icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

Diário de uma Franja

Ora faz precisamente 2 semanas que aventurei-me numa mudança radical de cabelo. Fiz franja e alisei o cabelo e acho que chegou altura de partilhar convosco as minhas rotinas e sentimentos sobre esta drástica mudança.

1º Dia….Dia do Corte

Nervos e mais nervos, mas muito segura que tinha chegado a hora de mudar. À medida que avançávamos no processo tinha espasmos bipolares sobre o que sentia. Ora ria, ora ficava tensa, ora quase saia de lá a correr aos berros.

Mas decidi ser corajosa e manter-me fiel à minha determinação e nada me conseguia travar (por isso decidi não contar a minha mãe para ela não me dissuadir lol)

Quando tudo terminou foi como a coca-cola, primeiro estranha-se…

Eu estranhei e estranhei e continuei a estranhar. Talvez porque não tinha ficado rigorosamente igual à peruca inspiradora de todo o processo.

2º Dia 

Confiante, determinada e muito eufórica. Acordei e corri para o 1º espelho que encontrei e tive um ataque…a franja parecia que tinha apanhado um choque eléctrico…Gelei e pensei “F…Lixei isto tudo”. Mas penteie-me, acalmei e sai de casa. Mas continuava com a ideia de que a coisa não estava perfeita e foi então, que umas boas horas depois de me olhar a todos os segundos ao espelho, decidi passar com a chapinha e ficou lindoooooooo.

À hora de almoço ninguém diria que tinha tido aquele momento de tensão e arrependimento logo pela manhã. Era uma mulher de franja e cabelo esticada seguríssima de si.

3º Dia

O ângulo do meu rosto mudou. O meu pai diz que estou mais bolachuda e apesar de não concordar com ele, à sua frente, também sinto o mesmo no meu intimo. Já não conheço o rosto como conhecia e estou a aprender a ver-me de outra maneira, posições, caras, por isso as sefies já não ficam boas à centésima fotografia, mas sim na milésima primeira. Felizmente já não precisamos de rolos, só de apagar todas as fotos importantes que religiosamente guardava. o 1º banho da Maggie, as férias com as miudas, etc.

4ª Dia

Ok confesso que me sinto mais nova e jovial. Os piropos têm me ajudado a olhar para e mim e a gostar. O cabelo está lindo e sedoso do alisamento e brilhante, muito brilhante. A franja faz-mee dor de cabeça e imenso calor, então vai na volta coloco-a para o lado e suspiro um bocadinho de alivio. Estou ansiosa que cresça mais um bocadinho para fazer mais coisas dela.

5º Dia

Dia de natação….ai que nervos que vou molhar o cabelo pela 1ª vez. Na ultima aula pedi para ficar na piscina dos pequeninos a correr de touca na cabeça, enquanto os meus colegas nadavam. Mas agora era preciso lavar, até porque andar a mexer na franja constantemente deixa-a oleosa (felizmente o champo seco de carteira da Batiste tem-me salvo o penteado e ajudado a dar volume à franja). Adorei ver-me de cabelo apanhado e de franja, senti-me uma miúda. Lavar o cabelo foi tranquilo, secar foi rápido e imediato e ficou lisinho como antes. Alisamento mais que aprovado

6º Dia

Pergunto-me se algum dia vou voltar aos caracóis, ou se isto do alisamento se irá tornar um vicio para mim? A franja sei dentro de mim, que irá ser temporária, posso ter cara para ela, mas acho que não tenho perfil

7º Dia

Decidi deixar o cabelo secar ao natural e adoro as ondas e os jeitos com que ficou. Acho que para um estilo Verão Boémio fica tão giro um cabelo ondulado…ficaria perfeito se crescesse…mas ainda vai demorar tantooooooooooo.

8º Dia

Libertar-me desta pressão toda e simplesmente viver o dia-a-dia e logo se vê o dia de amanhã. Agora estou assim, quem sabe como vou estar daqui a uns tempos. Uma coisa é certa, é que a beleza não deve dominar a nossa existência. Há que aproveitar o que Deus nos deu e se ele nos deu Cabeleireiros e produtos há que fazer experiências (risos….fiz um trocadilho aqui, era para ter piada, espero ter conseguido). Sejam felizes com o que têm de natural ou como vos apetecer.

