icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Visit Terceira Azores

Não posso deixar de partilhar convosco a minha viagem à Terceira nos Açores.

Depois de me ter apaixonado loucamente poor São Miguel, achei que tinha que dar uma oportunidade à Terceira para me encantar.

Fui sem saber nada. Apenas marque a viagem 1 semana antes de ir, e fui. Quando cheguei à ilha não tinha feito nem uma consulta no google, ou nada. Nem sabia o que havia para ver, para além do mar, do céu e da terra.

Começo por dizer-vos que  não podem nunca comparar ilhas dos Açores, claramente são todas encantadoras à sua maneira e pelos seus motivos. Cada um tem oportunidades diferentes assim como encantos. A ideia é vocês perderem-se e deixarem que a natureza faça a sua magia.

Angra do Heroismo é um amor. A capital da Ilha é super dinâmica, arrumada e convidativa. Se acham que vão para uma ilha de 3ª categoria esqueçam lá isso. Os espaço são muito bonitos, sejam na rua como em qualquer cafe, pastelaria ou restaurante. As mercearias são como no tempo dos nossos avós e têm aquele cheiro característico. Se me pedissem para dar 1 adjectivo a Terceira seria “Orgulho”, porque os seus habitantes têm imenso orgulho neles mesmos, na ilha, na natureza, na história.

Por toda a ilha das coisas que mais me encantou foi o carinho com os habitantes da Terceira cuidam e estimam as suas casas. Parecem pintadas de fresco e com cores divertidas, animadas e inspiradoras.

Se em São Miguel apaixonamo-nos pelas Lagoas, na Terceira temos que conhecer todas as piscinas naturais e as praias. A água transparente e cristalina, da temperatura do corpo, cheia de peixinhos (por isso levem óculos para debaixo de água) e com uma vegetação interior digna de um filme da National Geographic. Mesmo ao lado podem ter o mar calmo ou bem agitado e sentirem-se em segurança nas piscinas.

Piscinas Naturais pela minha ordem de preferência: Biscoitos, 4 Ribeiras, Negritos, 5 Ribeiras

Outra dica que dou é levarem bastantes bikinis ou fatos de banho para andarem a mudar e daquelas toalhas fininhas que secam em segundos (que se compram na Decathlon. Ou então façam como eu e andem sempre molhados e protejam o carro (Autatlantis) com as toalhas do hotel (Terceira Mar Hotel).

Para quem adora vales, montanhas e caminhos que parecem tirados dos livros de magia em que a qualquer momentos vamo-nos cruzar com um gnomo ou a Alice do Pais das Maravilhas não percam o Monte Brasil que está cheio de bambis e que tem uma vista linda sobre Angra e o mar, a Lagoa das Patas, a Mata da Seredas, a  Serra do Cume (ou dos retalhos), Serra de Sta. Barbara, Furnas de Enxofre.

Não deixem de visitar o Algar do Carvão que é o vulcão e entram lá dentro e bem fundo. Eu que sofro de claustrofobia fui e amei. Já não tive a mesma coragem com a Gruta Natal que dizem ser mais apertada e estreita.

Praias acho que só as da Praia da Vitória têm areia. Todas as outras é para ficarmos género lagartixas na pedra. Mas a minha favorita e muito escondida foi a dos Salgueiros (a minha super favorita), depois Negritos, Silveira onde nadei à noite e a Baía da Salga

Vistas de cortar a respiração e peço cuidado com as beirinhas: Miradouro da Alagoa e Raminhos “Ponta do Queimado”

Para comer, eu não tive tanta sorte, mas culpa minha, porque os restaurantes fecham cedo, tipo 22h (coisa que para quem é de Lisboa não está habituado), mas o mais famoso é o Beira Mar que fica em São Mateus e marquem mesa porque vai tudo ao mesmo. Se tiver bom tempo fiquem na varanda a ver o porto que é um amor. Se chegarem tarde, em frente ao Terceira Mar Hotel há uma roulote muito famosa que vende umas pizzas deliciosas.

Bolos e queijadas é no Forno, Queijo é na Vaquinha da ilha

De resto vão passar por milhares de vaquinha e touros. Se forem no verão é normal que passem por uma tradição que são os touros nas cordas ou mesmo touradas (coisa que não sou a favor).

Vão de coração aberto porque vão conhecer pessoas fantásticas. Vão se cruzar com pessoas muito divertidas, hospitaleiras, animadas e com um coração enorme.

Desejo-vos uma excelente viagem e aproveitem para conhecer uma ilha encantadora e cheia de cor e digam que vão da minha parte ;).

