

Mas não cai, pelo menos de forma tão grave e definitiva. Agarrei-me com todas as forças às certezas que me trouxeram até aqui (hoje, sentada na minha secretária a escrever sobre este tema). Família, os meus Animais, amigos e ajudas que iam aparecendo pelo caminho. Tanta gente boa que me estendeu a mão que me quis dar uma esperança de tudo iria mudar.

E mudou, mas só mudou quando eu quis que mudasse até porque os milagres só acontecem aos outros.  A mudança tem que vir de dentro para fora para se tornar algo definitivo e duradouro. Esqueçam os comprimidos, as festas na cabeça, as palmadinhas no ombro. Juntem-se aqueles que saltam convosco, ou até que vos dar o empurrão nas costas para darem o passo que vos assusta.

A única coisa que me trama é ter tudo demorado tanto tempo. Parece que a minha vida é feita de momentos destes e que passo mais tempo a tentar reconstruir-me, apanhar cacos a colar-me a nadar para sobreviver do que a viver por si só. Mas cada um tem o seu tempo, as suas suas lutas, as suas feridas para lamber. As minhas parecem tolas e infantis, mas sangram imenso.

Depois de largar os vícios vieram os quilos a mais. “Estas mais gorda!”, “Andas a falhar o ginásio!”, já não bastava a minha cabeça, os meus espelhos e toda a roupa parecer que tinha encolhido 2 números, tinha o mundo a relembrar-me que já não estava nas medidas certas. Foi duro e ainda tem sido. Para muita gente 10 quilos pode não parecer muito mas para mim, uma mulher com 1,53 habituada a vestir o 32, 34 custou-me muito. Veio com isso a maior das inercias a vergonha de me ver ao espelho e a de estar com alguém. Sim faz 3 anos que nem beijo um homem :).

Quando fiz o meu curso para ser Coach abriu-se um novo mundo para mim. Os vídeos motivacionais, perdi a conta de quantos ouvi. Faziam tanto sentido. Enquanto Toni Robbins falava da sua vitoria na vida eu saboreava mais um bolo…e pensava é  isto que quero para mim…mas na realidade a minha vida continuava um caos. Deitava-me tarde, acordava tarde e atrasada para tudo, andava exausta, a vida com os cães era o horror, só xixis em casa e não consegui nem por nada encontrar estabilidade emocional para mudar tudo.

Um dia vi um video em que devemos começar o dia a fazer a Cama e é engraçado que um simples acto mudou tanto no ambiente lá de casa “saio de casa com a cama feita e por muito que o dia tenha sido mau, terei sempre uma cama feita e um quarto arrumado para me deitar”.

Este ultimo Agosto tive uma conversa séria comigo e disse “amiga vais ter que treinar, mesmo que não emagreças, continuas a ter músculo e o corpo definido”. Assim tem sido, inclui um treino simples matinal que dura cerca de 20 a 15 minutos. Raramente falha e ajuda-me imenso a começar o dia com melhor e maior disposição. Chama-se a isto ter um compromissos connosco mesmos.

Passei a levar os cães à rua mal acordasse (isto custou-me, não tinha esse chip gravado, mas tinha que ser). Agora acordo e visto-me ainda no escuro e levo logo à rua. Ainda lhes escapam uns xixis na cozinha, mas reduzi para mais de metade as vezes que fazem. Se não consegues que eles mudem junta-te a eles. Hoje adoro ter esta rotina, assim como todas as outras que passei a ter, sinto mesmo um onda de felicidade e de bem estar na minha casa.

Nos últimos 2 meses comecei a ir para a cama mais cedo e a deixar de dormir no sofá (durissima esta minha decisão, um mau habito que era vicio entrelaçado nas minhas veias), mas ando a conseguir. Como deito-me mais cedo passei a acordar 1 hora mais cedo (e a ideia é ainda acordar 1 hora mais cedo), então levo os cães à rua, chego a casa e leio um livro que faça sentido para o meu estado emocional, medito, tomo o pequeno-almoço, treino, arranjo-me e saio de casa super bem disposta!!!