Beijinhos enormes e espero que se tenham divertido com o texto, quis dar um tom engraçado ao processo de mudança. Penso que muitas de vocês já passaram por isto e outras fazem da mudança uma coisa do dia-a-dia, mas eu fui sempre igual a vida toda e por isso ainda não absorvi tudo isto.

Sofia a franjinhas

Xadrez Vichy faz Xeque Mate este Verão

Pode ser confundido com toalhas de mesa de piquenique ou de restaurante italianos, mas é um dos hit da estação.

Esta tendência chegou há uns anos de forma mais discreta e agora está a invadir as completamente as tendências da estação.

Embora o estampado tenha um ar campestre e inocente, tem feito as delicias por todas as cidades cosmopolitas e já chegou às passerelles mais famosas do mundo pelas mãos dos criadores mais emblemáticos.

Seja qual for a base, peça de roupa, acessórios, sapatos ou mesmo cesta de piquenique, o que importa é estarmos felizes e confiantes com o que vestimos.

Por mim tinha tudo

Beijinhos

Vichy Girl assumida

Pasta de Courgette

Já há muito tempo que não partilhava convosco uma receita 🙂

Mas eu gosto tanto desta que achei que mereciam saber. Não tem nada de especial, mas é delicioso e muito simples de fazer.

Basicamente é fazer um massa a partir da courgette. Dito assim até pode parecer algo dificil mas não é. Basta comprarem um afia, por exemplo na Tiger e afiar para fazer as tiras.

Colocam numa panela um fundo de azeite temperado ao vosso gosto. Eu uso alho, sal, pimenta caiena e ervas aromáticas.

Deitam a courgette desfiada e juntam outros ingredientes, como por exemplo tomate cherry, cenouras, etc.

Depois é deixar tudo fritar ate ficar no ponto. Eu não gosto de legumes muito cozinhados, por isso é bastante rápido.

No final ou comem apenas assim, ou juntam uma proteína a vosso gosto. Eu adoro atum em lata…pode parecer estranho mas adoro a combinação.

Se experimentarem partilhem comigo o resultado ou pelo menos se aprovaram.

Já agora aproveito para explicar-vos que nunca gostei de vegetais e tem sido uma batalha para mim, tentar descobri sabores e formas de os cozinhar para que se tornem apetitosos ao meu paladar. Por exemplo esta é a única forma que consigo comer courgette.

Todos os ingredientes desta receita vêm direitos da terra pelos Aromas da Horta

Beijinhos enormes e aproveitem o fim-de-semana ao máximo

Obrigada

Sofia

 

Quando Os Males Vêm Para Bem

Há um ano atrás um amigo meu entrou em depressão quando soube que o senhorio dele iria aumentar-lhe a renda para o dobro. Sem espaço para negociações, ele em poucos dias teve que sair de casa e voltar para casa da mãe.

Cheio de caixas e muitas incertezas, sentia que o seu mundo tinha desabado. Para além de tudo tinha saído de uma zona que adorava (Cascais) para vir para (Oeiras).

Fartei-me de lhe dizer “vais ver que isto tudo foi para melhor”. Mas quando se está focado no mal, é muito complicado ver a luz.

Aos poucos foi começando a ver que viver em Oeiras era o máximo, mais divertido e mais “sinceros” do que viver em Cascais. Mesmo não conseguindo comprar uma casa ou alugar de imediato, foi admitindo que estava muito melhor e que estava a gostar de viver com mãe. Tinha feito novos amigos e que se sentia muito mais feliz.

Isto foi há 1 ano atrás. Esta semana mandou-me as fotos da linda casa que comprou em Oeiras. Ele não podia estar mais feliz e não pára de dizer “ainda bem que isto tudo me aconteceu!”

Dei este exemplo para ser mais fácil aceitar as mudanças, principalmente aquelas que não foram desejadas e planeadas. A maior parte das vezes o Universo dá-nos uma oportunidade de mudar e quando não fazemos por vontade própria, teremos que fazer a mal :). Mas tudo para o nosso bem.

Aproveite, essas mudanças da vida porque garanto-vos que são as melhores!

Beijinhos

Sofia

Registar os Animais de Cãopanhia

Ontem finalmente fui registar a Blush e renovar o registo da Maggie e da Pipa.

Ando sempre a adiar e depois atraso-me nos meus compromissos legais, coisa que odeio.

Aproveito para partilhar convosco que para além do chip e das vacinas em dia os animais têm que se registados, independentemente da raça, na vossa Junta de Freguesia (podem faze-lo online).