Beijinhos

Sofia

Ps. Na Praia da Vitória existe uma loja It Style Terceira para se perderem na maquilhagem e podem fazer unhas, colocar pestanas com a Clinica de Estética Débora Costa

 

I Did It Again

Durante quase toda a minha vida sempre viajei acompanhada. Fosse com pais, irmão, namorado, amigas.

Se fui para algum sitio sozinha era em trabalho e alguém organizava-me tudo e eu apenas ia.

Por isso quando me separei, há 7 anos atrás, vi-me completamente no chão, não só emocionalmente como de férias e viagem. Não é fácil adultos arranjarem companhia

Para quem não está habituado a viajar sozinho, não é nada fácil começar…vai sempre adiando, arranjando desculpas e viajar com outras pessoas…no way…sou muito esquisita para essa aventura. Nem toda a gente é bom parceiro para viagem e até pode ser o melhor amigo do Mundo.

Os anos iam passando e ia vendo, através das redes sociais todos os meus amigos em grandes férias e eu no escritório a ver navios (so para terem uma ideia ainda estou a gastar as minhas férias de 2015)…Sem ninguém com quem ir e achava sempre que viajar sozinha seria bater no fundo da solidão. Tinha muito medo de estar comigo.

Aos poucos tudo começou a mudar, principalmente a minha relação comigo mesma, comecei a ir muitas vezes para o Porto sozinha, passeios, fins-de-semana e comecei a gostar da minha companhia e aperceber-me que estar sozinha não era assim tão mau.

Há 2 anos surgiu-me a oportunidade de ir a São Miguel em trabalho e fui 4 dias antes, aluguei um carro na Autatlantis e foi o máximo e foi o inicio de tanta coisa boa na minha vida.

Nunca me senti sozinha, triste, sem nada para fazer ou pensar. Falava comigo mesma, tinha a música a bombar, tirava mil fotos e ria-me de estar tão feliz.

Passei de um extremo ao outro. Do achar que não conseguia sobreviver numa viagem sozinha a só gostar de viajar sozinha.

Tenho imensos medos e receios e ansiedades coisas que só atrapalham, mas como digo a todas as pessoas que estão nesse processo de começarem…Marquem…Pensam depois.

Quanto mais pensarem, mais decidirem, mais inseguranças vão ter e o tempo passa…

Decidi em 1 dia ir para a Terceira…demorei uma semana para marcar e nem o furacão Helen me abrandou. Não queria pensar no assunto, logo se via.

A viagem foi incrível por todos os motivos que a Terceira oferece e porque estava mais desinibida, mais atrevida, mais engraçada e Livre….sinto-me Livreeeeeee quando viajo sozinha!!!.

E uma Liberdade que não se explica e que se quer como um vicio.

Por isso a minha dica é, não deixem de viajar só porque não têm companhia. Deixem-se levar pela loucura, pelo instinto, pelo destino.

Escolham um destino seguro, que vos deixe confortável convosco e que tenha a ver convosco. Se têm medo de Avião, vão num cruzeiro, ou de carro ou de comboio.

Se têm medo de jantar sozinhos, jantem com o telemóvel, revejam as fotos do dia, falem com alguém pelo messenger.

Mas abram o vosso coração nessa viagem. Sorriam, digam Bom Dia a quem passa, peçam para vos tirarem fotos, conversem, partilhem experiências e agradeçam tudo o que de bom vos acontece.

Espero receber mensagens em breve de quem marcou a sua viagem.

Beijinhos e sejam felizes

Sofia

Onde Fiquei na Terceira

Acabadinha de chegar ao Continente, cheia de vontade de voltar para a Terceira.

Mais uma ilha dos Açores que me deixou completamente apaixonada e encantada. São Miguel é tudo na terra, a Terceira é tudo no Mar e nas Pessoas.

Senti-me um peixe, uma sereia, ou como quiserem chamar. O bikini nem chegava a secar e estivesse com frio ou calor entrava dentro da água morna a qualquer hora do dia sem pensar muito.

Mas antes de partilhar convosco os pormenores da Ilha que me deixaram tão feliz e apaixonada, partilho convosco o maravilho Hotel em que fiquei.

O Grupo Bensaude não fez a coisa por menos e escolheu a melhor localização da ilha para ter o Terceira Mar Hotel. Com uma vista de cortar a respiração para o incrível Monte Brasil, aquele marzão enorme e fantástico e para ajudar à festa a piscina do hotel é qualquer coisa de tentadora. Não fosse a ilha ser tão gira, acho que passaria lá os meus dias.

Localização fantástica e muito central, apenas a uns minutos a pé do centro de Angra do Heroísmo e a poucos quilómetros de toda a ilha e das atracções turísticas.

Todos os quartos têm varandas grandes e óptimas condições para passar um dias fabulosos na ilha. Adorei a cama e  dormi sempre como uma princesa. Acordava apenas desejosa de ir comer o queijo da ilha no bolo lêvedo e a deliciosa marmelada. Eu como sempre o mesmo, mas garanto-vos que para os valentes o pequeno almoço estava cheio de delicias para todos os gostos.