Entretanto o meu peso continua a variar entre engordar e emagrecer e já nem sei em que dieta devo confiar ou fazer. Há uns meses para cá tenho vindo a reduzir drasticamente o açúcar que como durante o dia. Acabaram-se os bolos e os chocolates. Deixei de comer tanto durante o dia e voltei ás saladas, frutas e deixei de comer tanto fora. Cortei no pão e a manteiga também cada vez como menos. Uma vez por semana faço asneiras e das grossas, porque a vida não são apenas sacrifícios. Comecei a ler um livro que me relembrou que devo mastigar pelo menos 20 vezes por garfada, eu devia mastigar umas 3. Agora demoro imenso tempo a comer e saboreio a comida e penso nela enquanto estou a comer o que me faz sentir cheia mais depressa.

e Pronto é isto. Para resumir li um livro há 2 anos que se tornou a minha Bíblia “Como deixar de se preocupar e começar a viver”. Façam o mesmo.

E não pensem em dietas rápidas e mudanças ciclónicas, isso não vos trás estabilidade. Pensem em cuidar da vossa cabeça e entender porque ela vos faz comer ou ter um vicio, ou serem tristes, ou a não ter força para nada. Sem energia vocês não conseguem mudar. Encontrem um foco, a vossa pena para voarem, a cenoura que vos faça sair do sitio, mas façam-no. O tempo está a contar e não para. Vai ser duro, vai doer, vão sentir-se tristes, com medo e sozinhos muitas vezes mas ninguém consegue chegar ao sitio certo sem ter antes passado por isto. Garanto que quando começarem a ver a luz ao fundo do túnel tudo será lindo!!!!!

Beijinhos e muita força para as vossas lutas.

se precisarem de consultas de coach eu posso recomendar uma muito boa que vos vai ajudar imenso nesta vossa luta 🙂 EU 😀

Beijinhos enormes

Sofia

Foto tirada esta manhã, sem filtros, sem arranjos, sem banhos e maquilhagem. Apenas tinha acordado, levado os cães à rua, tinha acabado um livro, meditado, tomado o pequeno-almoço e estava a preparar-me para treinar 🙂

 

 

És Hipervigilante ou Impotência Aprendida?

Hoje li sobre um tema e gostava muito de partilhar convosco porque acho que podem encontrar alguma semelhança com a vossa vida,

Sabem o que é a Serotonina?

A Seretonina é uma hormona que os nossos corpos libertam e que nos fazem sentir bem.

As pessoas que não se sentem suficientemente bem consigo póprias vivem num estado constante de niveis baixos de Seretonina

As hormonas Seretonina e Dopamina têm um papel muito importante no nosso equilíbrio e estado de felicidade. Têm um papel muito importante na regulação do nosso comportamento e estado interno. A Dopamina torna-nos activos e alerta – promove o movimento, o pensamento e a concentração. É o que nos leva a procurar alimento e abrigo. Quando atingimos os nossos objectivos é libertada a Serotonina que cria uma boa sensação que é uma recompensa para os nossos esforços.

E isto é um ciclo que decorrer durante toda a nossa vida. Em que uma dopamina acontece como sobrevivência e a Serotonina para nos aplaudir.

Há uma situação que estraga esta rotina e que nos causa a dita tristeza e  frustração:

Hipervigilância é um estado em que temos na corrente sanguínea uma quantidade superior do que o normal de Dopamina em que nunca nos sentimentos realmente realizados. Nada parece suficientemente bom. Nunca relaxamos por completo para receber uma dose completa de Seretonina.

Este problema manifesta-se quando passamos muito tempo numa situação de stress em que aprendemos a estar constantemente vigilantes, por sentirmos que algo podia correr mal a qualquer momento.

Estes estados tem muitas causas. Pode dever-se a maus tratos físicos ou emocionais na infância. Também pode ter surgido numa infância com muito amor, mas em que se espera que constantemente que a criança alcance algo, nunca lhe dando espaço para simplesmente brincar. Pode ser causado por uma relação dificil ou por emprego demasiado exigente.

O que quer que lhe aconteceu, foi um ambiente stressante que durou tanto tempo que se tornou norma e o nosso instinto de sobrevivência reconfigurou o nosso “botão de Seretonina” para um estado hipervigilante  com elevados niveis de Dopamina.

