icon-arrowicon-facebookicon-googleplusicon-instagramicon-pinteresticon-playicon-searchicon-twittericon-youtube

I’m a La Femme e tu não queres ser uma?

Não há nada melhor do que ser Mulher!

Eu adoro e tento ao máximo explorar todos os pontos a favor do meu género. Ser sedutora, protectora, forte, destemida, maternal, carinhosa, intuitiva, sensível, provocadora, inteligente, companheira, guerreira, etc.

Uma das minhas prioridades na vida é sentir-me bem comigo e com o meu corpo, Haver um equilíbrio geral: gosto de como falo, mas também gosto da forma como me apresento. Não sou mulher de ficar a um canto ou esconder-me. Gosto de entrar forte e de virar cabeças e se falarem de mim melhor, quer dizer que o meu poder foi usado na sua plenitude.

Há 11 anos comecei a dançar e foi a melhor forma de conhecer e explorar o meu corpo. Gosto de me envolver de corpo e alma e entregar-me a uma musica a uma coreografia a um momento.

Sou uma fã assumidissima do trabalho da Vanda Gameiro. Foi a minha professora de dança e até então mesmo que tenha experimentado outros estilos diferentes do dela, eu nunca a deixei. O seu trabalho corresponde à sua forma de dançar e estar na vida. É com tudo e leva tudo à frente. É a mulher furação, jibóia que enlouquece qualquer palco em qualquer parte do mundo. É considerada das melhores bailarinas do mundo de Salsa e há uns anos para cá entregou-.se também ao Burlesque e ao mundo intimo de “La Femme“.

Para a semana, dia 4 de Fevereiro, começa na Jazzy, mais um curso que irá dar cabo de muitos coração e dezenas de felicidade cada vez que este grupo de mulheres se junta para dançar.

Somo poderosas, somos brutais, estamos unidas e somos pura diversão quando estamos juntas.

Deixo-vos 2 vídeos nossos, um pedacinho da aula e depois o resultado final. Quem sabe haverá mais vídeos em breve

Beijinhos La Femme

Sofia

Para mais informações telefonem para a Jazzy

Video da Aula (em baixo mostro o resultado final)

Video, edição e montagem de Tito Cacais

Já estou a cuidar das unhas

Ontem chamaram-me a atenção para o facto de não ter as unhas arranjadas, numa foto foto que postei de um anel.

Estavam cobertas de razão. Não arranjava as unhas há algum tempo. Não porque sou desleixada comigo, apenas porque não tenho tempo e há coisas que ficam para depois.

O facto de ter 2 trabalhos, a empresa de marketing e o blog, consome praticamente o meu dia, semanas, noites, fins-de-semanas, férias, etc.

O pouco tempo que me resta servem-me para passear cães, estar com a família, amigos, fazer a minha aula de dança, treinar, ir às aulas de Muay Thai, limpar a casa, arrumar e parece uma mulher normal…ahh e dormir.

Logo podem ver que quando me sento no sofá, quero lá saber das unhas, fico com cara de anormal a ver televisão até adormecer por cima de um dos animais deitados no sofá.

Mas a pedido de algumas famílias, ontem às 2 da manhã, lá estava eu, depois de ter trabalhado um dia inteiro e estado sempre a correr, transportado um armário gigante por 4 lances de escadas, montado esse mesmo armário e ter cozinhado, de volta das unhas e das mãos.

Felizmente tinha comigo o que tem sido uma experiência fantástica no cuidado do dia-a-dia. Falo tanto de produtos que por vezes me esqueço de falar dos acessórios que são igualmente importantes.

Neste caso limei as unhas por cima, para tirar a unha gasta e seca com a nova máquina do Dr. Scholl Velvet Smooth. É óptimo super prático e fica tudo lindo.

Depois com o palito de vidro da Beter – https://www.facebook.com/BeterSpain/, estive a afastar as peles. Bem foi o melhor que usei até hoje!! Muito muito bom, amei! Continuando passei o corta cutículas que também foi muito muito bom. Ajustei as unhas com a lima de fibra de vidro.

Para terminar e porque as unhas se andam a partir muito passei o endurecedor.

Vou continuar sem verniz por mais um tempo e vou usando ocasionalmente quando achar relevante para evitar estar sempre a pintá-las e a remover o verniz.

Obrigada meninas por me acompanharem e por me ajudarem também a ficar mais bonita

Beijinhos

Sofia

PS. Lamento mas não sou apologista da unha de gel nem gelinho, conheço demasiado casos trágicos para se quer pensar nisso…prefito o natural

Ainda não era 1 da tarde….