Outros pormenores interessantes sobre o hotel é o lindo jardim, o excelente estacionamento, as enormes salas de convívio, as mesas de bilhar (tive tanta pena de não ter um parceiro para jogar), e a simpatia de quem lá trabalha que faz tão bem ao coração.

Deixo-vos algumas fotos para aumentar a vontade de ir até à Terceira

Beijinhos e até logo

Sofia

 

 

 

 

Semana do Vinho no Lidl

Sendo eu uma compradora assídua no Lidl e adorando praticamente tudo o vendem por lá (seja de alimentação como de acessórios, roupa, promoções, etc), venho deixar-vos a dica de que está a decorrer uma semana especial dedicada aos vinhos.

Podem encontrar vinhos para todas as ocasiões, gostos, zonas do pais, seja do Alentejo do Douro, seja branco, verde ou tinto e até deliciarem-se com dois dedos de conversa e um delicioso Porto.

Chegada de Viagem, preparei um jantar maravilhoso (com produtos LIDL) feito com muito amor e brindámos da melhor forma as minhas férias e o meu regresso. Uma boa refeição deve ter sempre um bom vinho a acompanhar, não concordam?

Beijinhos e deliciem-se com as fotos e corram a fazer o mesmo

Beijinhos

Sofia

Rotinas

Quando comecei a ver vídeos motivacionais no Youtube de empreendedores, coachs, ateletas, actores, etc, todos recomendavam uma coisa “A ter Rotinas.”

Rotinas era coisa que tinha perdido há muitos anos. Desde dos tempos da depressão, acordar para mim era um problema grave, deitar-me cedo também, até que 99% das noites acabava por adormecer no sofá, já para nem falar das refeições que deixaram de ter hora marcada, já para nem falar das coisas que comia. Comia quando me apetecia e se fosse preciso jantava pipocas ou tremoços.

Este tema começou-me a preocupar, pois apercebi-me que seria uma mudança enorme a fazer na minha vida e até que ponto a minha mente estaria disposta a ajudar-me.

Vivi como uma hippie boêmia por mais de 15 anos e como um vicio eu teria que parar e começar tudo de novo. Tão cansativo e muito duro.

É claro que tudo o que se quer consegue-se o problema é saber esperar e encontrar um novo ritmo para a nossa vida.

Felizmente não sou mulher para desistir a coisa até pode demorar 1000 anos, mas um dia eu chego lá.

Um dos vídeos que vi e que mais marcou, era uma palestra com um almirante da Marinha que começava por dizer: “Comecem o vosso dia a fazer a vossa cama”. What? porque raio aquilo era tão importante?!

Mas é, muito importante.

Deixei de fazer a cama há muitos anos. De uma cama linda, de colcha amarela e com 1000 almofadas maravilhosas, passei a apenas a ter um edredon que ficava da forma como eu acordava. De noite chegava ao quarto e deitava-me…..Era uma rotina triste e pesada que tinha num quarto sem ligação emocional e sem compromisso para nada. Ali, eu apenas descansava como uma missão e não por amor a mim. Os meus sonhos não passavam de obsessões e de andar às voltas e voltas até descobrir o milagre de um dia acordar e ser feliz.

Lembrava-me no fundo da minha visão, como era acordar com vontade de viver. Cheia de energia, força ee determinação. Quantos anos se passaram desde o ultimo dia que isso aconteceu?! Uns 15, mas em mim foram milhares.

Bem então depois do video do Almirante eu comecei a fazer a cama todos os dias, E não é que ele tinha razão. Entrar num quarto arrumado e limpo e dedicado, faz sentir-nos em paz. E o meu quarto hoje e feito de paz, por aquilo que sinto por mim, pela minha vida e pelos pormenores que me rodeiam.

Então façam a vossa cama todos os dias. Começa aqui a Rotina nº1!

Aos poucos e à medida que os dias vão passando, outras coisas vão mudando assim como as vontades e as necessidades. Já não quero só a cama feita, quero acordar, olhar no espelho, sentir-me fantástica, linda, maravilhosa, cheia de garra e que os sonhos que ando ter comecem a acontecer.

Foi preciso mudar o corpo!!! Mas como arranjar vontade de acordar e treinar, ou terminar um dia de trabalho e andar 20 minutos de carro para ir ao ginásio?

Tive que encontrar um compromisso comigo. Ou vais a um sitio, ou fazes em casa. Ou treinas de manhã, ou treinas de noite. Se queres ter um corpo fit, não de basta sonhar e esperar acordar com um corpo de Vitoria’s Secret, vais ter que suar, vais ter que malhar, vais ter que descobrir uma forma de o fazer…caso contrário, vais continuar a olhar-te no espelho e a não gostar do que vês. Ou mudas ou aceitas.