Esse estado leva as pessoas a procurarem constantemente a Seretonina. Comer, por exemplo causa uma libertação temporária de Seretonina, que produz uma sensação agradável. mas como o estado base é o da hipervigilancia, o corpo reverte rapidamente para um nível elevado de dopamina e o ciclo recomeça. Esta é a situação química que está por trás de muitos comportamentos da dependência. Qualquer que seja essa dependência: comida, drogas, álcool, pornografia (dos piores vícios que existe, dos mais graves, juro que é verdade) , compras, etc. É uma fonte temporária de Seretonina que nos alivia da hipervigilância.

O estado contrário, em que as pessoas não têm  Dopamina suficiente, cria o mesmo problema. Essas pessoas encotram-se num estado conhecido como “impotência aprendida”. Nesse estado, parece-lhes que nada que façam terá importância.

Têm baixos níveis de Seretonina, portanto não se sentem bem, mas também têm baixos niveis de Dopamina e por isso não  fazem nada para mudar a situação. Sentem-se Presas. Comer, produz um aumento temporário do nível de Seretonina, o que, faz com que se sintam bem, mas logo de seguida voltem a sentir-se desanimadas e desmotivadas. Apenas têm prazer temporário.

Espero ter-vos ajudado a entender alguns estados psicológicos difíceis de explicar e de entender. Eu desconhecia estas hormonas e revi-me em todas as situações em cima. O meu caso é o de Hipervigilancia e por isso sinto-me rapidamente triste mesmo quando algo bom me acontece.

Agora é tentar encontrar Seretonina  suficiente para agradecer a minha vida e tudo o que tenho.

Beijinhos enormes e cuidem da vossa Seretonina e Dopamina, eu vou ler mais sobre este tema

Sofia

Nota: Estes texto foi em parte transcrito do livro: “Banda Gástrica Hipnótica” – Paul Mckenna

1 Ano Sem Coca-Cola

Está a chegar o dia em que decidi ficar 1 mês sem beber coca-cola e que acabou por se tornar 1 ano!!!

Dizem as más línguas que as bebidas gaseificadas fazem mal, celulite entre outras coisas. Nunca tive qualquer problema. Durante 15 anos se bebi água foi a lavar os dentes ou no banho. Acordava de manhã a beber coca-cola e dormia que nem um bebe se bebesse um copito antes de dormir.

Mas como não quero estar viciada em nada e apanhei um sustos por causa das gengivas  e porque engordei alguns kilos quando deixei de fumar, achei que seria uma boa altura para fazer uma pausa na minha relação com a coca-cola.

Objectivos da experiência:

  • Emagrecer
  • Não ter vícios
  • Diminuir a minha vontade de comer doces
  • Perder celulite.

Ora no primeiro mês de ter deixado de beber coca-cola reparei que nenhum dos meus objectivos tinha sido alcançado então decidi aumentar para 2 meses (o que acabou por ser 1 ano).

Passado 1 ano nada mudou a não ser a minha relação com a água. Gosto mais, muito mais. Confesso que me sinto um pouco enjoada cada vez que bebo algum sumo. Infelizmente a minha vontade por doces continua a ser algo preocupante e a celulite agarrou-se com unhas e dentes a todos os milímetros do meu corp.

No meu caso a privação da coca-cola não me fez emagrecer, nem perder massa gorda nem ficar boa como o milho. Mas acredito que sou apenas 1 caso e como me considero uma pessoa estranha com situações bizarras que ninguem consegue encontrar explicação acredito que concosco tudo pode mudar. É claro que só vão saber se tentarem, caso contrário vão sempre ficar a especular. Eu preferi tentar.

O próximo passo é saber se volto a beber coca-cola. Confesso que são raras vezes em que sinto falta. Talvez numa ida ao cinema (mas que normalmente é pepsi coisa que não morro de amores), num jantar de amigos, ou num dia de muito calor.

Nestes ultimos meses nem me lembro que coca-cola existe e passo bem a beber água. Ainda me lembro de levar para todos os jantares de amigos coca-cola para garantir que não faltasse a noite toda :).

Próximo passo de vida é realmente comer menos e menos doces :). quem está comigo?

NOTA: Para mim coca-cola light ou sem cafeína não é coca-cola. É agua suja que me faz azia e me deixa muito mal disposta. Duvido que faça melhor que a original e que os produtos das suas composições não sejam ainda piores que a original

Beijinhos enormes e um brinde a todos vocês com água fresca

Sofia

Conta uma História…

Aprende a contar uma história nas tuas redes sociais.