Hoje acordei tarde e a más horas. Sabem quando o corpo e a mente não correspondem aos contratos profissionais e aos compromissos matinais? Estava assim.

Demorei muito até conseguir atingir um ritmo e uma mente suficiente activa para aquecer a água e colocar o pacotinho de chá verde. Isto só para vocês entenderem a gravidade do meu estado.

Apesar da minha apatia e ausência de reflexos e forças, a manhã estava a correr bem e a bom ritmo. Consegui maquilhar-me, secar o cabelo e fazer uma combinação digna para o look do dia.

Quando estou a sair de casa, completamente esbaforida por estar atrasada, como se fosse uma mosca antes de morrer depois de levar com o spray, já na escadas a apanhar o elevador olho para os pés e noto que tenho um botim de cada nação. Experimentei para ver qual ficava melhor e simplesmente esqueci-me de os trocar. Um era fechado e outro versão peep toe. A vantagem é que ambos eram pretos e dourados e talvez por ai conseguisse explicar socialmente a minha decisão “sim, sai com sapatos diferentes, foi uma decisão consciente, estou tentar novas tendências sem perder a noção do pendant!”.

Voltei para trás com um riso nervoso só de imaginar chegar assim ao escritório, ou andar assim na rua. Com os nervos de trocar de sapatos, rasguei as meias em 2 sítios, um no calcanhar com o salto o outro quando me baixei…deixo-vos imaginar.

(nestes momentos devia haver câmaras a filmar a cara dos meus animais a olharem para mim. Dá até para imaginar o que estão a pensar “esta mulher é louca!”, “outra vez atrasados!”, “devia acordar com vontade de ir à rua que se despachava mais depressa!”, alguém lhe dê um osso para acalmar s.f.f.!”).

Com sapatos iguais cheguei finalmente ao escritório e liguei o meu computador que só vive ligado ao cabo, sentei-me calmamente na minha secretária e esperei que o meu outlook abrisse à primeira….. Até que uma voz vinda de outro gabinete pergunta às 11h20 “A Sofia não tinha uma reunião agora as 11h30?!”. Acho que nunca me levantei e sai tão depressa do escritório. A minha agenda estava noutro dia – Fevereiro e achei que não tinha nada hoje.

Em loucura total mas em velocidade cruzeiro (sempre mantendo a calma na condução) tentei chegar o mais depressa possível à Expo, enquanto dava explicações ao Cliente do meu atraso por telefone mãos livres).

Consegui estacionar tranquilo, tinha moedas para o parquímetro. Escorrei a colocar o talão no carro, mas felizmente ninguém viu e fui a correr pela calçada Portuguesa de saltos até à porta correcta. Aproximo-me do segurança e o mesmo pede-me a identificação. Mala de mulher já se sabe…toca a remexer e remexer e encontrar nada. Abriu-se a bolsinha de maquilhagem e entornou-se tudo lá dentro…o caos está instalado. Tenho 2 pessoas paradas a olharem para mim e eu a tentar pescar um documento numa mala cheia de batons, blush, máscaras, etc. Nada não encontro nada, nem um documento de identificação, nem um cartão multibanco nem dinheiro. Lá me deixaram subir…confiaram em mim. Nenhum terrorista seria tão nabo e desorganizado, dava até pena.

Finalmente toco à campainha do cliente que se tornou música para os meus ouvidos…porque finalmente tinha chegado ao destino. Quando entro na sala de reuniões cheia de pedidos de desculpas, noto que a pega da minha mala de trabalho está na vertical. Ficámos os dois a olhar para aquilo, porque esteticamente não fazia sentido. Ainda nos rimos e eu comecei a resumir a manhã, etc

Felizmente a reunião correu muito bem e consegui manter o foco e atenção dele até ao final. E o feed-back foi excelente.

Desci esganada de fome (porque era 12h30 ainda não tinha comido nada). Tive que ligar à Dinora Bastos, a minha nutricionista a desmarcar a minha consulta porque nem dinheiro tinha para o parquímetro lol, enquanto comia um rissol de camarão pago com as únicas e restantes moedas que tinha (1€15). Shame on Me e ganhei o direito a fazer mais 50 flexões.

Voltei para o escritório e até à data não ocorreram mais acidentes ou incidentes, mas também decidi não me levantar mais da secretária.