Rotina nº 2 treinar todos os dias.

Encontrei uma pagina no youtube que adoro e mediante o tempo que tenho, ou o que me apetece fazer, escolho o treino. Às vezes só faço 100 agachamentos, ou estou 10 min dedicada a cardio, mas faço. Chama-se Roberta’s Gym

Pode não parecer muito, mas tem sido imenso para mim, e estou há quase 30 dias a fazer e sabem que mais, quando não faço sinto-me culpada e às vezes faço à 00h ou antes de me deitar.

E a rotina nº 3 é convencer-me que isto não é apenas uma missão de momento porque é Verão, é um compromisso para sempre, caso contrário o destino irá sobrepor-se à minha genética e a idade não perdoa e os músculos deixam de parecer músculos e as barriga aumenta e o rabo descai. E sabem sou a pior pessoa para mim mesma, quando não gosto de uma coisa em mim eu infernizo a minha cabeça.

Fui ao otorrino e ele sugeriu-me fazer um teste e mudar a minha alimentação. Quem sofre de alergias não deve comer determinados alimentos (leiam este artigo que escrevi sobre este tema). Azar o meu é que praticamente tudo o que gosto. A Rotina nº 4 tem sido a mais complicada, mas tem sido cumprida, não completamente a 100% porque se for jantar fora a coisa torna-se muito complicada, mas maioritariamente, em casa, larguei as latas de atum, espinafres, tomates, morangos, bananas, uvas, lacticínios, alfarroba, pão fermentado (posso comer pão indiano e estou a amar torrado na torradeira)

Aos poucos e nestas semanas que têm passado, a coisa tem se mantido, pareço uma pessoa normal e cheia de hábitos saudáveis e de vida.

O incrível é que me sinto muito bem comigo. A minha memória está mais activa, tenho mais energia, mais gosto para trabalhar e tenho mais tempo livre para mim.

Passo muito menos tempo, ou quase nenhum a lamentar-me pelo que não tenho, porque sinto uma luz enorme cá dentro, como se tivesse uma certeza que finalmente as coisas irão acontecer e que muito provavelmente entrei numa nova fase da minha vida que espero que se mantenha por muitos anos.

Para além de tudo, voltei a ser uma morning person (calma…em relação às horas que acordava, ainda não acordo às 7 da manhã, tudo a seu tempo) mas gosto de acordar cada vez mais cedo e aproveitar a manhã para cuidar de mim e da casa e ter mais momentos para estar com os meus cães.

Espero ajudar-vos a encontrar o vosso rumo e a vossa missão.

Beijinhos enormes e força nessa mudança que parece tão insignificante e é gigante.

Sofia

 

 

 

Mudanças na Cozinha

Ola, hoje vou mostrar-vos umas alterações na minha cozinha :).

Eu estou sempre a mudar coisas na casa. Costuma-se dizer que quando as obras de NY terminarem Manhattan vai ficar lindo…a minha casa é igual, é um projecto sempre a ser actualizado lol.

Mas desde que mudei o frigorífico e tive que tirar a bancada, que a coisa ficou um bocado para o feia. Nada combinava com nada, tudo com ar desarrumado. Não gosto de estar assim, porque acredito que a nossa decoração e o mimo que temos pela casa reflete-se sobre aquilo que somos.

Como qualquer pessoa gosto de…ou evito gastar muito dinheiro em mudanças e os preços de uma bancada nova era surreal. A bancada em si até pode ser barata, mas depois tudo o resto é caríssimo.

Mais uma vez recorri à Filipa Interiores com Alma, com a sua vasta experência a dar-me uma solução que tornasse tudo mais bonito e arrumadinho.

Quando me sugeriu a linha Omar do Ikeia, torci o nariz, mas comecei a fazer umas contas e comecei a creditar que podia ficar giro.

O passo seguinte foi encontrar caixas giras e fechadas que combinassem com o ar rustico da cozinha. O Espaço Casa tem sempre soluções giríssimas e estas caixas (também existe a versão cinzenta) são mais giras do que eu tinha imaginado. As grandes custam 9€ as intermédias 6 e a pequenina onde tenho as compostas e a manteiga custam 5€.

As caixas guardam as capas da chuva das minhas meninas, a ração entre outras coisas.

Na fila de baixo tenho a areia do gato, coloquei a transportadora para alguma se esconder das loucuras da Gloss, uma caminha para elas me fazerem companhia quando estou a cozinhar 🙂

Espero que gostem e garanto-vos que é muito mais giro ao vivo e a cores

Beijinhos e sejam muito felizes

Sofia