Ou então aprende a captar a atenção dos teus seguidores,

como chegar até eles, sobre o que falar e como o dizer?

Podem aprender isto e muito mais no curso do Martim Mariano que irá acontecer amanhã, no dia 15 de Março em Lisboa. Deixo-vos o link para que se possam inscrever ou obter mais informações:

Curso de StoryTelling

se usarem o meu cód. têm um desconto de 30€ – storydiariobatom

Beijinhos grandes e sejam muito felizes

Sofia

Quem Quer Namorar com o Agricultor?

Bem não posso mentir que me senti muito tentada a concorrer ao novo reality show da Sic mulher “Quem quer namorar com o Agricultor”

Entusiasmava-me pela aventura de viver um pouco do meu sonho de viver numa quinta com animais, mas depois tudo o resto vai contra aos meus ideias.

Não me imagino a colocar-me em posição de ser escolhida por alguém. Eu sei que na realidade somos, mas ninguém nos afila na parede e diz…és tu, anda cá. Fazem isso quando é para identificar um criminoso, não a mulher com quem se quer ficar.

Depois o histerismo e o desespero que algumas mulheres se colocam é muito triste e humilhante (estou a seguir o Espanhol) . Todas dizem que se apaixonaram por uma foto e depois era amor até morrer sem interesses algum…please!!! Mas alguém acredita nisso?! Muita imaturidade.

Sei que sou muito, ou até demasiado racional no que diz respeito a apaixonar-me e talvez por isso não iria durar nem 1 dia no programa. A não ser que ele aproveitasse a minha ida à quinta para ter mão de obra gratuita lol…eu até conduzo tractores e adoro. Não iria entrar em conflito com nenhuma mulher por nenhum homem, por isso acho que não causaria polemica, nem problemas pois iria  ser demasiado pacifica.

Não sou nenhum mar de rosas, tenho imenso mau feitio, aviso já e quando me chateiam posso ser bruta, mas sem perder a postura. Depois sou demasiado sincera e acho que iria estar a tentar tratar todas as carências do grupo com os meus conselhos lol, ainda desistiam todos do programa ou se apaixonavam as pessoas erradas.

Mas estou ansiosa para ver o programa Português e espero que seja bem mais elegante que o Espanhol (que também me ajudou muito a desistir, pois não iria permitir nunca cenas intimas minhas com ninguém…a não ser a dar festinhas nas vacas, nas ovelhas lol nos animais da quinta).

Beijinhos a todos e quero ver esses romances  a florescerem

Sofia

Ps. um dia espero ser eu a agricultora. Digam lá pelas fotos se não ficava bem 🙂

Conan ou Não Conan eis a questão!!!

Temos que admitir que mesmo que não se entenda, ou se goste da música de Conan ele tornou-se um herói mais poderoso que o fofinho e tolinho Salvador.

De forma viral todos fomos partilhando os vídeos dele porque achávamos uma piada de mau gosto a sua participação no Festival da Canção.

Não quer isto dizer que as músicas que participem do Festival tenha grandeeeeee qualidade mas pelo menos têm uma letra e fonética normal ao evento em questão.

As músicas de Conan são mensagens, são críticas, são sei lá o que mas o que é certo é que “Passito a Passito” ele foi conquistando o nosso coração e ouvido.

Um dia na dúvida de quem seria este fenómeno, comecei a segui-lo no instagram e gostei dos seus textos, das suas fotos, da sua humildade e das suas conquistas. Apercebi-me que quem o apoiava gostava mesmo dele de coração. Ele é muito genuíno

Aos poucos, sem conhecer muito o seu trabalho e música até comecei, em segredo, a torcer pelo rapaz.

Existe um processo criativo, mesmo que seja difícil explicar. O que é certo que se todos fossemos ouvir o que os outros têm a dizer sobre o nosso trabalho, Picasso nunca haveria ter saído da fase azul…faço-me entender, certo? E Picasso deve ter sido o Conan da altura, assim como Leonardo Da vinci com as suas invenções,

Conan passou!!! e vai representar Portugal na Eurovisão e que seja o que o público quiser. Podemos não ganhar mas de certeza que ninguém ficará indiferente à sua actuação e Portugal voltará a estar nas bocas do Mundo!!!

Força Conan!!! Canta e encanta com o teu coração como tens feito até agora 🙂

Beijinhos

Sofia