O meu Outlook à 3ª abriu e o meu computador continua ligado à corrente pois é a única forma de o manter vivo e a respirar. Caso para dizer “Não desliguem a máquina!”.

Beijinhos

Sofia

 

 

 

Look de Eleições

Para um dia de descanso nada como um look descontraindo para ir votar, almoçar fora e ir tomar um chá (foi o que fiz ontem, não necessariamente por essa ordem). Estava um dia lindo de sol e o frio só começou a aparecer lá mais o cair da noite. Até lá deu para estrear o meu casaco lindo verde da Tiffosi.

Saia de ganga – Jumbo Moda

Lenço – Maria Morango

Blusa – Natura

Casaco – Tiffosis

Botas – Sofia Costa Shoes

Mala em cortiça – Najha

Óculos – Lefties

Colar – C&A

Beijinhos e boa semana

Sofia

Iluminação de Natal durante todo o Ano

Este Natal partilhei convosco, que das coisas que me sabem melhor nessa época, é chegar a casa, ligar as luzes da árvore de Natal e deitar-me no sofá. As irrequietas e inconstantes pequeninas luzes brancas a surgirem por entre as bolas e ramos do falso pinheiro tranquilizam-me e dão um conforto à minha sala que normalmente não tenho no resto do ano.

Mas este ano o meu Natal foi mais meu e mais personalizado e acabei por fazer algumas das decorações lá de casa o que me deu ainda mais prazer.

Foi o caso destas garrafas com formatos vintage que coloquei dentro luzes de Natal, algumas ligadas à corrente e outras a pilhas para iluminar diferentes zonas da sala.

Ontem enquanto arrumava o Natal em caixas decidi manter esse ambiente e esse conforto e não podia estar mais feliz e sinto-me que os meus serão ainda vão ser mais confortáveis e relaxantes.

Acrescentei uns potes gigantes em vidro para iluminar com velas

Vejam as fotos e coloco uma legenda para saberem onde comprei as garrafas

Beijinhos luminisos

Sofia

Madrid Olé

Como sabem no inicio da semana fui a Madrid dar um saltinho para conhecer a colecção Primavera Verão da C&A.

É uma viagem que se faz em menos de 1 hora. O tempo que perdemos em terra no aeroporto é muito superior ao que se tem no ar no avião. Faz-se rápido em menos de 1 hora.

Mas o tempo passa a correr e infelizmente não deu para visitar nada ou ver muito de Madrid. Entre o estar com os amigos, entre copas, jantares, reuniões….só consegui andar um pouco na rua – Grand Via até à Plaza de Callao, entrar em algumas lojas e descansar foi igual a 0.

Realmente viajar faz bem e olho para as minhas fotos e noto uma felicidade, uma tranquilidade e estamos a falar de alguem que foi de um dia para o outro…nada de especial. Mas o facto de durante 4 anos ter-me privado de férias vejo agora a falta que elas me faziam e fazem.

Deixo.vos algumas fotos da viagem e de momentos bons que tive. Poderiam ser mais e melhores se não tivesse deixado em Portugal o meu selfie stick e o que comprei em Madrid não funcionar, depois de ter deitado a caixão e o talão fora.

Beijinhos

Sofia

Urban Fest e o Diário de um Batom

Urban Fest e o Diário de um Batom juntaram-se os 2 à esquina não tocámos a concertina, mas vamos estar juntos nas próximas edições.

São óptimas noticias porque vou ser embaixadora, RP, parceira como lhe queiram chamar desde mercado fashion e não podia estar mais entusiasmada e feliz!!!

Urban Fest é um mercado Trendy que vai estar em vigor nos próximos dias 29, 30 e 31 de Janeiro entre o Rato e o Príncipe Real em que vão estar presentes marcas fantásticas de moda, acessórios, lifestyle, decoração, kids, handmade, e outras de 2ª mão (como coisas minhas por exemplo), mas sigam o evento no facebook e podem ir acompanhando tudo lá.

Para além disso podem encontrar uma área bem abastada de streetfood e perderem-se entre os petiscos, tapas, e bebidas, tripas de Aveiro entre outras coisas.

Quem tem filhos pode levá-los à vontade porque vamos ter um espaço para eles brincarem à vontade enquanto vocês procuram algo diferente para o vosso guarda-roupa ou para comer ou para presente do Dia dos Namorados.

E claro que os cães podem entrar, desde que os donos se responsabilizem por eles. Mas temos todo o gosto em que levem os vossos meninos a visitarem o nosso Mercado.