Como me atrasei, tive que pagar as renovações que faltavam no ano passado, tanto da a Pipa como da Maggie

No caso da Blush fui registá-la (só agora, porque não sabia onde tinha colocado o nº do chip e sem isso não é possível). Para a 1ª vez têm que pagar a licença e a renovação.

Os preços, variam de Freguesia para Freguesia (vai-se lá entender porquê). Mas informem-se o mais possível porque eu paguei tudo, como sempre fiz em Carnaxide ( sempre registamos lá os cães por causa da empresa) e os preços são o dobro do que em qualquer lado. 12€ a renovação mais 17 € a nova licença. Paguei ontem 60€, uma fortuna. Em Barcarena a minha zona de residência o novo registo por exemplo custa 10€ mais 5€ a renovação. Por isso informem-se bem, por os cães precisam mesmo andar registados.

Imaginem que um dia alguém faz queixa do vosso cão, ou acontece alguma coisa ou um agente de autoridade pede-vos o registo e se não tiverem, podem levar-vos o cão, ou o gato.

Em Setembro é quando se fazem os registos as novas registações e espero mudar-me para uma zona mais em conta.

Beijinhos e muito obrigada

Sofia

Começa o Drama

Isto de passarmos de Inverno Intenso para Verão, sem passar pela casa da Primavera, não tem piada nenhuma.

Causa uma grande confusão nos guarda-roupa. Ninguém está bem preparado para esta mudança, mesmo desejando-a muito.

Calor e mais calor e já só vemos praia à frente. Tendo os guarda-roupas cheios de camisolas de lã, arranjamos uma forma de encontrar um bikini para começar a ganhar aquela corzinha.

Mas não é fácil fazer esta mudança, porque exige pelo menos umas Boas horas de tirar tudo, começar a lavar, e substituir pelas peças frescas de Verão.

A sorte é que o calor tudo seca bem mais depressa. Só vantagens o Verão.

Mas a minha dica é deixarem alguns casacos e camisolas mais fininhas porque não vá as noites esfriarem, maluco como o tempo anda, mais vale prevenir do que passar frio.

Beijinhos e boa sorte com as vossas mudanças eu vou ver se faço um filme com as minhas

Beijinhos e obrigada

Sofia

 

As Críticas

As criticas são sempre bem vindas, caso sejam construtivas.

Isto significa que se está a dar material e argumentos para a outra pessoa, mudar, evoluir, caso queira faze-lo.

As pessoas quando estão bem emocionalmente não se incomodam com esse tipo de opiniões, está receptivo e confiante o suficiente para avaliar o que lhe é apontado, mesmo que não lhe faça sentido ou não tenha pedido opinião, ou até responder de forma a que a outra pessoa entenda o seu lugar.

Penso que estamos todos de acordo, quando alguém faz uma critica, não é obrigatório mudar. Uma crítica, não pedida, deve ser uma partilha de opinião e não uma obrigação ou uma ordem. Era preciso ser-se muito egocêntrico para achar que o outro mudaria só porque achamos que deve mudar, certo?

Quem critica facilmente, principalmente quando ninguém lhes pede opinião, são pessoas que têm um ego enorme, o suficiente para acharem que a sua avaliação, julgamento é suficiente para os outros mudarem de vida. Também podem ser vista como pessoas inseguras que precisam disso para provar a confiança que não têm.

A critica destrutiva é aquele que basicamente não acrescenta nada ninguém a não ser desconforto. Serve apenas para a o criticado se sentir rebaixado, diminuído e inferior. Deve ser resolvida facilmente com um total desprezo em silêncio. Quanto mais espernearam mais felicidade trazem a quem inicio o processo.

A critica ofensiva é horrível, pode destruir um pessoa mais vulnerável, Infelizmente é um acto muito comum pelas redes sociais, principalmente para quem não tem coragem de dar a cara e sente-se seguro atrás de um computador ou telefone para fazer comentários horríveis. O mais grave de tudo é que as criticas ofensivas são mais certeiras que um elogio. Vai-se lá entender porquê.

 

Este texto para pensarem um bocadinho antes de expressarem livremente o que pensam sobre uma pessoa. Podem estar a magoa-la, a destruí-la, a ofende-la mais do que ajudá-la.

Beijinhos e sejam felizes 🙂

Sofia