Bem por enquanto é tudo, vou dando noticias para que não deixem de passar por lá, nem que seja para me dar um beijinho.

Já agora a entrada tem o custo de 1€ que reverte para a Associação Salvador.

Beijinhos

Sofia

Cavalheiros, Cavaleiros ou Cobardes?!

Quem afirmar que todos os homens são nojentos, horríveis, sacanas e todos iguais, está completamente enganado. Felizmente há uma pequena percentagem que são incríveis e únicos e que continuam a dar-nos esperança que mais se convertam à decência e aos verdadeiros valores.

Felizmente nos últimos meses decidi não me envolver com mais ninguém e cada vez sinto que é o caminho certo para evitar os desgostos, os traumas, as dores de cabeça e as mágoas.

No entanto através das minhas amigas vou acompanhando as vulgaridades, as faltas de ética e o pior de tudo a cobardia dos cavalheiros.

Digam-me quantas de vocês continuam sem saber o que realmente aconteceu? quantos namorados, casos, amigos coloridos desapareceram e até hoje não sabem o que lhes deu ou o que fizeram? Nos anos 80 eles saiam para comprar tabaco e agora saem para correr?! Mas será que a ideia de serem frontais, sinceros, limpos, custa assim tanto ou é mais fácil ficarem com a fama de cobardes. O que lhes vale é que aconteça o que acontecer nós ficamos sempre com fama de malucas, loucas, desequilibradas. Estamos tristes, vulneráveis, não dizemos nada de jeito, temos medo de os perder, por isso as loucas acaba sempre por anular o efeito da cobardia…”claro entendo-te eu também teria fugido de uma louca dessas!”. O que se esquecem é que ela ficou louca porque ele a humilhou, banalizou completamente aquilo que ela sentia por ele, o carinho que tinha, a sua disponibilidade e entrega.

Quando me perguntam o que gosto mais num homem, digo sempre “Gosto de um homem que seja Homem!”. Eu cresci com a ideia de que os homens são aqueles que protegem, que lutam, que conquistam, os que enfrentam, que dão a cara, que nos salvam, que nos ajudam, que nos amam. Hoje em dia a coisa parece que se inverteu, por isso é bom que comecem a mudar os filmes de hollywood e colocarem a mulher no cavalo branco e ele na torre a pentear os seus cabelos e a colocar creme nas mãos para deixa-las brilhantes e suaves.

Homem que é Homem não tem medo de usar cor-de-rosa.

Homem que é Homem, não tem medo de gostar de uma mulher e de a enfrentar, mesmo que seja para dizer “já não gosto de ti”.

Homem que é Homem, sabe que o respeito começa pela forma como é sincero na sua vontade e no seu desejo.

Homem que é Homem não precisa de florear, de inventar para chegar a um fim

Homem que é Homem tem valores, sabe o significado da entrega, do carinho e do compromisso

Homem que é Homem não desiste e não vira a cara à primeira dificuldade que vê

Homem que é Homem luta pelo o que quer e valoriza.

O mais importante de tudo é as meninas excluírem a ideia de que a culpa foi vossa. Muito provavelmente não fizeram nada de errado e o problema é dele, ele fartou-se, agoniou-se, não era para ser o que foi, mentiu etc.. Depois agradeçam a essa pessoa ter saído da vossa vida, porque mais cedo ou mais tarde, vos iria falhar, vos iria humilhar, vos iria decepcionar e acho que nenhuma mulher gosta de se apaixonar e relacionar por um cobarde, eu falo por mim, até teria vergonha.

Rapazes espero não ter sido muito dura com convosco. Vejam isto como um conselho, um abrir de olhos para atitudes que são muito pouco louváveis. Ninguém é obrigado a gostar de ninguém, mas todos merecem respeito principalmente aqueles que vos foram fieis, trataram-vos bem, deram-vos carinho e que até perderam o seu tempo a gostar de vocês. Sejam homenzinhos e digam a verdade e encerrem os casos como deve de ser. Isto dos casos e dos relacionamentos não conta só o tamanho o coiso, mas o tamanho das coisas que estão por baixo.

Isto para qualquer idade, essa coisa de culparem uns de serem miúdos novos e vai a ver-se os adultos parecem autenticas crianças parvas e birrentas. Cresçam!!!

Beijinhos

Sofia

 

Look Festa de Anos

Para as meninas curiosas com o meu look de sábado à noite, usado na festa de anos do meu irmão, fica aqui a minha escolha. Escolhi a saia com o padrão mais seguro, porque no dia não tive tempo para fazer as combinações para a saia azul e preta. Eu sei que era a vossa favorita, mas atrasei-me e os meus sapatos pretos (pumps) estavam a arranjar…enfim iria ser o caos.

Mas espero em breve usá-la e concretizar o vosso desejo.

Fiquei-me pelo clássico dourado e preto e assim combinei:

Saia – Stradivarius

Top lantejoulas – H&M

Brincos – Primark

Casaco de Pêlo – Zara

Clutch – Green Coast

Beijinhos e obrigada pelo vosso carinho

Sofia

PS. Fotografia Tozé Canaveira

Seja Dador de Medula Óssea

Meus queridos,

Decidi escrever este artigo para fortalecer a mensagem dos vídeos e pedido de ajuda que tenho feito sobre o Pequeno Henrique e a sua Família (façam like na pagina s.f.f.).

O Henrique nasceu com uma doença rara – Sindrome de Hurlay e muito complexa que o impossibilita ter uma vida normal como outra criança. Infelizmente esse problema irá agravar-se gravemente caso não seja feita de urgência um transplante de medula óssea até ele fazer 2 anos…que será em Maio de 2016. Muitos de vocês que são pais, podem imaginar a agonia desta família a ver o tempo a passar.

Quantas mais pessoas se inscreverem como Dadoras de Medula Óssea maior, maior é probabilidade de encontrarmos um dador. Vou explicar como se faz:

Junto de um hospital ou da centros que vos deixo neste link, podem fazer a doação, caso estejam de acordo com os requisitos em baixo assinalados – http://www.apcl.pt/dadores/onde-pode-tornar-se-dador.

Vocês não vão doar para um caso especifico, mas para uma base de dados nacional e internacional de dadores de medula óssea. Na realidade vocês podem salvar qualquer vida ou a vida do Henrique! Quantos mais formos mais vidas salvamos!!.

A doação são 10 min., entre preencher uma ficha de autorização, a uma breve e rápida consulta e tirar um frasquinho pequenino de sangue e já está, são dadores. Um dia quem sabe podem receber aquele telefonema…em que diz you are a match!

Espero ter ajudado e sensibilizado mais pessoas a darem esse passo e ajudarem o próximo.

Combinem com os vossos amigos vão sozinhos ou com a vossa família, mas vão! Eu fui ao Júlio de Matos que ao sábado estão abertos o dia todo, por isso nem há desculpas.

Características do dador:

  • Ter entre 18 e 45 anos;
  • Peso mínimo de 50kg;
  • Altura superior a 1,5m;
  • Ser saudável;
  • Nunca ter recebido transfusões após 1980;

( Nota: Não precisa de estar em jejum)

Quem não se pode registar como Dador de Medula óssea no Registo Português?

Não poderá registar-se como Dador de Medula Óssea se tiver pelos menos uma das seguintes condições:

  • Idade inferior a 18 anos ou superior a 45 anos;
  • Altura inferior a 1.50m;
  • Peso inferior a 50kg;
  • Obesidade Mórbida, mesmo nos casos de colocação de Banda ou Bypass Gástrico;
  • Patologia Cardíaca;
  • Hepatite B ou C, alguma vez na vida;
  • Doença Oncológica;
  • Transfusão de sangue depois de 1980;
  • Doenças Auto-imune (Artrite Reumatóide, Lúpus);
  • Doenças infecto-contagiosas;
  • Insuficiência renal;
  • Patologia da Tiróide;
  • Diabetes;
  • Anemia Crónica;
  • Hérnia Discal;
  • Fibromialgia;
  • Glaucoma;
  • Não compreender a língua portuguesa tanto na sua forma oral como escrita;
  • Não ter residência estabelecida em Portugal.

NOTAS:

1 – Chamamos a atenção para o facto desta lista de factores que impedem a inscrição no CEDACE como potencial dador de medula óssea, não ser exaustiva, limitando-se a conter apenas informação básica geral;

2 – Quem não puder tornar-se dador de medula óssea, tem sempre outras formas de ajudar

Informação facultada pelo CHSul. Para mais informações consulte o site do CHSul

No caso de poder registar-se como potencial dador de medula óssea, pode um dia ser “ativado” e ter o privilégio único de SALVAR UMA VIDA!

Beijinhos e muito obrigada por se juntarem a todos os outros dadores.

Sofia e Henrique